quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Polêmica - Evangélicos também gostam de sexo!



Religião e sexo nunca foram assuntos que andaram lado a lado. Para muitas crenças, o sexo é apenas parte do processo reprodutivo e o prazer é condenado. Outros acreditam que o sexo deva ser feito apenas depois do casamento e apenas com a pessoa que Deus escolheu para você.
E onde tem sexo, tem gente investindo para deixar tudo mais... divertido! É o que vem acontecendo, nos últimos anos, com a indústria gospel. Isso mesmo, indústria gospel relacionada ao mundo do sexo! Essa semana todo mundo resolveu falar de uma empresa que está produzindo filmes eróticos evangélicos. Todas as obras têm enfoque claro e seguem regras de conduta: os protagonistas dos filmes são casais — marido e mulher mesmo - na vida real, todas as cenas seguem preceitos do sexo cristão — e tem a religião como princípio -, nunca é extraconjugal e práticas como ménage, sadomasoquismo e nudismo (!) são impensáveis.
A ideia desses filmes é ensinar aos casais cristãos como eles podem ter e proporcionar prazer de acordo com a Bíblia — incluindo posições sexuais e tratamentos respeitosos ao órgão do outro. Mas a indústria do sexo gospel não é baseada apenas em filmes em que, pelo que eu entendi, rola sexo de roupa. Também há outras... atividades nesse mercado. Quer conhecer?

Sex shop para casais religiosos

Apimentar a relação de acordo com preceitos da Bíblia é a missão de alguns sex shops online. O Book 22 foi o primeiro deles e a história é que o casal que o criou estava, segundo o site NPR.com, cansado de buscar soluções para sua vida sexual e só encontrar pornografia.
Existe também o My Beloved Garden, que oferece produtos para casados. E há também o Intimacy of Eden. Mas não se assuste se o que você encontrar nessas lojas for igual ao que vê em outras sex shop, o que muda é só o nome. Eles vendem o produto e cada um usa como quer, então...

Pole dance para Jesus
Uma americana resolveu criar o esporte e fez algumas mudanças nas aulas convencionais de pole dance, ou dança do poste. Primeiro, as músicas: nada de música de boate, apenas louvores cristãos ou músicas gospel populares. Depois, os movimentos, que não são tão sensuais quando nas aulas normais, afinal, é um momento de adoração.
Além disso, é um exercício físico que deixa as mulheres mais fortes para lidar com os problemas do dia a dia.
"Eu acho que não há nada de errado com o que eu faço. Eu ensino mulheres a se sentir bem consigo mesmas, ensino elas a sentirem-se poderosas. Qualquer um que quiser me julgar, Crystal Deens, criadora da modalidade, para a rede de TV americana Fox News.

Swing gospel

Esse é o nome de um grupo musical que canta temáticas religiosas, mas não é sobre eles que estamos falando. O swing gospel do qual estamos falando é igualzinho àquele não religioso, em que as pessoas trocam de casal e fazem sexo por puro prazer, sem sentimentos ou ligações matrimoniais.
Não há uma casa especializada na prática também conhecida como "sono inocente", mas foram encontrados alguns anúncios em classificados sexuais de casais evangélicos procurando moças evangélicas para fazer parte do relacionamento.
E então, casais evangélicos também sofrem com a monotonia do sexo e curtem apimentar a relação de vez em quando?

Fonte: Yahoo


4 comentários:

JCavalheiro disse...

É simplesmente escandaloso já termos tal tipo de coisas entre os chamados "evangélicos"!!! Estamos vivendo os últimos tempos em que servir a Deus será uma experiência em adorá-lo em "Espírito e Verdade" como disse Jesus à mulher samaritana.
O nome evangélico não mais impõe respeito como antigamente. Toda sorte de pecados já são permitidos desde que sejam praticados somente entre evangélicos. Meu Deus!!!
MARANATA!!!

Deus vos abençoe e aceite um abraço do irmão...

Alexsandro Fogo Puro disse...

Que coisa, rapaz. Gostaria de pedir sua permissão para postar um trecho desse post no meu blog, sem esquecer da fonte, é claro. Vou colocar um link do seu blog no meu (shared-ideias.blogspot.com). Qualquer coisa me manda um e-mail(alexmsn2011@live.com).

João Paulo Fernandes disse...

Sem problemas Alexsandro. Abraço!

Edinelson Lopes disse...

Graça e paz!

Você deve se lembrar do blog Siga o Mestre, pois é, ele foi desativado em 2011, mesmo contando com mais de 45.000 visitas, decidimos por desativá-lo para que pudessemos desenvolver um trabalho missionário mais ativo e maduro, fruto inclusive das experiências deste blog antigo.

Fogo para Missões ó nome escolhido para identificar o chamado pessoal em nossas vidas, o fogo faz alusão ao avivamento pelo qual oramos, e missões porque acreditamos que o veradeiro avivamento tem apenas um propósito, o de revestir o cristão para realizar a grande comissão, anunciando a Jesus, o Salvador, por isso Fogo para Missões.

Você deve se lembrar também que através do blog Siga o Mestre havíamos estabelecido uma parceria abençoada com o propósito de divulgarmos reciprocamente nossos blogs, artigos e publicações, e é este o convite que venho lhe fazer, para que nos visite, conheça nossas publicações e, se houver interesse, que esta parceria possa ser transferida para o BlogFpM, do ministério Fogo para Missões.

No BlogFpM são publicados apenas artigos missionários, em geral um convite a atitude missionária, além da promoção do projeto #TempodeOração, um movimento de clamor por missões. Todos os detalhes deste projeto, que já está sendo abraçado por igrejas e também outros blogs e sites cristãos, você pode encontrar no site do ministério, www.fogoparamissoes.com.

Que o SENHOR te abençoe desde Sião, e que este seja uma ano missionário para sua vida! #TempodeOração, juntos, clamando incessantemente pelo avivamento missionário.

Edinelson F. Lopes
Ministério Fogo para Missões
@FogoparaMissoesBlogFpMFaceBook

O Ministério Fogo para Missões tem o objetivo de servir igrejas locais na realização de missões, hoje estamos olhando e orando pela região do Vale do Ribeira, este é nosso chamado, qual é o seu? Não espere mais, clame ao SENHOR e seja a benção pela qual o mundo tanto geme! (Romanos 8:19)

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada