sexta-feira, 29 de abril de 2011

A última mensagem de David Wilkerson

Quando todos os recursos falham.
Por David Wilkerson.

Crer quando todos os meios falham é extremamente agradável a Deus e é mais aceitável. Jesus disse a Tomé: "Você acreditou porque você viu, mas bem-aventurados são aqueles que acreditam e não ter visto" (João 20:29).

Abençoados são aqueles que acreditam que não há nenhuma evidência de uma resposta à oração, que confiam esperançosos, quando todos os meios falharam.

Alguém chegou no lugar de desesperança no fundo do poço esgotando todos os meios possíveis. A pessoa amada está enfrentando a morte e os médicos não dão nenhuma esperança. A morte parece inevitável. A esperança se foi. O milagre que você pediu não está acontecendo.

Ou seja, quando hordas de Satanás vem para atacar a sua mente com medo, raiva, dúvida esmagadora: "Onde está o teu Deus agora? Você orou até que você não tinha mais lágrimas. Você fez jejum. Você ficou na promessa. Você confiou."

Pensamentos blasfemos serão injetados em sua mente: "A oração não foi ouvida. A Fé não funcionou. Não desista de Deus, simplesmente não confio mais nele. Não vale a pena!"

Até questões sobre a existência de Deus serão injetados em sua mente. Estes foram os dispositivos de Satanás por séculos. Alguns dos mais piedosos homens e mulheres que já viveram estiveram sob tais ataques demoníacos.

Para quem vai pelo vale da sombra da morte, ouça esta palavra: o choro vai durar por alguns dias escuros, noites terríveis em que em meio a escuridão em breve você vai ouvir o sussurro Pai: "Eu estou com você. Eu não posso te dizer por que agora, mas um dia tudo vai fazer sentido. Você vai ver que tudo era parte do meu plano. Não foi por acaso. Foi uma falha de sua parte. Segure firme. Deixe-me abraçar você na hora da dor. "

Amado, Deus nunca deixou de agir, mas na bondade e amor. Quando falham todos os meios, o seu amor prevalece. Segure firme a sua fé. Permanecei firmes na sua Palavra. Não há outra esperança neste mundo.

OBS: Essa mensagem foi postada em seu blog pessoal no dia de sua morte.

Vi no blog do Pastor Márcio

segunda-feira, 25 de abril de 2011

"Piolho em careca e a unção do leão parte 2 - o retorno"



Amados irmãos,

Palavras não podem conter o que vivemos neste 12º Congresso! Abaixo, um testemunho de uma visão e confirmação do que Deus fez nesses dias. É de uma querida irmã. Veja:

“Oi minha linda irmã,

Que a graça, a paz, a unção e o amor do Pai sejam abundantes em sua vida.
Estou te escrevendo para compartilhar um sonho e uma visão que tive e tem a ver com o 12º Congresso de Louvor.

Há 6 meses sonhei que estava chegando na Lagoinha e havia um rebuliço na porta, porque o Pr. Márcio tinha mandado arrancar todos os bancos e colocado toda a equipe pastoral na porta com uma bacia de álcool gel e pente fino. E as pessoas que chegavam só podiam entrar no templo depois de deixar a equipe passar pente fino em suas cabeças. E só podiam entrar no templo depois de tirar os sapatos.
Tudo isso porque o Senhor tinha dito ao Pr. Márcio que a Glória dEle estava debaixo dos bancos, que o povo estava sentado sobre a Glória de Deus. E ao passarmos o pente fino na cabeça das pessoas, saíam muitos piolhos, até da cabeça dos homens que estavam careca. Mas aqueles que deixavam, que obedeciam, tiravam os sapatos e entravam, não conseguiam ficar de pé, engatinhavam no templo, tamanha era a Glória de Deus ali. Então, o Senhor me falou em Romanos 12. 1-2 sobre a santificação e renovação da mente, para ver a Glória dEle. No Congresso, ouvi do pastor da Finlândia, uma palavra semelhante, ele disse também que haverá dias que as pessoas entrarão engatinhando no templo. Glorifiquei muito a Deus por isso… Quando ele te tocou e você foi para o chão, depois o Pr. Márcio, e ele chamou a Igreja para se arrepender, vi muitas pessoas entrando debaixo dos bancos, e estes levaram a Glória de Deus… mas isto foi só o começo, vai ter que humilhar mais…

Sei que muitos tiveram visões, e você receberá muitos relatos sobre visões e sonhos. Porque a Glória do Senhor esta aqui…

Um grande abraço.
Que o Senhor te renove as forcas e restaure a sua voz.”

Fonte: Blog da Ana Paula Valadão

A "rainha" dos valadetes indica a Bíblia de "estudos da Joyce Meyer


Vendo esse tweet, obviamente respondi pois achei essa indicação cabulosa, ainda mais servindo de "plano de leitura"


Então descobri que era só politicagem.

*Substitua "seja benção p/ as pessoas" por "seja benção (financeira) para nossa editora".

Pelo menos fiquei feliz que a Valadão não tenha indicado isso de coração.

Querem saber mais sobre a "ungida" Joyce Meyer? Clique aqui.


Ana me respondeu e disse que tinha conhecido antes. Outras pessoas me confirmaram também. Depois eu pedi desculpas e ela me respondeu.

Causei um alvoroço no twitter, alguns falaram coisas que me fizeram evoluir, outros só me xingaram, mas espero que isso sirva para o bem daqueles que amam a Deus. Muitos viram que realmente defendem mais o Diante do Trono do que o próprio Evangelho.

UPDATE 04/DEZ/2010

Fui ver os tweets dela e ela tinha me dado retweet propositalmente para que os seguidores dela vissem que ela foi ofendida e me trollassem daquele jeito. Lamentável.



Acho que ela quis pagar com a mesma moeda, dar o troco, fazer eu experimentar do próprio veneno, essas coisas. E conseguiu. Parabéns, Ana Paula Valadão, sua astúcia é admirável.

Fonte: http://cibeleblanco.blogspot.com/
* A matéria é do ano passado, mas ta valendo!

Igreja Primitiva x Igreja Atual

Igreja primitiva x atual Igreja Primitiva x Igreja Atual A Igreja Primitiva gozava de uma imagem pública positiva; A Igreja Atual tem uma imagem extremamente negativa diante do povo.
.
A Igreja Primitiva fazia muito com pouco; A Igreja Atual com muito não faz nada (ou quase nada).
.
A Igreja Primitiva tinha comunhão; A Igreja Atual apenas associação.
.
A Igreja Primitiva tinha uma fé capaz de abalar o mundo; A Igreja Atual tem uma fé abalada por qualquer coisinha.
.
A Igreja Primitiva tinha uma mensagem Cristocêntrica (por Ele, para Ele e N´Ele); A Igreja Atual tem uma mensagem Antropocêntrica (mensagens que massageiam os nossos egos, desejos e prioridades).
.
A Igreja Primitiva não se importava com a concorrência; A Igreja Atual perde para a concorrência e faz concorrência entre si mesma.
.
A Igreja Primitiva tinha doutrina; A Igreja Atual, apenas tradições.
.
A Igreja Primitiva tinha membros à imagem de Deus; A Igreja Atual tem membros que são caricaturas de uma denominação.
.
A Igreja Primitiva era procurada pelas pessoas; A Igreja Atual não é procurada e nem procura as pessoas (a não ser quando tem interesse em encher seus cofres com os “dízimos, primícias e afins” dos pobres fiéis manipulados).
.
A Igreja Primitiva era perseguida pelo mundo; A Igreja Atual persegue a si mesma.
.
A Igreja Primitiva se ocupava com o essencial (a vida em Cristo, o caráter cristão, o proceder com o semelhante etc); A Igreja Atual, com o trivial (tamanho do vestido, se usa brinco ou não, se o pregador usa terno e gravata – ao invés de se preocupar se o pregador tem vida com Deus e possui bom caráter).
.
A Igreja Primitiva se interessava pelas pessoas perdidas fora de suas igrejas (como o nome ‘igreja’, no original, em grego, mesmo se traduz); A Igreja Atual se orgulha com o número de seus membros ($$).
.
A Igreja Primitiva tinha culto; A Igreja Atual apenas liturgia ou entretenimento.
.
A Igreja Primitiva crescia em qualidade e quantidade; A Igreja Atual, nem em qualidade.
.
A Igreja Primitiva incomodava o mundo; A Igreja Atual se acomoda ao mundo e por isso é incomodado por ele.
.
A Igreja Primitiva mudou o mundo de sua época; A Igreja Atual tem sido mudada pelo mundo atualmente.
.
A Igreja Primitiva contava com membros que tinham vida de cristãos; A Igreja Atual tem apenas o nome de cristãos.
.
A Igreja Primitiva tinha a maioria de suas atividades fora dos portões da igreja; A Igreja Atual já nem sabe o que está fazendo dentro dos portões da igreja.
.
A Igreja Primitiva era temida pelos demônios; A Igreja Atual teme aos homens.
.
A Igreja Primitiva estava disposta a morrer pelo Evangelho; A Igreja Atual não consegue nem viver o Evangelho.
.
A Igreja Primitiva era uma tradução da Bíblia; A Igreja Atual tem apenas traduções da Bíblia.
.
A Igreja Primitiva transformou a palavra escrita em palavra encarnada!
.
Certa feita três teólogos discutiam entre si sobre qual era a melhor tradução da Bíblia, até que um deles disse: “A melhor tradução da Bíblia é minha mãe”; todos se silenciaram, então continuou ele: “Ela traduziu a Bíblia em atitude, em vida, e qualquer analfabeto podia ler e entender”.
.
Fonte AD Sta Felicidade

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Verdade portátil, Penduricalho religioso ou Identidade falsa?

 A moda muda constantemente, por isso há gente que tem verdadeiro vício de se informar sobre as últimas tendências – desde o que existe de novo em termos de “conceito” aos últimos apetrechos e penduricalhos que servem de acessórios. Há quem viva disso. A moda é relevante porque a aparência é importante. 

Apesar do entra e sai de tendências e das reviravoltas do mundo “fashion”, há algo que está sempre em evidência como “acessório” – pasme: a Bíblia!

Lembro-me de que, quando me converti, eu não tinha uma Bíblia. Mas eu carregava as dos meus colegas, que tinham vergonha de andar com elas quando saíamos da igreja. Perguntava-me por que alguém teria vergonha de deixar à mostra aquilo que considerava, pelo menos em tese, de fundamental importância na vida cristã.

Enfim, parece que a vergonha de andar com um livro preto com letras douradas era uma constante nos adolescentes dos anos 90. Eu não tinha esse problema, como disse. Eu até dizia que mesmo que a Bíblia fosse um livro dourado com letras pretas eu não me acanharia de levá-la comigo. E assim tem sido até hoje.

Agora o negócio é mais moderno (para não dizer “capitalista”): existem Bíblias de todos os modelos e cores – dá para combinar até com roupa, sapato e maquiagem de palhaço, acredite-me. Sempre tem uma para o seu estilo, seja ele um estilo “mulambento”, “mais ou menos” ou “nos panos”.

Enquanto alguns crentes sentem vergonha de andar com suas Bíblias na rua, outros sentem orgulho – demais. Orgulho da aparência mas não da essência. Pessoas que usam a Bíblia como uma espécie de “passaporte” que lhes garanta confiabilidade e recepção por parte de pessoas de bom coração e que precisam de consolo, ou como um preço de suborno para cativar a religiosidade alheia para seus propósitos egoístas, uma falsa “identidade”.

O papo está ficando complicado? Serei mais claro.

Como sou da área de Direito, estou farto de ver advogados, promotores e juízes que manuseiam a Bíblia de alguma forma. Se a tal lei que abole dos prédios públicos os símbolos religiosos entrar em vigor, duvido muito que contagie a tal ponto que se retirem das mesinhas dos fóruns as Bíblias que vivem bolando por cima delas; ou que intimide os militantes dos processos para que não usem e não tragam as suas.

Nos julgamentos, é comum vermos versículos disparados e passagens bíblicas aludidas em defesa de uma tese. Já vi defensores de réus claramente culpáveis os compararem a Jesus Cristo, a quem foi negada justiça, quando, na verdade, deveriam ter sido comparados a Barrabás: na inútil tentativa de persuadir os jurados a aderirem à sua versão dos fatos. Já vi advogados e promotores abrirem a Bíblia para citarem versículos que não existiam [Provérbios 26.9] ou para repreender quem os usa. E sabem vocês que às vezes as distorções da palavra de Deus passam por verdade, já que se presume que a maioria esmagadora da população não a conhece? E pior ainda: isso inclui os “evangélicos”.

Falhamos muito em não conhecer as Escrituras e o que elas ensinam. E, assim, nos tornamos alvo fácil para sermos manobrados por pessoas que costumam utilizá-la de forma torcida, com versículos e ensinos fora dos seus contextos. É assim que surge e se propaga boa parte das heresias.

Você já se perguntou por que as seitas usam a Bíblia na sua casa, quando não crêem no que ela realmente ensina? Para pegar você da mesma forma como eles foram pegos no engano: com decorebas, técnicas de persuasão, mentiras e obscuridades. Alguns adeptos de seita nem enxergam isso; outros apenas disfarçam por algum motivo egoísta, tais como: fazer dinheiro, construir uma reputação ou vender cacarecos.

Enfim... Certa vez, adeptos de uma seita vieram à minha casa e usaram a Bíblia para tentar me fazer acreditar em um outro suposto livro sagrado "revelado por Deus" a um "profeta" falecido estadunidense (pra variar...). Eles diziam ser "a religião certa", que as outras igrejas estavam “erradas” e eram do Diabo etc. Ou seja, aquela mesma ladainha de sempre.

Depois de ver que sua mensagem não tinha base bíblica (porque eu tinha derrubado as bases que me mostraram, provando-lhes o que as Escrituras realmente ensinavam), os "missionários" começaram a atacar a própria veracidade da Bíblia. 

Ora, mas se eles não criam na Bíblia e não achavam que ela era um livro importante, respeitoso e confiável, por que tentavam sustentar sua mensagem nela? Simples: para atrair os incautos que crêem na Bíblia, têm uma, mas não a conhecem!

Atenção: Se você não tem a Bíblia como alimento espiritual, como a palavra de Deus e como a Espada do Espírito; e se não a conhece e nem lhe dá a devida importância e cuidado; ela vai ser, para os outros, um passaporte, um veículo, um pretexto para uma mensagem errada chegar ao seu coração. Porque, se você não atenta para o que ela realmente ensina, demonstra que apenas se preocupa com a aparência do ensino, e paira na superficialidade. E precavenha-se: pessoas mal-intencionadas ou enganadas vão utilizá-la como cartão de visita e passaporte e para atacar a sua fé. E se você não tem competência e habilidade para defendê-la:

a) você poderá ser enganado; [1 João 2.21]
b) você não saberá quando está sendo enganado; [Atos 17.11]
c) você não poderá ajudar quem está enganado; [Judas 22,23]
d) você não poderá defender sua fé decentemente; [1 Pedro 3.15]
e) você está desobedecendo as Escrituras; [2 Timóteo 2.15]
f) e está pecando! [Mateus 22.29]

A palavra de Deus não é moda. A palavra de Deus nao é aparência. A palavra de Deus é a verdade e não passará, porém, a moda e as coisas deste mundo passarão. Portanto, não trate as Escrituras como “acessório” evangélico, pois ela deve fazer parte de seu coração, da sua vida, e é dela que vivemos! [Marcos 13.31]

Fico imaginando os fariseus com seus filactérios longos pendurados nas vestes. Para eles, a Bíblia era algo que ensorbebecia, algo a ser mostrado, “penduricalho religioso”. Será que nós somos diferentes deles? Será que andamos com algo que apenas atesta diante de nós, de Deus e do mundo o quão nossas vidas estão distantes Deus? [Mateus 23.3,5]

Imagino, ainda, como Satanás, os falsos profetas e os anticristos sabem manejá-la bem para alcançar seus intentos. [João 8.44; 1 João 1.7; 2 Pedro 2.1; 1João 4.1] E oro a Deus que nos prepare e nos ajude para que sejamos melhores espadachins e servos fiéis na luta pela verdade! 

"Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus." - Mateus 4.4 

Por Avelar Jr.
Também publicado no Não, Obrigado! 

terça-feira, 19 de abril de 2011

Nosso dogma global



O homem busca coisas que ele considera “necessidades”, mas que no final podem o tornar escravos de uma rotina que o afasta de sua vocação e missão de vida.

A maioria da sociedade tem vendido a sua alma em troca daquilo que paga melhor. A mensagem, desde as instituições de ensino fundamental até as de nível superior, não é conhecimento, não é fornecer um universo ao estudante que possibilite um encontro, em primeiro lugar, com a sua cidadania e depois com ferramentas que vão ajudá-lo na construção de sua carreira para uma melhor interação com o mundo a sua volta. A mensagem dessas instituições é tão somente formar peças que vão compor as demandas do mercado profissional.

O que o ser humano aprende é que ele precisa se formar para “ser alguém na vida” pois, afinal de contas, o seu valor não é intrínseco. Ele aprende que precisa estudar, não por causa de sua construção como um indivíduo que nasce com um propósito, mas porque precisa atender essa demanda do mercado. O resultado disso é que toda a informação adquirida no seu tempo de estudo é esquecida depois de passar num concurso público, ou até mesmo depois de sair da universidade. Os conceitos aprendidos perdem sua aplicabilidade, pois só serviram de trampolim social.

Uma pessoa pode acordar todos os dias às seis da manhã, pegar sua condução, bater cartão, voltar as às cinco da tarde para a casa e, enfim, cumprir esse ritual até os últimos dias de sua vida sem ao menos questionar quem ela é ou qual legado deixará para futuras gerações? A necessidade de conforto cega e tira da pessoa a reflexão sobre a vida.

O problema não é o trabalho mas é a falta do entendimento de que o trabalho é consequência de um indivíduo que encontra a sua vocação, que sabe que nasceu para responder uma necessidade, dentro dessa dinâmica relacional em que vive com seu próximo.

Ao estar preso dentro de um modelo de vida que o leva sempre em busca de sua “realização pessoal”, o ser humano não consegue enxergar essa outra realidade possível. Uma realidade onde habita a justiça, a paz e a alegria no Espírito. Como já dizia o bom e velho mestre, buscar o Reino de Deus e a sua justiça deve ser a nossa prioridade. Só que quanto mais envolvidos estamos, como seres viventes, com as urgências do materialismo, menos ouvimos a dor de quem sofre com a injustiça, denunciamos aqueles que corrompem as leis e menos ainda somos felizes.

Sim, infelizes por optar pelo caminho mais fácil, por viver no lugar mais seguro, por seguir essa romaria global que nos afasta uns dos outros e, principalmente, da razão de nossa existência. Os felizes são os que tem “fome e sede de justiça, que agem com misericórdia, os que são puros de coração e os pacificadores”. Talvez estes sejam os que, de fato, são realizados.

Fica na minha mente a canção Capitão de Indústria da banda Os Paralamas do Sucesso: “eu não tenho o tempo de ter, o tempo livre de ser, de nada ter que fazer…, eu acordo prá trabalhar, eu durmo prá trabalhar, eu corro prá trabalhar”. O que nos resta depois disso?

Euro Mascarenhas tem 24 anos e trabalha com a JOCUM

Jesus, o Salvador


Ele se tornou a fonte da salvação eterna para todos os que lhe obedecem.Hebreus 5.9, NTLH

O desejo de ser salvo deveria ser o maior anseio do ser humano. Só não é quando a pessoa não está ciente da perdição eterna ou quando não leva tal condição a sério.
A salvação é uma só e torna perfeitamente possível o rompimento da condenação eterna, da morte eterna, do fogo eterno (Jd 7), da vergonha eterna (Dn 12.2), do abismo eterno, da destruição eterna (2Ts 1.9), do juízo eterno (Hb 6.2), das algemas eternas (Jd 6), do castigo eterno (Mt 25.16), da ira eterna, das penas eternas.

A posse da salvação modifica profundamente a condição atual e futura do pecador. Todas as desgraças eternas se transformam em vida eterna, que começa agora e não depois da morte. João usa o tempo certo: “Quem crê no Filho tem (no presente e não no futuro) a vida eterna” (Jo 3.36).

A expressão “vida eterna” contrasta com “morte eterna” e aparece quase cinquenta vezes no Novo Testamento, especialmente nos escritos de João. Ela pode ser sinônimo de “redenção eterna” (Hb 9.12) e de “salvação eterna” (Hb 5.9).

Estou absolutamente seguro da minha salvação eterna por meio de Jesus!

Retirado de Refeições Diárias com Jesus (Editora Ultimato, 2010)

domingo, 17 de abril de 2011

O Hitmaker e a Fábrica de Sucessos

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Esse é meu Rei

Apocalipse Hoje: Guerra

Alexandre Pepe
“Amados pais. Se estão lendo esta carta, é porque ainda temos o aeroporto. Tenho certeza que esta será a última que seu amado filho lhes escreverá. Temos russos por todos os lados e não nos mandam ajuda de Berlim. Lhes tenho uma triste notícia, Granstsau morreu semana passada. Estava ele, eu e mais três andando quando simplesmente caiu no chão com a cabeça aberta. Amados pais, chorei muito ao vê-lo, porque crescemos juntos, lembram-se? Quando éramos crianças, quebrei a perna, ele me levou a casa nas suas costas com a minha perna quebrada. Sinto muito pelos pais dele. Perdi meu único amigo. E aqui haverá o fim. Nosso comandante se matou com um tiro na boca ontem de noite. Nossa moral não existe mais. Mas espero que essa maldita guerra acabe, pouco me importa o que aconteça. Se não receberem mais cartas minhas, vão para Espanha o quanto antes, sabemos que é uma questão de tempo dos russos chegarem em Berlim. Amados pais, após essa guerra, a Alemanha ficará atônita ao saber que o soldado que lhes escreve teve a vida salva por um médico judeu. Estou bem dos ferimentos, mas a cicatriz é enorme e horrível. Amados pais, se cuidem. Se não receberem mais cartas minhas, vão para Espanha, o dinheiro vocês já tem. Logo estaremos de novo conversando com Hilse, nos bom tempos dos dias de sol. Com muita devoção, seu filho querido.”
Fonte: Cartas de Stalingrado, Coleção Einaudi, 1958.
Esta carta foi escrita por um soldado alemão durante o cerco do exercito alemão à cidade de Stalingrado.
Quando optei em falar sobre guerra achei o tema fácil de abordar visto que existe muito material para escrever. Para minha surpresa o tema não esbarrou nesta questão, mas em sentimentos internos sobre a guerra que tenho por ser militar desde meus 18 anos de idade! “Nossa força de combate mantém nossa soberania” disse uma vez um comandante em uma palestra que eu assistia aos meus 19 anos. “Retire o exercito e não demorará em que nossas fronteiras sejam invadidas e nós acabemos por perder boa parte de nosso território”, era a idéia difundida pelo oficial de alta patente de nosso exército na época em que me alistei. Lembro-me de concordar com as palavras dele, e ainda hoje concordo, mas o que não sabia nessa época é que a guerra, vista do ponto de vista das suas vítimas é a pior coisa que pode acontecer com uma nação.
Os motivos podem ser muitos, mas a guerra ainda parece ser a preferência quando o objetivo é subjugar algum país, tribo ou etnia. Parece-me que ainda não notamos que juntamente com a guerra vêm as doenças, a morte, o caos e a desolação de pessoas que são iguais a mim e você. A morte de qualquer ser humano deveria nos ofender como raça, sobretudo quando a morte é provocada por objetivos escusos de um homem que fica atrás de uma escrivaninha. Pergunte a qualquer soldado que um dia esteve no front se este pensamento não lhe passou ao menos uma vez pela cabeça e terá a resposta.
Contudo devo admitir que o caos proporcionado pela matança desenfreada e irracional da guerra por vezes retira o melhor de uma nação. Logo após o término da guerra a Inglaterra viu-se destruída após quatro anos de intensos bombardeiros vindos do lado Alemão. Em uma nobre atitude os parlamentares ingleses resolveram prestar atendimento gratuito de saúde a todo cidadão inglês que necessitasse não importando suas posses. A justificativa para tal atitude era de que, se podiam mobilizar pessoas para matar alemães certamente poderiam gerar empregos e gastar dinheiro mobilizando pessoas para salvar vidas.
Eu? Continuo sendo militar e se um dia minha nação realmente precisar de meus braços para defendê-la o faria sem pestanejar, mas guardo vívida na lembrança a primeira vem que ouvi a canção do expedicionário brasileiro e o verso que não sai de minha memória.
“Por mais terras que eu percorra, Não permita Deus que eu morra Sem que volte para lá”

Trecho da Canção do Expedicionário de Guilherme de Almeida

Fonte: Crentassos

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Juazeiro do Norte-CE: Imagem do Padre Cícero nos táxis vem gerando polêmica

008.jpg


A padronização dos taxis de Juazeiro do Norte cuja imagem do Padre Cícero está colocada nas portas dos veículos cadastrados vem gerando uma grande polemica entre taxistas e passageiros. Alguns donos de veículos estão se recusando em colocar o adesivo do Padre Cícero, como determina o Departamento Municipal de Trânsito (Demutran). Alguns são evangélicos e não concordam em portar no seu taxi a imagem de um padre. Outros afirmam que tem passageiros, especialmente evangélicos, que recusam pegar o taxi com a imagem do padre Cícero nas portas.

Os taxistas do aeroporto do Cariri são os que mais reclamam e muitos retiraram o adesivo com a imagem do padre Cícero. Um dos taxistas mais antigos no aeroporto, Joaquim Calixto, disse que já foi criticado por passageiros porque no painel do seu veículo tinha uma imagem de Padre Cícero afixada bem no centro. “Na semana passada um passageiro que desembarcou de Recife não quis pegar o taxi da vez porque estava com a imagem do Padre Cícero na porta”, disse Joaquim ressaltando que ele esperou o terceiro veículo que estava sem a imagem e seguiu para Barbalha”.

008-1.jpg



O diretor do Demutran, Péricles Teixeira já tem conhecimento do caso e disse que vai procurar se reunir com os donos de taxis para encontrar uma solução plausível para o problema. “A padronização dos taxis é utilizada em todo país e evita a invasão de taxis piratas, o que era muito comum em Juazeiro”, disse Péricles Teixeira, acrescentando que “atualmente os taxis regularizados recebem um número junto ao setor dos transportes urbanos do Demutran, além do nome do posto onde o veículo é cadastrado. Com relação a polemica sobre a imagem de Padre Cícero, vamos ouvir as partes contrárias e solucionarmos o problema”.

Por Roberto Bulhões

Fonte: Site Miséria

terça-feira, 12 de abril de 2011

Pastores Evangélicos "enterram a miséria".

Diferença entre cão e gato

terça-feira, 5 de abril de 2011

Cuidado com a intolerância! Um apelo a unidade da igreja

Por Renato Vargens

Eu sou um defensor das Sagradas Escrituras e em virtude disto ao ver as heresias pregadas pelos falsos profetas que nos últimos anos tem desconstruido as doutrinas fundamentais da Palavra de Deus, não exito em repudiar com veemência seus pressupostos teológicos. Nesta perspectiva, concordo plenamente com o teólogo americano John MacArthur que afirma que a heresia vem montada no lombo da tolerância, e que o fato de nos calarmos diante os ensinamentos espúrios dos falsos mestres, contribuimos significativamente para o adoecimento da igreja. Todavia, acredito também que não vale a pena discutirmos por questões irrelevantes.

Há pouco conversando com um querido amigo chegamos a conclusão de que nem todas as batalhas que travamos em nossa cotidianidade, são batalhas as quais deveríamos lutar. Na verdade, acredito que algumas das nossas discussões não deveriam ter nossa imediata atenção, mesmo porque, o inimigo das nossas almas, muitas vezes tenta desviar nosso foco da unidade cristã , levando-nos a valorizar em demasia questões menores e irrelevantes.

Ora, a experiência pastoral me mostra que não são poucas as vezes que na vida polemizamos desnecessariamente com aqueles que amamos. Quantas vezes não fazemos um “cavalo de batalha” em questões banais e insignificantes? Por acaso já percebeu de que quando você trava algumas “brigas ou discussões” com seus filhos, amigos ou cônjuges, na maioria das vezes você não chega a lugar nenhum? Ou quando discute com seu irmão em Cristo qual a forma de batismo correta, ou sistema de governo ideal, ou até mesmo sobre os valores teologicos do arminianismo ou calvinismo, mais nos aborrecemos do que nos edificamos?

Caro leitor, o diabo nosso adversário é astuto e perspicaz em ações e atitudes. Cuidado com suas arguciosas ciladas. Ele sabe que desviando os seus olhares do foco, conseguirá tornar sua vida amarga e sem sabor, além obviamente de lhe proporcionar fisuras em suas relações interpessoais levando-o a um tipo de isolomento.

Isto posto, gostaria de convidá-lo a assistir o video abaixo e refletir sobre a beligerância desnesnecessária , bem como a intolerância que assola a vida de muitos de nós.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Pastor de igreja que queimou Corão tece críticas a Obama



Terry Jones, o pastor da igreja da Flórida na qual o Corão foi queimado, criticou o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o chefe militar do país no Afeganistão, David Petraeus, pelas censuras que ambos fizeram em relação à profanação do livro sagrado dos muçulmanos.

Em um breve comunicado distribuído na noite deste domingo, Jones disse que as declarações de Obama e Petraeus "são totalmente inconstitucionais".

Os dois repudiaram a violência desencadeada pela queima do Corão na igreja de Gainesville, na Flórida, sob direção de Jones. Além disso, eles censuraram também a profanação do Corão --natureza dos atuais protestos no Afeganistão que mataram vários civis, inclusive funcionários da ONU.

Segundo o pastor, "o trabalho do presidente dos Estados Unidos e de qualquer outro funcionário do governo é a defesa da Constituição dos Estados Unidos".

"Se quiserem condenar essa ação, que o façam, mas como cidadãos privados e não como membros do governo", disse Jones.

Também no comunicado, o pastor reiterou que não se sente responsável pela disseminação de violência e pelas mortes no Afeganistão.

Fonte: Folha Online

sábado, 2 de abril de 2011

Cantor Kim e integrante da banda oficina G3 criticam Marco Feliciano pelo Twitter

Ainda sobre as declarações polêmicas do deputado Marco Feliciano no Twitter, o cantor Kim e o integrante da banda Oficina g3, Duca Tambasco, fizeram críticas ao deputado também pelo microblog.


Inicialmente, Kim questiona sobre a identidade de Marco Feliciano aos seus seguidores no Twitter:

KimCatedral Kim Catedral

Estou vendo nos "trends" o nome de Marco Feliciano... Esse é aquele pastor que o Caio Fábio falou? Ele é deputado?

31 Mar Favorite Retweet Reply


Ao receber a resposta afirmativa, comenta:

KimCatedral Kim Catedral

@XXXXX Rsrsrs... Não mudou muito então!

31 Mar Favorite Retweet Reply


Um seguidor do cantor Kim ainda faz um comentário:

XXXXXXX

@KimCatedral infelizmente o Marco Feliciano reproduziu um pensamento latente nas teologias neopentecostais.São os mesmo que rotulam Catedral

31 Mar Favorite Retweet Reply


De forma mais áspera Kim responde:


KimCatedral Kim Catedral

@XXXXXX Ah sim... São os tais fanáticos de meia tigela! Sepulcros caiados! Fariseus engomados de terno e gravata! Hipócritas!

31 Mar Favorite Retweet Reply


O músico da banda Oficina G3 Duca Tambasco também fez coro à crítica ao enviar uma mensagem para Kim:


DucaTambasco Eduardo Tambasco

@KimCatedral Mano do céu, o camarada disseminar racismo a partir das escristuras, beira a irresponsabilidade. Mta gt acredita cegamente nele

31 Mar Favorite Retweet Reply




Deputado Marco Feliciano: "Não aceito as atitudes homossexuais em espaço público"

O parlamentar, envolvido em polêmica semelhante à de Jair Bolsonaro, diz a ÉPOCA que não é racista nem homofóbico
LUCAS HACKRADT
Reprodução
PARLAMENTAR POLÊMICO O deputado Marco Feliciano (PSC-SP), que foi eleito para a Câmara com 211 mil votos.

Depois da polêmica participação do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) no programa de TV CQC, esta quinta-feira (31) foi o dia de outro parlamentar, Marco Feliciano (PSC-SP), causar confusão ao postar em sua conta do Twittermensagens que foram interpretadas como racistas e homofóbicas. Por volta das 15 horas desta quinta, Feliciano tuitou: “Africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé. Isso é fato”. Antes dessa mensagem, ele já havia escrito: “Entre meus inimigos na net (sic), estão: satanistas, homoafetivos, macumbeiros...”


As mensagens geraram uma série de protestos online contra ele, que já havia afirmado na quarta-feira, também pelo Twitter, que os negros africanos sofrem com pestes, pobreza e fome por descenderem, supostamente, desse ancestral amaldiçoado, neto do personagem bíblico Noé. “A maldição de Noé sobre Canaã (o neto) toca seus descendentes diretos, os africanos”, afirmou. Segundo o deputado, Canaã teria sido amaldiçoado porque seu pai teria cometido um ato homossexual, referindo-se a uma passagem bíblica em que Cã (pai de Canaã) ri da nudez de Noé. “Alguns eruditos afirmam que a palavra rir aponta para prazer, então o filho abusa da nudez do pai”, disse. Em seguida, Feliciano conclui que esse seria “possivelmente o 1º Ato de homossexualismo da história”.

Reprodução
POLÊMICA No twitter, Feliciano postou que africanos seriam "amaldiçoados". A ÉPOCA ele afirmou que não se referia à cor, mas à religião dos povos da África.

A ÉPOCA, Feliciano disse que tudo não passou de uma “infelicidade”. “Sou professor de teologia, e uma vez por dia posto no meu twitter uma pergunta bíblica para meus alunos. A questão do dia tinha sido essa: ‘por que Noé ficou furioso com o filho, que o viu nu, e amaldiçoou o neto e não o próprio filho?’” Segundo a explicação que ele deu à reportagem, Noé, enfurecido, teria lançado uma praga sobre o neto para machucar mais o filho, e esse neto, Canaã, teria dado origem aos povos africanos.

O parlamentar voltou a defender que não é racista, pois ele próprio, disse, tem origens negras. Sua intenção com a mensagem, afirmou, era atentar para o fato de que os povos africanos são amaldiçoados não por serem negros, mas por terem uma religião diferente da cristã. “A palavra lançada (a maldição) só é quebrada quando alguém encontra Jesus. Quando eles fazem isso, a maldição não repousa mais sobre eles. Ela é quebrada em Cristo”, afirmou. Na África, predominam as religiões pagãs e politeístas.


A polêmica com Feliciano aumentou quando o deputado resolveu responder a um grupo de homossexuais que questionavam suas declarações. “A podridão dos sentimentos dos homoafetivos levam (sic) ao ódio, ao crime, a rejeição”, escreveu no twitter. O parlamentar se diz perseguido pelos grupos LGBT e afirma acreditar que eles tenham começado toda a confusão. “Foram eles (os homossexuais) que espalharam que eu sou homofóbico e racista. Isso é leviandade”, disse a ÉPOCA.

Reprodução
SENTIMENTOS "PODRES" A outra mensagem que causou polêmica. Segundo Feliciano, ele não se referia a todos os homossexuais como "podres". Apenas aos que o insultam pelo twitter.

“Eu amo os homossexuais”, escreveu em sua página. Segundo Feliciano, a mensagem, que chamava os sentimentos desse grupo de “podres”, se referia apenas aos homossexuais que o perseguem, e não a todos. “Eu respeito os gays como seres humanos. Se o meu patrão, que é Deus, não interefere na vida deles, quem sou eu para interferir”, disse.

“O que eu não aceito é a prática da promiscuidade aos olhos dos meus filhos, as atitudes homossexuais em espaço público, dois homens se beijando na frente dos meus filhos. Isso fere o Cristianismo do qual faço parte. Entendo as pessoas, mas não sou obrigado a aceitar a atitude delas”, afirmou Marco Feliciano, que obteve 211 mil votos nas eleições.

Assim como com Jair Bolsonaro, na internet já surgiram movimentos que pedem a cassação do deputado. Nenhum outro parlamentar tinha se pronunciado sobre o assunto até o final da tarde desta quinta. Além de conceder entrevista por telefone, o deputado Marco Feliciano divulgou uma nota à imprensa às 18h44. Abaixo segue a íntegra do comunicado, encaminhado à redação de ÉPOCA:

"São Paulo-SP, 31 de março de 2011.

Após algumas horas de uma postagem na internet: AFRICANOS DESCENDEM DE ANCESTRAL AMALDIÇOADO POR NOÉ. ISSO É FATO. O MOTIVO DA MALDIÇÃO É A POLÊMICA. NÃO SEJAM IRRESPONSAVEIS TWITTERS rsss Fui alvo de milhares de pedradas, sapatadas, raquetadas, "twittadas", e ainda virei matéria de midias como UOL, etc.

O que gostaria aqui de explanar, explicar e logo depois DENUNCIAR é algo grotesco e absurdo!

Primeiro a Explanação:

Gn. 9:22-25 - E viu Cão, o pai de Canaã, a nudez do seu pai, e fê-lo saber a ambos seus irmãos no lado de fora. Então tomaram Sem e Jafé uma capa, e puseram-na sobre ambos os seus ombros, e indo virados para trás, cobriram a nudez do seu pai, e os seus rostos estavam virados, de maneira que não viram a nudez do seu pai. E despertou Noé do seu vinho, e soube o que seu filho menor lhe fizera.E disse: Maldito seja Canaã; servo dos servos seja aos seus irmãos.E disse: Bendito seja o SENHOR Deus de Sem; e seja-lhe Canaã por servo. Alargue Deus a Jafé, e habite nas tendas de Sem; e seja-lhe Canaã por escravo..

No texto acima temos a citação biblica onde Noé amaldiçoa o descendente de Cão, ou seja, toda a sua descendencia, pois Canaa era o mais moço. Canaã representa diretamente a descendencia de Cão representando todos os seus filhos.

Gn.10:6 - E os filhos de Cão são: Cuxe, Mizraim, Pute e Canaã.

Acima vemos os filhos de Cão. Entre eles Cuxe. Veja abaixo a citação do Historiador Hebreu:

Flavio Josefo dá conta da nação de Cuxe, filho de Cam e neto de Noé : "Para um dos quatro filhos de Cam, o tempo não para toda a mágoa o nome de Cush; para a Etiópia , sobre o qual reinou, são ainda menos Neste dia, tanto por si e por todos os homens na Ásia , etíopes chamados. "(Antiquities of the Jews 1.6). ( Antiguidades dos Judeus 1,6).

Bem, citando a bíblia e a história, a veracidade sobre a postagem. AFRICANOS DESCENDEM DE CÃO, FILHO DE NOÉ.

Segundo a Explicação:

Como Cristãos, cremos em bençãos e portanto não podemos ignorar as maldições. Recai sobre o homem o peso da lei, toda vez que por ele a lei é quebrada.

Ex.34:7 que conserva sua graça até mil gerações, que perdoa a iniqüidade, a rebeldia e o pecado, mas não tem por inocente o culpado, porque castiga o pecado dos pais nos filhos e nos filhos de seus filhos, até a terceira e a quarta geração".

Alguns creem que tudo acontece aqui na "horizontal" da existência, tipo, problemas vem por culpa do governo, empresarios, etc. Mas nós cristãos cremos que existem coisas que vem da "vertical", ou seja, cremos que Deus governa o mundo. E sua palavra não volta atrás .

Todavia, também cremos que toda vez que o homem, a familia, o país, entrega os seus caminhos ao Senhor, toda maldição é quebrada na cruz de Cristo!

Tem ocorrido isso no continente africano. Milhares de africanos, tem devotado sua vida a Deus e por isso o peso da maldição tem sido retirado, afinal esta escrito na palavra de Deus:

Is.10:27 - A unção despedaça o jugo!

Gl. 3:13 - Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro;
 
Terceiro a DENUNCIA:

Desde o periodo das eleições, quando apresentamos ao povo evangélico as leis que tramitavam na camara, como a Pl. 122, comecei a receber ataques, ameaças, xingamentos, e outras coisas mais que não vale a pena citar aqui. Um dos seus representantes mais atuantes, um parlamentar eleito, ao assumir seu lugar em Brasilia, chamou a imprensa e declarou guerra a bancada evangélica. Sou o Deputado Evangélico mais votado do País. Dai seus tiros contra mim, através dos seus asseclas que ficam no twitter a espreita, procurando alguem que possam denegrir. No twitter existe um grupo de homoafetivos que deturpam tudo o que digo, e dessa vez foram longe demais! Esparramando pela midia uma matéria esdruxula! Ja fui entrevistado hoje por muitos jornalistas, alguns sensibilizados por compreenderem do que se trata, outros irritados ja me chamando de HOMOFÓBICO E RACISTA.

Alerta a comunidade evangélica! Estamos sob fogo cruzado! E é preciso uma ação coletiva de repudio a esses ataques e a essas infames insinuações, pois isso pode provocar o ódio, a cólera, a ira, e sabe Deus o que mais.

Recebi uma mensagem de ameaça de morte dizendo que estou na lista ao lado de pastores como Silas Malafaia e outros.

Conclamo a Mídia Cristã responsável, pois existem tambem no nosso meio cristão uma MIDIA MARROM, inescrupulosa, baixa, irresponsável e leviana, que se alimenta de especulações e fofocagens! Nesse momento não é o meu nome que está em jogo, nesse momento estão em jogo comigo MILHÕES DE CRISTÃOS QUE LUTAM PELA FAMILIA ASSIM COMO EU.

Que fique bem claro aqui de uma vez por todas, NAO SOU HOMOFÓBICO. O que as pessoas fazem nos seus quartos não é do meu interesse. Sou contra a promiscuidade que fere os olhos de nossos filhos, quer seja na rua, nos impressos, na net ou na TV. Respeito o ser humano, mas tenho o direito de ser repeitado também! NÃO SOU RACISTA! Sou Brasileiro com um sangue miscigenado, por africanos, indios e europeus. SOU CRISTÃO sim Senhor.

Peço oração a todo o povo cristão brasileiro, os que lutam pela familia, os que amam ao Senhor, e os que me conhecem há tempos, e sabem que como todo brasileiro sou afro-descedente. Auxilío missionários no continente africano com sustento. E ja estive por lá e bem sei da luta daquele sofrido povo. E oro por eles!

Um abraço fraterno naquele que quebrou todas as maldições, Jesus o Senhor!

Agradeço a toda mídia brasileira pelo respeito e apreço.

Pr. Marco Feliciano

Deputado Federal PSC-SP"

LH

Fonte: Revista Época



 
Pesquisa personalizada