sábado, 4 de dezembro de 2010

Famoso pela devoção à Igreja Renascer em Cristo, do casal Sonia e Estevam Hernandes, o jogador Kaká e a sua mulher, Caroline Celico, romperam com a instituição. A história já havia sido antecipada no início de outubro pela coluna Zapping, do jornal Agora e publicada pela Folha.com, está na edição deste final de semana da revista "Veja" e foi confirmada neste sábado pela Folha.

Acompanhe a Folha no Twitter
Conheça a página da Folha no Facebook

De acordo com a "Veja", eles se afastaram no último mês de agosto. "O meu tempo na Igreja Renascer acabou. E o que posso afirmar é que hoje minha busca constante é somente por Deus", disse Carol à revista.

Sobre os motivos, ela preferiu não se pronunciar: "Não vou fazer nenhum comentário. Cada um tem o seu ponto de vista sobre inúmeros assuntos".

A própria igreja confirmou que, na quinta-feira, o jogador telefonou para Hernandes e comunicou que saía "por motivos pessoais", acrescenta a "Veja".

POLÊMICA

No dia 2 de dezembro do ano passado, a Justiça Federal em São Paulo condenou os fundadores da Renascer, Estevam e Sonia Hernandes, a quatro anos de reclusão pelo crime de evasão de divisas. A decisão foi do juiz Fausto De Sanctis, na 6ª Vara Criminal de São Paulo, que acatou parcialmente a denúncia do Ministério Público Federal.

Porém, por serem réus primários no Brasil, o juiz substituiu a pena privativa de liberdade por prestação de serviços a entidades filantrópicas.

A condenação se referiu ao fato de o casal ter saído do Brasil com destino aos Estados Unidos, em janeiro de 2007, com US$ 56,4 mil escondidos em uma bolsa, na capa de uma Bíblia, em um porta-CDs e em uma mala. Ao desembarcarem no aeroporto de Miami, Sonia e Estevam foram detidos e posteriormente condenados pela Justiça americana pelos crimes de contrabando de dinheiro e conspiração para contrabando de dinheiro.

Antes, em 18 de janeiro, o teto da antiga sede da igreja desabou, deixando sete mortos e mais de 100 feridos.

O lançamento da pedra fundamental do novo templo ocorreu em setembro de 2009, orçado em R$ 10 milhões, em São Paulo, exatamente com a presença do jogador Kaká. Ele ficou o tempo todo ao lado dos líderes Estevam e Sônia, com quem orou de mãos dadas.

Fonte: Folha.com

****

Vamos ver agora o corre corre dos outros pastores para quem fica com o casal. Vai vendo.

1 comentários:

Alberto Couto Filho disse...

Será que o "menino" vai escrever um livro, como o JIM BAKKER: "I WAL WRONG"?

Arrependeu-se de professar a insidiosa teologia da prosperidade, como aquele célebre evangelista? Não acredito!

Publicamente o casal, está encerrando a conta no BANCO RENFÃ. Provavelmente, as taxa de investimentos oferecidas pelos diretores daquela Instituição Financeira estão abaixo da taxa oferecida pela concorrência.
Onde abrirão a conta? No IURD? No VC? No TERRANOVA? No RRS? No novíssimo MF? No WS?
Estejam certos de que não investirão sua fortuna em igrejas sadias, honradas, que abominam os ensinos de Murdock, Cerullo, Myles Monroe, Jabes, Silas e outros "gansgters" rufiões da falaciosa teologia da prosperidade
Se quiser conhecer um pouco sobre as campanhas de ofertas voluntárias daquele Banco, há um artigo exclusivo sobre a INSTITUIÇÃO, lá no nosso blog, com o título "O BANCO RENFÃ"
Quem vai ganhar o depósito do casal?
O nosso Deus não quer saber, mas Mamon sabe.
O Juca vai, provavelmente, comentar no seu blog - Lá vem encrenca!
Seu conservo.

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada