sábado, 11 de dezembro de 2010

Creio, mas duvido

Creio na infalibilidade das Escrituras Sagradas,

Mas duvido daqueles que dizem segui-la sem jamais tropeçar.

Creio que a Fé em Cristo é, e sempre será o único motivo de nossa salvação,

Mas duvido daqueles que buscam essa salvação como ato de recompensa, e não de Graça.

Creio que meus pecados são a única coisa que me separa de Deus,

Mas duvido que o amor de Deus e a sua misericórdia sejam menores que minha culpa.

Creio em um arrependimento verdadeiro dos mais terríveis pecados cometidos,

Mas duvido da sinceridade daqueles que cobram de nós uma santidade que eles não tem.

Creio que ser santo e separado é viver no mundo sem aceitar ou concordar com suas práticas,

Mas duvido daqueles que fazem dessa maneira de viver um fardo de práticas meramente religiosas.

Creio na simplicidade do viver e na simplicidade de servir como cristão,

Mas duvido que ser simples seja sinônimo de miséria e ignorância.

Creio que viver de maneira cristã é ser quem sou sem ser o que não devo ser.

Mas duvido daqueles que pensam ser o que jamais serão.

Creio que muitos em algum momento já duvidaram,

Mas duvido daqueles que em tudo dizem que nunca duvidaram.

Creio na manifestação do evangelho em Cristo para redenção do homem,

Mas duvido daqueles que usam esse evangelho como mercadoria de obter lucro.

Creio que Deus manifesta seu poder de maneira livre e onde Ele quer,

Mas duvido daqueles agem e falam como se Deus nos devesse seus favores.

Creio no Deus que está sobre tudo e sobre todos e age conforme lhe apraz,

Mas duvido de um deus que virou marionete nas mãos de homens.

Creio que as misericórdia do Senhor são a causa de não sermos consumidos,

Mas duvido daqueles que esperam no Senhor somente nesta vida.

E enquanto você reflete sobre isso, continuo crendo e pensando, pois isso é o que me faz crescer...

Walzenir, crê e duvida muito no Teo-Lógica

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada