domingo, 21 de novembro de 2010

Dinheiro, o Santo Graal dos crentes

Dinheiro na igreja é coisa muito séria.

Sim! Talvez seja a coisa mais séria que exista para os crentes que se reúnem.

Se a igreja não cresce, mas tem dinheiro sobrando, está tudo bem.

Se a igreja não ama, mas tem dinheiro sobrando, está tudo bem.

Se a igreja não serve, mas tem dinheiro sobrando, está tudo bem.

Se a igreja nunca teve ajuda pastoral, mas tem dinheiro sobrando, está tudo bem.

Se a igreja não ora, mas tem dinheiro sobrando, está tudo bem.

Se a igreja não conhece a Palavra, mas tem dinheiro sobrando, está tudo bem.

Se a igreja tem dinheiro e nunca foi roubada por ninguém, melhor ainda.

Dinheiro é o Santo Graal dos Crentes!

Pode-se ensinar errado, e todos toleram desde que o dinheiro esteja bem protegido.

Jesus, entretanto, tratou o dinheiro conforme disse que o dinheiro era: uma potestade.

Assim, Ele se serve do dinheiro; e apenas isto.

Recebia ajuda financeira de pessoas diversas, especialmente de mulheres, conforme Lucas oito.

Ele, PORÉM, designou Judas para cuidar do dinheiro.

Não era uma tentação para Judas promovida por Jesus. Ao contrário: Jesus confiava em Judas mesmo conhecendo Judas.

Paradoxo. Do contrário, colocar Judas para ser o homem da “bolsa” seria uma tentação diabólica.

E mais:

Jesus deixou Judas se entregar…

Esta é a ética do reino!

Não houve uma comissão designada para auditar as contas de Judas.

Quando se escolhe gente para cuidar de dinheiro comum e doado à expansão do Evangelho, o que se tem que buscar sempre é ter gente séria cuidando do assunto.

Simplesmente isto:

Gente séria. Gente honesta. Gente que ame a Deus e ao próximo. Gente justa e generosa. Gente sensata. Gente boa de Deus.

Sendo assim eu confio sempre. E não preciso de relatórios. Insisto em crer em gente. Persisto crendo que ninguém me engana quando quer me enganar, mas tão somente enganam a si mesmos.

Eu prefiro ser traído e enganado todos os dias porque confio nas pessoas, do que nunca ser enganado porque jamais tenha confiado em ninguém.

E mais:

“Pago” para ver quem é quem na vida, não em um exercício de especulação.

E ainda:

Somente convido para cuidar do dinheiro quem antes já se mostrou justo, generoso, simples e grato na gestão do que é seu. Tal pessoa pode cuidar do que é de todos.

Mas é tudo simples assim.

Afinal, por que teria eu que buscar tomar cuidados diferentes dos de Jesus?

Alguém dirá:

Porque você não é Jesus!

Respondo:

É justamente por esta razão que tenho que ser como Ele nesta área também, pois, não sendo Ele, mais razão tenho ainda para apenas buscar ser como Ele.

Nele,

fonte: Caio Fábio

3 comentários:

Emerson disse...

Muito bom artigo. Como sempre, o Veshame Gospel vem para mostrar a verdadeira beleza do Evangelho contra a picaretagem dos neopentecas e outros falsários de plantão.

António Jesus Batalha disse...

Irmão Caio, muita paz e graça do Senhor Jesus. Tenho visto que meu irmão tem mensagens muito boas, e se o irmão permitir, gostava de publicar alguma no blog Caminho da verdade, claro que como faço sempre, reservo o direito do autor e crio um link com o end de seu blog.
Que nosso Deus continue a usá-lo como instrumento dEle.

António

Avelar Jr. disse...

Antônio, Caio não faz parte da equipe do blog, por isso você deveria solicitar-lhe no blog dele.

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada