segunda-feira, 8 de novembro de 2010

ALERTA AOS CRISTÃOS BRASILEIROS: A LOUCURA DO NEOPENTECOSTALISMO ANTI-EVANGELHO



As histórias e narrativas que acompanhei a não muito tempo atrás, me revelaram a triste realidade de uma ordem religiosa que massacra e escraviza aqueles que deveriam ser cuidados e amados pelo simples fato de serem crianças.
Sim, o Dossiê Nigéria - tão conhecido pelos do Caminho da Graça - trouxe a todos a evidência de que a loucura religiosa permite os atos mais cruéis e insanos que um ser humano é capaz de impor aos seus semelhantes (E não precisa ser "muçulmano" para isso...).
Como muitos, chorei, me revoltei, orei e procurei saber mais... Quanta tristeza e dor! Como era possível em nome de uma absurda autoridade divina, estripar e esfolar aqueles de deveriam receber toda a proteção do mundo?
Lembro-me da primeira vez que ouvi falar sobre o jovem nigeriano acorrentado numa grande igreja africana. Adailton nos falou no Caminho da Graça em São Paulo, numa noite difícil de esquecer...
Todos ouviram o triste relato acerca de um jovem que, acusado de ser possesso, fora acorrentado a uma pilastra e passava seus dias algemado aos pilares do templo esperando por uma libertação espiritual.
Refletindo sobre tudo aquilo que nos era apresentado, ficava a terrível sensação de impotência e se aquilo tudo um dia poderia chegar até nós.

E chegou...

Hoje pela manhã ao abrir um jornal de grande circulação aqui em São Paulo, deparei-me com a foto de capa que me levou de volta ao continente africano. Dessa vez não era a Nigéria, agora era a Zona Sul de São Paulo.
Os mesmos personagens, as mesmas correntes, as mesmas paredes evangélicas.
O jovem Antônio, esquizofrênico, sem recursos e sem apoio das autoridades. Escravizado por suas doenças e pela manchete do jornal.
Sabedor de nossa péssima saúde pública e todas a mazelas políticas que tanto afligem os menos favorecidos, me perguntei por que acorrentado justamente a uma igreja, lugar de sua pretensa libertação?

A loucura só está começando...

Impossível não lembrar do sofrimento dos pequeninos da Nigéria.

Impossível não lembrar daquele jovem nigeriano.

Impossível não fazer nada ao ver o nome de Jesus justificando cadeias...

Que o Príncipe da Paz nos dê sabedoria e nos torne cada vez mais sensíveis ao sofrimento daqueles que hoje padecem na loucura, na maldade, na dor e na insensatez religiosa que estão cada vez mais presentes às margens daquilo que chamamos de caminhada da vida.

Por: Cláudio Vitoriano
Caminho da Graça | Estação ABC Paulista

2 comentários:

Isabel disse...

Cláudio, há muitos anos frequentei e particiei ativamente como obreira de um igreja neopentecostal,minha mãe e irmã também, em 2004, minha irmã começou a ter os sintomas de esquizofrênia, lembro-me perfeitamente como se fosse hoje, dela ser tratada como uma pessoa endemoniada, pelas próprias pessoas a igreja, isso é muito triste, a ignorância de algumas pessoas que se dizem evangélicas, mas que não sabem distinguir doença fisica ou mental de possessão demoniaca, minha irmã na época conversou sobre um problema com uma esposa de pastor, logo depois soubemos que a esposa do pastor havia caluniado minha irmã, lembro-me da dor da minha mãe, quando ela foi conversar com o pastor e ele mentiu. Saimos da igreja, ela faz tratamente, pois é crônica, mas infelizmente não quer saber de igreja.
Isabel

Pr. Iranildo medeiros disse...

A grandeza de Cristo e o seu real valor você sabe?
Eu acredito que a maioria dos cristãos hoje não sabe e pior do que isso não quer saber da verdadeira grandeza de Cristo e seu valor, digo isso com muita tristeza, pois vejo a cada dia os cristãos buscando conhecer o que é Jesus e não quem é Jesus.
No evangelho de Mateus 16: 13, 14, 15 e 16 diz: E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem? E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas.Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.

Veja que a resposta que Jesus ouviu o fez perceber o quanto Ele era desconhecido da multidão ai então faz a pergunta aos seus discípulos e Simão Pedro responde o que Ele queria ouvir da multidão, TU ÉS O CRISTO O FILHO DO DEUS VIVO, a resposta para a multidão foi o silêncio, mas para Pedro foi: BEM-AVENTURADO ÉS TU SIMÃO. Aquele que sabe o que é Jesus (Libertador, Curador, Milagreiro, Prosperado) pode até ser abençoado, mas aquele que sabe quem è Jesus (O filho de Deus, Salvador, O grande Eu Sou, Fogo consumidor) é bem-aventurado. O “que” sempre nos faz lembrar posição, colocação, poder enquanto” quem “ caráter, essência e o ser ou seja a identidade e não a função.

Aceitar Jesus pelo que Ele é não nos traz a convicção e a revelação de nossos pecados porque nossos olhares estão somente na cura, milagre, libertação que Ele pode nos proporciona, mas quando o aceitamos por quem Ele è a única coisa que conseguimos enxergar é o quanto somos podres, imundos, miseráveis pecadores ai só assim reconhecemos a necessidade de arrependimento e em se arrepender temos da parte de Jesus aquilo que mais Precisamos o seu PERDÃO.

Pense nisso!

Pr. Iranildo Medeiros

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada