terça-feira, 28 de setembro de 2010

Silas Malafaia afirma não votar em Marina

Logo após apoiar candidatura de Marina Silva à presidência da República, o pastor Silas Malafaia fica indignado com afirmações da candidata e muda sua opção de voto.

"NÃO VOTO MAIS EM MARINA", comunica. Abaixo, ele divulga o motivo de sua decisão:

"Pior do que o ímpio é um cristão que dissimula. Eu queria entender como uma pessoa que se diz cristã, membro da Assembleia de Deus, afirma que se for eleita presidente do Brasil vai convocar um plebiscito para que o povo decida se aprova ou não o aborto, ou se aprova ou não o uso da maconha.

Marina precisa aprender com a ex-senadora Heloísa Helena, católica praticante e pertencente a um partido ultrarradical. Heloísa Helena declarou peremptoriamente: “Sou contra o aborto!” Na audiência pública da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, deu um verdadeiro show, não apenas à luz de questões religiosas, como também científicas. Ela mostrou a desgraça, a mazela, e uma das coisas que mais aborrecem a Deus: a força dos poderosos contra os indefesos.

Ao propor plebiscito, Marina está “jogando para a torcida”, para ficar bem com os que são contra e com os que são a favor. SAI DE CIMA DO MURO, MINHA IRMÃ! QUE PLEBISCITO COISA NENHUMA! O povo brasileiro não tem todas as informações necessárias para decidir esta questão de maneira isenta. Temos toda a mídia a favor dessa nojeira do aborto. Com certeza vão jogar pesado para influenciar.

Cultivar uma vida cristã significa ser radical. Radical contra o pecado, contra esse sistema mundano dirigido pelo diabo. Como diz a Bíblia, não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento (Romanos 12.2).

A palavra de Marina como cristã teria de ser apenas isto: “Sou contra o aborto e a legalização da maconha”. Como faltaram convicção e firmeza em suas declarações, uma vez que o cristão tem de “mostrar a cara” posicionando-se de forma categórica contra o pecado, Marina perdeu meu voto. Já que não tenho tantas opções, votarei em Serra para presidente.

Infelizmente, Marina não nega suas raízes petistas."

Fonte: Site do Pastor Silas Malafaia

6 comentários:

Alberto Couto Filho disse...

Olá Joao Paulo

E quem acredita no pastor camaleão?
Depois de anos assistindo espiritualmente ao "desmemoriado" presidente ele vocifera votar no Serra. Vai mesmo?
Observem que o camaleônico que já nos mostrou ojeriza pelo amor ao dinheiro hoje é um dos profetas da prosperidade;
O camaleônico, vendo nas recentes pesquisas que a ex-guerrilheira, passaporte para Leviatã (Michel Temmer, despencou e que a Marina está subindo nesta mesmas pesquisas tratou de arrumar uma razão para votar no Serra. Ele esqueceu que o Lula, seu discípulo espiritual, declarou que jornais e igrejas não formam mais opinião - Ele e a sua popularidade sim.
Corra Silas, tente recuperar suas ovelhas perdidas, ludibriadas pelos seus asseclas norte-americanos. Por que o camaleão não os abandona, ao invés de virar as costas para a Marina?
Estamos sentindo o fedor de mais um astucioso golpe malafaiano.
Que Deus o perdoe e nos guarde da sua barata demagogia que só atende aos interesses de Mamon.
Seu manifesto só tem mesmo uma intenção: evitar que não possa mais valer-se da TV para negociar bençãos por ofertas voluntárias.
Ele nos ama e nEle confiamos
o conservo
Alberto

separarprapensar disse...

Caio Fábio comprou a briga pela Marina, o link é esse:
http://www.youtube.com/watch?v=_rFT54GuR8E

Levi Bronzeado disse...

Silas tem que saber que o Brasil não é a "Vitória em Cristo",em que tudo é decidido por ele.

A Marina Silva não é ditadora meu irmão, tudo tem que passar pelo crivo do POVO. Ou você queria que ela fechasse o Congresso, e dissesse: "AQUI QUEM MANDA SOU EU"?

A decisão, não é de Silas, nem de Marina, é do povo.

Plesbicito já!

Alberto Couto Filho disse...

João Paulo

Mais uma do camaleão Silas.
A paz

Alberto

Estou mandando via email, algo relacionado a esta postagem. Dá uma olhada.

Sa Lafuente disse...

Mas a Marina disse sim que é contra o aborto. Essa é a opinião dela.
Sobre o plebiscito, vivemos em uma Democracia, e assim se resolvem as coisas, e não com posições impostas por crenças e valores pessoais do mandatário.
E num possível plebiscito duvido que a legalização do aborto ganharia, muito menos a da maconha!

Thalis disse...

Concordo que Marina deveria ter se posicionado! e dizer: - sou contra! mas quanto ao fato de ela ter dito que faria um plesbicito, o que há de errado? errado é tomar decisões a revelia do que a população acredita. Se agente não acredita na capacidade das pessoas decidirem o que é melhor pras suas vidas, corremos o risco de arranhar a democracia. Eu sou contra essa ditadura gospel, que alguns lideres tentam impor. Como cristãos, somos contra o aborto? Sim! entao vamos influenciar o mundo positivamente e não impor nossas decisões e crenças. Nós não somos do mundo, mas ainda estamos aki. enfim, defendo um estado laico.

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada