quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Boa notícia de fato


O Senhor anulou a sentença contra você, ele fez retroceder os seus inimigos (Sf 3.15)

“Boas notícias” no vocabulário evangélico é muito mais que conseguir um bom emprego, é muito mais que ganhar uma fortuna, é muito mais que tornar a ter uma vida normal depois de uma doença prolongada, como o mal de Alzheimer. “Boas notícias” no vocabulário evangélico é obter perdão de uma dívida impagável. Uma dívida contraída com Deus não em dinheiro, mas em culpa. É essa notícia que o profeta esta transmitindo a Israel: “O Senhor anulou a sentença contra você”.

Outros verbos ou expressões poderiam ser usados nessa passagem: O Senhor revogou, o Senhor aboliu, o Senhor mudou, o Senhor cancelou, o Senhor removeu, o Senhor apagou, o Senhor fez desaparecer, o Senhor reduziu a nada, o Senhor eliminou. Cada um deles esclarece cada vez mais a beleza da boa notícia.

A boa notícia está dependurada no sacrifício vicário de Jesus Cristo. Deve ser lida em conexão com outra passagem: “[Deus] nos perdoou todas as transgressões, e cancelou a escrita da dívida [...] que nos era contrária. Ele a removeu, pregando-a na cruz” (Cl 2.13,14).

Porque minha dívida foi perdoada obrigo-me a perdoar a dívida que porventura alguém tenha comigo!

Retirado de Refeições Diárias com os Profetas Menores (Editora Ultimato, 2004).

1 comentários:

Alberto Couto Filho disse...

Amado João Paulo,
A paz

Eu te perdoo por não ter comparecido (comentado) à festa de nascimento do meu rebento temporão (meu livro. Continuo a dizer que o presente que você deve levar é aquele seu comentário sempre edificante. A postagem leva o nome da obra: VINDE APÓS MIM - JESUS NÃO DISSE: IDE APÓS SEUS LIDERES.
Excelente postagem - um truísmo, em se tratando do VESHAME.
Eis um boa notícia, em primeiríssima mão, que este escritor neófito tem para te dar, em relação a esta apaixonante mensagem:

O irmão, que se constitui num mensageiro fiel de Deus, ao trazê-la até nós, seguidores deste blog, refrigera a alma do Criador, como se fora o frescor da neve no tempo da ceifa, (Pv 25:13)

É sempre assim para O Pai Eterno, quando alguém lembra o sacrifício vicário do Seu Filho amado.
Eternamente nEle,
Seu conservo em Cristo.

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada