terça-feira, 16 de março de 2010

Perda de peso



O povo de Samaria carregará sua culpa, porque se rebelou contra o seu Deus (Os 13.16)

Não há coisa pior que carregar a própria culpa. É mais fácil carregar o mundo inteiro nas costas que carregar aquilo que se chama de culpa. Aquele que carrega sobre si qualquer grau de culpa é alguém que é obrigado a comparecer em um tribunal. A culpa se apega ao indivíduo depois que ele comete um delito contra Deus.

Há dois meios de se livrar da culpa. Um deles é aceitar a punição que a justiça exige. O outro é aceitar o sacrifício expiatório que a graça de Deus oferece.

No ritual da antiga aliança o sacerdote colocava ambas as mãos sobre a cabeça do segundo bode e passava para ele “todas as iniqüidades e rebeliões dos israelitas”. O animal carregado de culpa era enviado para o deserto distante e lá permanecia para sempre (Lv 16.20-22). Esse ritual era provisório, sombra de benefício futuros. Desde a vinda de Jesus ao mundo, os sacrifícios foram suspensos porque “o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nós” (Is 53.6).

Livre de qualquer culpa e condenação não posso nem quero guardar essa graça só para mim!

Retirado de "Refeições Diárias com os Profetas Menores" (Editora Ultimato, 2004).

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada