terça-feira, 9 de março de 2010

Pão diário com código da besta?!

Foto ilustrativa

Acabei de chegar de um grande shopping de Fortaleza. Como de costume, procurei adquirir o Pão diário - aquele livrinho para devocional - na loja única loja de conteúdo evangélico. Como estava decidido, nem procurei algum atendente; me dirigi ao caixa levando dois exemplares. Enquanto aguardava na fila, uma atendente, atenciosa, me perguntou se eu havia sido atendido por algum deles e em seguida me mostrou outra opção de devocional (Leituras Diárias Vol 1 de C. H. SPURGEON) mais caro porém de maior conteúdo. Pra tentar me convencer, ela falou que havia um desconto de 20% e que o Pão diário era "infantil". Estranhei o uso da palavra "infantil" mas tentei consertá-la dizendo que de fato era um livro mais recomendado para evangelização. Ela concordou. Continuo mostrando o livro. Feita a propaganda, resolvi trocar um dos exemplares do
Pão diário pelo "novo"devocional. Achei que estava tudo resolvido, mas ela continuou insistindo que eu trocasse o segundo Pão diário também mas eu falei que tinha intenção em levá-lo mesmo assim. A insistência não parou por aí e fui então surpreendido : a atendente, com um ar de mistério e confessando em tom particular disse que eu não deveria ficar assustado ou algo parecido mas o Pão diário logo iria sair das prateleiras da loja pois continha no código de barras 3 algarismos "9" (espaçados) e que invertidos formam o conhecido número da besta ("666"). Explicou ainda que não haviam sido retirados para não causar escândalo. e que muita gente só está interessado em vender. Ainda surpreso, e achando um absurdo falei que ela de fato acabara de me escandalizar. Contrariado, comentei que tantos produtos contiam o tal código de barras, incluindo comidas e etc. Ela logo se calou mas em seguida ainda tentou "forçar a barra" ao citar uma passagem do livro de João que não me recordo. Ao tentar tirar a nota do pedido para pagamento, a impressão falhou e ela então insinuou que era um sinal do problema com o Pão diário (o código de barras da besta). No mesmo instante, peguei um CD que estava ao lado, virei o verso e mostrei que o mesmo também continha o tal código de barras com o número da besta. Ela não se rendeu : - É sua consciência com Deus. Fui então pagar a compra ainda boquiaberto com tanta alienação. Fui......Me perguntando ainda até agora: 1) A tal história de retirar o Pão diário é verdadeira (semana retrasada estive na mesma loja e vi os mesmos exemplares nas prateleiras)? Por quem ela foi instruída? Ela ganha mais comissão vendendo o devocional mais caro e por isso tentou me convencer a trocar a todo custo? As pessoas que fazem e divulgam o Pão diário sabem disso?

Autor: Guilherme Nathanli

5 comentários:

francisco disse...

Varao me dá o endereço do shopping ! se foi no north vou dar umas boas bibladas nesse irmaozinho alienado!
Sabe o que é interessante tambem , estive tambem num shopping de Fortaleza ,o North e estava procurando um livro do Paulo Romeiro denominado , ****suor carisma e controversia**** uma critica sobre uma certa mundial e um irmao que me atendeu para nao dizer o nome me falou que nao vendia obras de criticos contra a mundial pois conhecia um certo apostolo e o cara nao era nada do que o Paulo romeiro falava, o que me escandalizou foi que esse mesmo irmao RECEBEU na casa dele o ortodoxo Russel SHEDD , segundo ele por uma semana na sua casa, me estranhou mais ainda foi ver nas prateleiras teologia liberal, e lixo neo-pentecostal de supostos apostolos ,bispas apostolas etc, resultado PERGUNTEI ao irmao se ele nao vende ou nao divulga obras de criticos , O QUE estava fazendo ali jhon macthur ,piper, loyd jones ,material da fiel entre outros SAI dali desapontado com a incoerencia do irmaozinho e comprei o suorzinho noutro lugar

Vanessa Meira disse...

Hahahaha
tá faltando é cérebro no nosso mundo evangélico...
É cada burrice que ave Maria... ops vou escandalizar... desculpe.

Essa do 666 foi de arrancar o sabiá do toco, como diria Leonardo Gonçalves.

Valéria Cristina Magnino Franco disse...

Depois dizem que sou a chata da igreja. Mas não aguento mais crente burro que cai em qualquer lorota.
Sabe qual é o problema: falta de ler a Biblia e ter discernimento das coisas.
E mais fácil aceitas as besteiras dos ditos "irmãos cheio da unção".

Mariia Gonçalves ;* disse...

- Absurdo da parte dessa mulher ¬¬'

Avelar Jr. disse...

Pôxa, Guilherme!

Já passei por coisa parecida. Depois vou (re)escrever e publicar aqui. Pois tinha postado num debate do Orkut.

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada