segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Ainda sobre o senhor que morreu durante o culto - Nota de esclarecimento da igreja do presbítero

Nota de Falecimento


Faleceu em 15/11/2009 no púlpito da Igreja, após pregar a palavra de Deus baseado no texto de João 11 "A ressurreição de Lázaro" nosso querido e já saudoso Presbítero Anísio Souza Lopes, no dia 26/12 iria completar 88 anos de idade.

Até muito breve companheiro!

Pastor Rúben Oliveira Lima

ps: assista o vídeo em nosso site, clique em vídeos e vá até a página 2


Prezados irmãos e amigos, a paz do Senhor esteja com todos vós!

Realmente o vídeo no YouTube, não é possível acompanhar todo o ocorrido. Porém, aguardem que estamos dividindo o vídeo em partes para colocá-lo no ar.

Este irmão era presbítero (um cargo eclesiástico na igreja) um senhor com 87 anos de idade, que iria completar no dia 26/12, 88 anos. Um homem crente, temente e fiel a Deus. Seu desejo (e ele falava a todos) era partir para a eternidade dentro da igreja, e Deus lhe privilegiou. Permitindo sua partida, logo após ter pregado a palavra de Deus.

Iniciamos o culto com a liturgia de sempre, e no momento das pregações, por ser um senhor idoso, e muito respeitado por todos, pedimos que nos trouxesse a pregação da noite, o que fez, como sempre, com brilhantismo... Inclusive, pregou no texto de João 11, sobre a ressurreição de Lázaro, dando ênfase nos vs. 25, 26, 43 e 44. O interessante, é que o irmão Anísio, possuía duas bíblias, a que trouxe para a Igreja no dia do seu falecimento, e diga-se, estava toda marcada com esferográfica vermelha, que ficou dentro da bíblia, e outra bíblia, que estudava em casa. Ao visitar sua esposa (não evangélica) esta mostrou-me a bíblia de estudos com as mesmas anotações, com um detalhe interessante, no versículo 44, quando termina o mesmo, o irmão Anísio faz um traço em vermelho, e escreve: Fim. (O que nos faz acreditar, que até ali, lhe fora permitido por Deus, falar, e nada mais...) Foi exatamente o que fez...

Após concluir sua prédica, (em todas as vezes que o irmão Anísio pregava, concluía suas palavras dizendo o seguinte: “Os irmãos continuem orando em meu favor para que eu tenha vida e saúde para continuar falando do grande amor de Deus”). Nesse dia, excepcionalmente, não disse o mesmo, mas disse: “Muito obrigado pela vossa atenção” e encerrou.

Assentou-se em seu lugar de sempre, e falou comigo assim: “Pastor me perdoe se tomei muito tempo”, ao que lhe respondi: “Nem me peça perdão, o irmão não pecou, somente pregou a palavra de Deus, fique em paz”. E enquanto se ouvia um cântico, inclinou a cabeça, e ao levantá-la, partiu para a eternidade sem esboçar sequer um gemido, um ai, ou qualquer outra reação, simplesmente partiu... (espiritualmente, atente para o cântico, e ouça que a cantora canta “e chegou a tua hora” nesse momento o irmão parte...).

Ao detectarmos sua partida, verifiquei pulsação, batimentos cardíacos, embora não seja médico, mas pastor; e imediatamente, meu filho que é presbítero na Igreja, ligou para pedir auxilio do Corpo de Bombeiro (resgate) que se demoraram cerca de uns 10 minutos. Enquanto não chegavam, o deitamos nas cadeiras do púlpito, e senti desejo de adorar a Deus cantando, pois, cantamos quando nasce uma criança, mas também quando o Senhor recolhe ao descanso um servo Seu. Aguardamos a chegada dos bombeiros, que ao chegar ao templo verificaram que realmente o irmão Anísio já havia falecido, porém, comunicaram-nos, que iria levá-lo ao pronto socorro da UNESP em Botucatu, para a constatação da causa morte, o que fizeram. E não permiti que fosse filmado o corpo do nosso querido irmão deitado sobre as cadeiras e nem a retirada do mesmo pelo corredor central da Igreja, pois, estávamos ao vivo para o mundo todo pela nossa WebTV “Uma Vida com Deus”. Porém, respeitosamente, em silêncio total, pedimos que toda igreja se levantasse e num gesto humanitário e cristão, e aguardássemos a retirada do corpo de nosso irmão do templo. Como não tínhamos mais condições de continuar com o culto, finalizamos o mesmo, e mantivemos o Templo aberto para o velório, pois, era desejo do irmão Anísio ser velado na Igreja. Tão logo fosse liberado seu corpo.

Segundo relatos de pessoas, e enfermeiros no hospital, disseram que, quando o corpo do irmão era retirado do veículo de resgate e era conduzido ao PS, era como que uma luz estivesse adentrando de corredor adentro do hospital...  E perguntaram o que era aquilo?. E foi dito, que ele era um crente em Jesus, disseram: “só podia ser...”

Outros fatores marcaram esse episódio. No quarteirão da residência do irmão Anísio, ele era o único crente, e não se sabe até a presente data, a causa de uma queda de energia, ficando somente o quarteirão no escuro, e exatamente na hora da partida do irmão. Ou seja, Deus estava mostrando para a esposa do irmão Anísio, e para todos os seus vizinhos que uma luz se apagara naquele quarteirão...

Não nos omitimos em socorro, apenas glorificamos a Deus, por ser SUPREMO e ABSOLUTO e faz o que melhor lhe apraz... Oxalá que minha partida para a Glória assim fosse!

A Igreja, os pastores e boa parte da família do nosso querido e já saudoso irmão Anísio estiveram presente, inclusive, seu filho que é Pastor em S. Paulo no setor de Tucuruvi e neto do irmão Anísio, que também é Pastor junto com o pai em S.Paulo estiveram presentes. E ainda, um padre muito amigo do irmão Anísio se fez presente na hora do culto fúnebre.

Temos o culto gravado sem edições e cortes, para, se necessário, em juízo, ser apresentado.

Deus continue abençoando em Cristo Jesus a todos, que deste vídeo tomar conhecimento

Pastor Rúben Oliveira Lima - Igreja Assembléia de Deus em Botucatu – São Paulo


 Veja o vídeo


Texto enviado ao nosso blog em nome da igrea onde o presbítero congregava.


2 comentários:

conta no blogger disse...

É o profundo de desejo de Deus que façamos a sua obra não apenas em favor do povo de Deus,mas sejamos,acima de tudo,exemplo vivo como foi a vida do Presbítero Anísio,que se exemplificou em Cristo Jesus,conforme está escrito:Aqule que diz que permanece nele,esse deve também andar assim como ele andou.[João2.6]

amanda disse...

Lindo, lindo é o meu Jesus! Glória a Deus por isso...

Mesmo sendo nós tão indignos, continua se revelando em nosso meio, com sua majestade e poder... Dando-nos ainda oportunidades de arrependimento e busca por santificação. Que esta história sirva como aviso a muitos crentes, para que possam estar buscando a Deus verdadeiramente e ficarmos certos que que um dia tbm estaremos com ele na glória. Fiel é o que prometeu e nos garante que a sua GRAÇA nos basta!

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada