sábado, 30 de maio de 2009

Marco Feliciano "ataca" novamente - O milagre vai acontecer!



"Eu convoco os que ainda ACREDITAM em profetas, à entrarem comigo numa campanha. Mas esta é apenas para aquele que CRÊ, pois quem crê da um jeito e quem não crê sempre dará uma desculpa. Orei ao Senhor e ELE me deu a seguinte instrução:


Os que precisam do milagre seguirão estes 4 passos, estas 4 instruções:
1) Te “ouvirão” e entrarão contigo em uma campanha de fé!;

2) Sacrificarão um valor simbólico de R$ 7,00 (sete reais), lembrando que não é o valor que provoca o milagre e sim A OBEDIENCIA NA PALAVRA PROFÉTICA!, esse valor será enviado através de depósito ou boleto bancário ou transferência eletrônica, para uma das contas expostas no final desta carta;

3) Após efetuar este depósito, enviarão um email para você: (campanha@marcofeliciano.com.br), contendo a data e o horário do depósito, junto com PEDIDO DE ORAÇÃO;

4) No mesmo dia do depósito as 23:53h (7 minutos para a meia noite), onde estiver o sacrificante, ele ou ela, dobrarão os joelhos e por 7 minutos, orarão ao Senhor. Neste mesmo dia, nesta mesma hora, você e um grupo de intercessão, de homens e mulheres que ACREDITAM EM MILAGRE, estarão com você em oração!"

Espero que você verdadeiramente creia, pois quem, crê dá um, jeito e quem não crê sempre dará uma desculpa! De um jeito, não de uma desculpa!

Fonte: Site do Marco Feliciano

Charge do veSHAME - Arrebatamento...

Clique para ampliar

1º Reportagem da série "Os Evangélicos" exibida no Jornal Nacional

Resultado da enquete - Você acha que o dízimo é um dever ?

Na nossa enquete perguntamos:Você acha que o dízimo é um dever? O resultado foi o seguinte:

Clique na imagem para ampliá-la · ►

Ah, o passado, esse troço que ninguém apaga!

Marina de Oliveira

quinta-feira, 28 de maio de 2009

O mercado da fé. Nos últimos anos, o número de católicos no Brasil decresceu 20%



Comunidades eclesiais são alternativa para deixar Igreja mais perto do povo


Rio – Como supermercados, igrejas disputam clientela. A diferença é que eles oferecem produtos mais baratos e, elas, prometem alívio ao sofrimento, paz espiritual, prosperidade e salvação. Por enquanto, não há disputa nessa competição.

Quem mais se sente incomodada com a nova geografia da fé é a Igreja Católica. Nos últimos anos, o número de católicos no Brasil decresceu 20% (IBGE, 2003).

A Igreja Católica não consegue se modernizar. Considere-se sua estrutura predominante: a paróquia. Encontrar um padre disponível às três da tarde é quase um milagre. Mas há igrejas evangélicas onde pastores e obreiros fazem plantão toda a madrugada.

A Igreja Católica tem poucos pastores porque, ao contrário das demais Igrejas, exige de seus pastores o celibato e exclui as mulheres do acesso ao sacerdócio.

Quem conhece uma paróquia vibrante? Existem, mas são raras. Em que paróquia de classe média os pobres se sentem em casa?

Não é o caso das Igrejas evangélicas; basta entrar numa delas, mesmo em bairros nobres, para constatar quanta gente simples ali se encontra.

As Igrejas evangélicas sabem lidar com os meios de comunicação. Pode-se discutir o conteúdo de sua programação e os métodos de atrair fiel. Mas sabem falar uma linguagem que o povo entende e, por isso, alcançam tanta audiência.

A Igreja Católica tenta correr atrás com showmissas, padres aeróbicos ou cantores. É a espetacularização do sagrado.
As Comunidades Eclesiais de Base são uma promissora alternativa pastoral. Em julho, elas promovem, em Porto Velho (RO), o seu 12º encontro nacional.

Fonte: Jornal O Dia (autor: Frei Beto)

Da série - Ainda tem gente de Deus



Necessidade

Composição: Silvestre Kuhlmann


A minh'alma Te espera ao romper da manhã
Ao meio-dia desejo poder Te encontrar
E à noite eu desejo vigiar e ao Teu lado repousar

Necessito de tantas coisas, mas tudo Tu sabes
E Tu supres toda a necessidade
Em Teu caráter descanso
Tu és rico em presentear
Tu és o tesouro onde meu coração está
Em Ti, toda a vida está escondida
Em ti, toda a sede se faz satisfeita

Necessito de Ti muito mais do que o ar
E me agarro a Ti, pois assim me contento
Em qualquer circunstância;

Em Tua ausência, não, não há
Alegria que possa durar (2x)

terça-feira, 26 de maio de 2009

Elvis não morreu...

Que Elvis não morreu você já sabia, mas que ele está no Brasil e ainda por cima cantando em “igreja”, ah isso você não sabia. Mas... ele está. E mais precisamente nas “igrejas” Renascer de Limeira, Cangaíba e Alphaville! Não acredita? Confira as fotos:

Tenho dito sempre, quando falta a Biblia e a pregação expostiva séria da mesma, tem que se inventar de tudo. O que me dói é ver tantos jovens desencaminhados, achando que isso é ser evangélico e servir a Jesus Cristo. Olhem só as fotos aqui. Oremos por reforma e avivamento hoje e que Deus denuncie as casas que se chamam igrejas e passam a idéia de que este é o evangélho biblico.

Fonte: Graça Plena

RIDÍCULO!!! As discipulas de Inri Cristo cantam:" Não diga não", a versão mística de 'rehabe' da cantora Amy Winehouse...

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Idolatria Evangélica



Você se considera um idolatra? Certamente sua resposta será não.

Mas, você tem a plena convicção que não é um idolatra? Talvez responda sim.

Continuo a insistir, o que você considera por idolatria?

Após a leitura desta postagem, você chegará a uma conclusão: “Preciso mudar meus atos diante de Deus”

“ Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele. Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo”. 1 Coríntios 3:10-11.

Muitos evangélicos entendem como idolatria apenas o fato de pessoas adorarem imagens de escultura, motivo esse que sempre foi principal ponto de divergência com os católicos. No entanto temos visto tantos absurdos nas igrejas Evangélicas que podemos questionar até que ponto a IDOLATRIA, ainda que de forma diferente, têm sido uma realidade assustadora entre nós.

O QUE SERIA IDOLATRIA?
Apenas alguém adorar a imagens? Certamente que não!

IDOLATRIA é tudo aquilo que “substitui” a Pessoa de Jesus Cristo.

A referência bíblica supracitada Paulo nos ensina que ninguém pode lançar outro fundamento além do que já foi posto, que é Cristo. Quando passamos a lançar outros fundamentos que não seja Jesus, logo estamos tentando substituí-lo e por isso nos tornamos IDÓLATRAS.

As igrejas evangélicas não possuem imagens de “santos” nem de outros deuses, mas praticam a idolatria devido a tantos outros “fundamentos” que se têm lançado.

Não é a toa que Paulo alerta: “Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo.” 2 Co 11:3 .
Como nós evangélicos temos nos afastado da simplicidade que há em Cristo!

Como se tem lançado tantos outros fundamentos fora de Cristo e por isso, muitos de nós se tornado idólatras. Podemos constatar isso mediante aos falsos ensinos e heresias que estão se alastrando dentro das igrejas. Se pregam por aí, tantas “abobrinhas e chuchus, valendo-se de passagens bíblicas fora de contexto e interpretações equivocadas. Até parece que sacrifício vicário de Jesus Cristo não há mais valor, pois damos mais espaço para outras formas de redenção e justificação .

Como se tem induzido o povo a confessar os seus pecados cometidos desde a infância, E aonde fica nossa total redenção conquistada lá na Cruz? E o perdão e a vida nova em Cristo ? Não existe mais?

O que falar do ensinamento que devemos nos “judaizar”; tocar shofar; guardar os sábados; adorar réplicas mal feitas da arca da aliança, como se o véu do santuário não estivesse rasgado e como se o Santo dos Santos já não estivesse aberto para nós - através do sangue de Cristo.

Enquanto a bíblia nos revela as maravilhas de Deus através de Jesus, muitos preferem os rituais e as técnicas e tantos outros fundamentos fora do Salvador.

“E o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo”. Mc 15:38 “Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, PELO SANGUE DE JESUS, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é , pela sua carne;” Hb 10:19-20.
Como se fosse pouco a barbaridade de tentar anular a Graça e lançar o fundamento da lei, muitos corrompem o Evangelho e acentuam a ganância do homem lançando outro fundamento, que é a cobiça.

A teologia da prosperidade tem colocado dentro das igrejas um altar para o deus da riqueza, Mamom.Toda sorte de barganhas e negociações têm sido ensinada aos cristãos, inclusive atribuindo o tamanho da “bênção de Deus” aos bens materiais que se possui, como se nossa herança não fosse eterna.

Inúmeros amuletos e elementos de idolatria também têm sido valorizados em nosso meio, como se esses, em si mesmos, possuíssem poder para liberar bênçãos divinas. Podemos iniciar a lista dos patuás gospel com o “óleo ungido”, atual água benta dos evangélicos, utilizado como “ativador” de unção e milagres, vendidos de várias formas em pequenos vidrinhos com instruções para “ungir” paredes, portas, comida e até cuecas dos maridos mais assanhados.

Na onda do sincretismo religioso, encontramos também as pulseiras proféticas, saquinhos milagrosos contendo areia da terra santa, garrafinhas com água do Rio Jordão, fogueiras santas, rosas ungidas, sal grosso, sabonetes da cura, a chave que abre portas e tantas outras práticas ocultistas e supersticiosas com roupagem evangélica.
Dessa forma, como podemos chamar de idólatras aqueles que se curvam diante de esculturas, se nós temos as nossas próprias idolatrias personalizadas ao melhor estilo gospel ?

“Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho; O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema.” Gálatas 1:6-9

Pr Elder Sacal Cunha

domingo, 24 de maio de 2009

Enquanto isso na sessão do descarrego

Clique para ampliar

sábado, 23 de maio de 2009

Idolatria Evangélica - " Louvor" dedicado a cantora Ana Paula Valadão!!!



Ana Paula, Valadão “ és ungida, foste escolhida, como voz de Deus para as nações” ....“Esta geração quer te honrar”

Essas estrofes acima fazem parte da música feita e oferecida a Ana Paula Valadão pelos integrantes do CTMDT na ocasião do seu aniversário. Reparem bem, a música lembra muito os “cânticos Marianos”.
Até onde isso vai parar? Isso tem nome, chama-se IDOLATRIA!!!! Observem a letra logo abaixo, e se tiverem estômago, ainda tem um “vidiozinho”.

Na íntegra, a reportagem do blog da Ana Paula Valadão:


Uma música especial para mim…
Maio 18, 2009

Nesse fim de semana recebi muitas demonstrações de amor e carinho, palavras de bênção, por ocasião do meu aniversário. Agradeço a Deus por cada uma, pois sei que são um reflexo do amor dEle por mim!

Na manhã do Sábado tive a grata surpresa de receber uma turma de alunos do CTM que vieram louvar aqui em casa. Dessa vez foi surpresa mesmo porque todos os anos eu os espero (risos) por volta da meia noite. Mas o Gustavo me disse antes de dormir que ele mesmo havia pedido aos alunos para não virem por causa do meu cansaço do final da gestação. Ele disse: “Imagina, Ana, você tendo que levantar, cumprimentar os meninos, de madrugada…”. Então, eu fiquei sem expectativas… Quando ouvi o som do violão de manhã, olhei para o Gustavo, e ele falou: “Eu disse que eles não deveriam vir `a noite!”. E rimos juntos porque eu fiquei muito feliz!

Abaixo está a letra de uma música que fizeram para mim, e um videozinho com alguns deles cantando. Mais uma vez, obrigada a cada pessoa que o Pai usou para demonstrar carinho nesse dia que foi especial em minha vida.

“Ana”

Desde o ventre da tua mãe o Senhor te contemplou
Cada um dos teus dias escreveu com amor
Ana Paula, a menina, que um dia seria
A voz de Deus nesta nação

Ana, o Senhor te chamou
Ana, Ele te levantou
Nada pode te impedir
O Espírito de Deus está sobre ti

Cremos que há muito mais para se realizar
Haverá transformação aonde a sua voz chegar
Ana Paula, és ungida, foste escolhida
Como voz de Deus para as nações

Ana, o Senhor te chamou
Ana, Ele te levantou
Nada pode te impedir
O Espírito de Deus está sobre ti

Fizeste tua entrega, sem olhar pra trás
E por tudo o que foi preciso renunciar
No nome de Jesus
Esta geração quer te honrar

Fonte: Blog da Ana Paula Valadão

A porta da fé


Venham e vejam o que Deus tem feito; como são impressionantes as suas obras em favor dos homens! (Sl 66.5.)

O incrédulo, o neófito e o titubeante precisam ver para crer. O mais conhecido deles, Tomé, declarou aos apóstolos: “Se eu não vir as marcas dos pregos nas suas mãos, não colocar o meu dedo onde estavam os pregos e não puser a minha mão no seu lado, não crerei” (Jo 20.25). Uma semana mais tarde, Tomé viu o Senhor e creu. Talvez não tenha visto as marcas dos pregos nas mãos nem tenha colocado o seu dedo nas cicatrizes das mãos, dos pés e do ventre — coisas desnecessárias depois de ver o Ressuscitado e ouvir a sua conhecida voz.

Ver as marcas de Deus é saudável. É o convite do salmista: “Venham e vejam o que Deus tem feito”. O comentário que ele acrescenta é muito bonito: “Como são impressionantes as suas obras em favor dos homens!” (Sl 66.5).

Os que estão mais adiantados no conhecimento de Deus e na escola da fé usam essa estratégia evangelística. João Batista chamou a atenção de seus próprios discípulos para Jesus: “Vejam! É o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (Jo 1.29). Ao indeciso Natanael, Felipe exclamou: “Venha e veja” (Jo 1.46). Com o povo de Sicar, a mulher samaritana insistiu: “Venham ver um homem que me disse tudo o que tenho feito” (Jo 4.29).

Os pastores que estavam nos campos próximos à manjedoura de Belém disseram entre si: “Vamos a Belém, e vejamos isso que aconteceu, e que o Senhor nos deu a conhecer” (Lc 2.15).

No domingo da ressurreição, as mulheres da Galiléia e os discípulos viram as coisas mais emocionantes que se pode ver: a grande pedra removida, o túmulo vazio, as faixas de linho nas quais Nicodemos envolveu o Senhor e o lenço arrumados no interior do túmulo, e o próprio Jesus ressurrecto! (Jo 20.1-18). Então, a vida de todos eles mudou da água para vinho.

Retirado de Refeições Diárias com o Sabor dos Salmos (Editora Ultimato, 2006).

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Da série - Mais direto, impossível!

quinta-feira, 21 de maio de 2009

A Igreja Evangélica brasileira está preparada para lidar com a questão " homossexual"?



Na última quinta-feira, discorri no culto de doutrina da igreja sobre a “questão homossexual”. Parece-nos que em alguns lugares isso ainda é um tabu. De qualquer forma, o que não se pode é tentar fugir da realidade e de uma necessidade clara. Será que a igreja está preparada para lidar com a questão homossexual? Seria relevante abordar tal assunto num culto de doutrina?

Para respondermos a estas indagações vejamos alguns pontos:

1. Muitas famílias na igreja possuem em seu seio um homossexual (homem ou mulher)

2. Muitos irmãos trabalham com homossexuais

3. Nossos filhos estudam com homossexuais e professores homossexuais lhes ensinam

4. Há pais crentes que proíbem seus filhos de fazer qualquer trabalho escolar, inclusive de sentar ao lado na escola de colegas com tendências homossexuais

5. Pais crentes desinformados tratam mal os filhos com tendências ou condição homossexual

6. Parece que alguns enxergam o homossexualismo como um pecado maior que os outros, o que não é verdade

7. Há casos de crentes que nem evangelizam os homossexuais, talvez com medo de pegar a “doença”

8. Outros, ao se depararem com homossexuais, quando não falam, pensam o seguinte: “Sangue de Jesus tem poder!”

9. Quando um homossexual vai visitar a igreja, há crentes que fazem questão de sentar distante

10. Quando um homossexual se converte, poucos são os capacitados para discipulá-lo

11. Principalmente crianças, adolescentes e jovens cristãos são ridicularizados na igreja por seus colegas, quando estes percebem qualquer comportamento homossexual

12. Existe nas igrejas homossexuais que estão lutando para viver segundo a palavra de Deus e não cair em pecado. Quem está dando assistência espiritual aos tais?

13. Para muitos crentes, o problema do homossexualismo se resume em duas palavras: “safadeza” ou “demônio”

14. A igreja anda desinformada quanto aos projetos que circulam nas câmaras municipais, assembléias legislativas, câmara e senado federal, que de maneira arbitrária tentam impor leis que relativizem a moral e silenciem a igreja.

Esta lista poderia ser maior, mas resolvi parar por aqui.

Será que o descrito acima não é verdade, ou não faz parte do nosso dia-a-dia? Será que não é o suficiente para uma tomada de consciência acerca da necessidade de abordar tal assunto na igreja?

Não estamos tratando aqui de uma apologia ao homossexualismo, pois não fazemos apologia ao pecado, tratamos sim, da necessidade de orientar a igreja para não ter uma atitude hostil e discriminatória, contrária ao que Jesus ensinou e viveu nos evangelhos. Ele ensinou que é possível amar o pecador sem compactuar com o pecado. Como já sabemos, amor só se prova na prática!

Fonte: Blog do Pr. Altair Germano

Louvor e música em um culto



No último Domingo eu estava em uma das muitas congregações das Assembleias de Deus que existem em minha cidade para o culto noturno, após o início da reunião foram entoados dois cânticos da harpa cristã, que bom, glória a Deus por isto, logo após foi lido um salmo com toda a congregação e após a oração deu-se início às oportunidades para os conjuntos da igreja local, e o primeiro conjunto entoou um cântico que está na moda, o qual não me levou, através da meditação na letra do mesmo, a glorificar a Deus pelo que estava sendo cantado, não havia louvor a Deus na letra, você pode pensar que o problema era comigo, pode até ser, mas logoa abaixo verá a letra da canção. Com tantos cânticos desse estilo até parece que o culto é um lugar para buscarmos bençãos e não adorarmos a Deus!
Sabendo que o que aconteceu no culto onde eu estava presente no último Domingo não é raro em nosso Brasil, peço que repensem o propósito que temos em mente quando nos dirigimos para uma igreja. Vamos porque fomos ensinados que devemos ir e fazemos isso mecanicamente? Nos dirigimos à igreja para encontrar os amigos para após o culto sairmos para a pizzaria? Saímos de casa decididos a adorar a Deus e ouvir Sua doce voz?
Voltando ao cântico abaixo eu transcrevo a letra do mesmo, e nem é preciso um aguçado conhecimento teológico para ver que a mensagem central não diz respeito a adoração ao Deus:

"Algo sobrenatural já esta acontecendo aqui,
O milagre hoje é inevitável e não há nada que possa impedir,
O inferno vai fechar as portas e a unção do céu ira descer,

Glorifica porque o milagre vai acontecer!!!
Vai adorando, exaltando vai buscando,
Porque a benção está chegando,
Eu já sinto que o anjo vem descendo,
vem trazendo a vitória pra você, então glorifica,
Sua vitória vem da glória, vem agora, tá na hora de você comemorar,
Agradecer por tudo o que o senhor te fez e muito mais irá fazer então glorifica...

Glorifica, pois a glória que tu manda não vai pro arquivo,
O anjo esta gravando tudo e transmitindo ao vivo,
O céu inteiro está te vendo então glorifica,
Glorifica porque hoje você vai sair do anonimato
Isso não é teoria é verdade é fato,
Deus está te abençoando então glorifica.

Glorifica porque Deus te deu vitória,
Glorifica, manda gloria lá pra glória,
Glorifica porque o anjo esta gravando
Te filmando o céu inteiro está te vendo agora,
Glorifica porque o céu está aberto,
Glorifica o seu glória é um sucesso,
Glorifica mostra o que é ser ungido,
Você hoje está ao vivo pra todo universo. "

Logo após o conjunto entoar o referido cântico foi cedida a oportunidade ao coral da igreja. Espera-se de um coral , e de todos os conjuntos, que cantem hinos que realmente nos levem a adoração. Mas qual será o motivo de termos tanta cantoria em nossos cultos que não nos proporcionam uma reflexão e um momento de adoração a Deus através da música?
Engraçado que no momento em que o primeiro conjunto cantou ouve grande manifestação do auditório, já quando o coral cantava ouvia-se poucos glórias a Deus.

Mas vamos à letra da canção entoada pelos coristas:

"Quero estar ao pé da cruz,
Que tão rica fonte
Corre franca, salutar,
De Sião no Monte.

Sim na cruz, sim na cruz,
Sempre me glorio!
E por fim, descansarei,
Salvo, além do rio.

A tremer ao pé da cruz,
Graça, amor achou-me;
Matutina estrela ali,
Raios seus mandou-me.

Desta cruz desejo aqui
Sempre recordar-me;
Dela à sombra, Salvador,
Queiras abrigar-me!

Junto à cruz, ardendo em fé,
Sem temor vigio,
Firme, até a Pátria ver,
Santa, além do rio."

Aí sim minha alma se alegrou, não há melhor conteúdo para um louvor que a mensagem da cruz, aliás, sem passar pela cruz, fora de Cristo, não podemos nem afirmar que há louvor a Deus. Fomos chamados para pregar, para anunciar a cruz de Cristo, só ela pode reconciliar o homem com Deus, só ela nos revela o grande amor do Senhor por nós. Penso que Deus não está interessado em nos ver cheios de riquezas e tantas outras coisas estranhas ao Evangelho que tem sido pregadas por aí, Ele quer que sejamos simplesmente servos, que O adoremos, que no culto nos acheguemos a Ele com amor para adorá-Lo e não para pedir, pedir e pedir.

"Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem." (João 4 : 23)

Credito:Blog do JP ( que não sou eu)

Charge do veSHAME

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Frases "evangélicas"que não aguento mais - Parte 2



1. Hoje eu deixo de ser crente se Deus não operar um milagre (Por favor, deixe mesmo!).

2. Meus irmãos, estas igrejas que usam rosas ungidas, sal grosso para descarrego, etc., não são de Deus!....Ao final do culto tragam seus documetos, carteira de trabalho, chave de casa e do carro para ungirmos, pois aqui a coisa é diferente, Deus opera!

3. Não diga isso. As palavras têm poder!!

4. Incendeia tua noiva, Senhor.

5. Seja um adorador extravagante!

6. Fui chamado para ser um levita na casa do Senhor. Posso cantar na sua igreja e vender meus CDs?

7. Não podemos fazer da igreja um clube.

8. Sendo dizimista, você pode colocar Deus contra a parede.

9. Meus irmãos, é hora de mudar o Brasil.

10. Quem tem um caroço em qualquer lugar do corpo, levante a mão que Jesus vai curar agora.

11. A Rede Globo conspira contra a igreja.

12. Quanto mais glória você manda pra cima, mais glória Deus manda pra baixo.

13. Não dá o dízimo na casa de Deus, mas acaba "dando" na farmácia (Hum, não sei não!)

14. Você que não dá o dízimo não tem moral pra exigir nada de Deus.

15. Vamos pisar na cabeça do diabo; o Diabo só conhece o número do meu sapato.

16. Quando o crente ora, deve esperar retaliação do Diabo.

17. Sabe qual o nosso problema? O mundo está entrando na igreja.

18.Eu soube que o Anticristo já nasceu e está se preparando para aparecer.

19. Eu soube de um pastor que encontrou uns feiticeiros que estavam jejuando para fazer os pastores caírem.

20. O Rei Leão da Disney é gay!

21. Minha irmã, você precisa da nossa cobertura! (essa é quase pornográfica).

22. Não esqueça de enviar os boletos bancários que eu prometo subir o monte nesta madrugada e interceder por sua vida.

23. Não fique triste com a morte do seu filho (ou com seu divórcio, ou com sei lá o quê). Tudo tem um propósito e Deus sabe o que faz.

24. Irmãos, hoje o Senhor falou comigo pela manhã para trazer esta palavra.

Creditos: Ricardo Godin

terça-feira, 19 de maio de 2009

Dep. Rodovalho, os fins não justificam os meios!!


Enquanto alguns Deputados Federais gastavam indevidamente o dinheiro público pagando passagens aéreas para parentes e até Adriane Galisteu, recentemente segundo o portal Terra foi noticiado que a cota de passagens aéreas do deputado licenciado Robson Rodovalho (DEM-DF) foi usada para trazer a Brasília duas das principais atrações de um show evangélico apoiado por sua igreja, a Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra.

Segundo levantamento do site “Congresso em Foco”, a Câmara pagou passagens para oito integrantes da banda Oficina G3 e o rapper DJ Alpiste. Eles foram de São Paulo para Brasília, onde participaram da segunda edição do "Desperta, Brasília", realizado no estacionamento do ginásio Nilson Nelson. O pessoal que quis assistir as apresentações, teve que pagar 10 reais, além de levar 1 quilo de alimento não perecível. O alimento eu sei que foi destribuído para os pobres, mas sobre o destino dos 10 pilas do ingresso, não me pergunte que eu não sei. Mas o surpreendente mesmo foi a notícia divulgada nesta sexta-feira, na qual Rodovalho informa que devolveu R$ 41.196,40 à Câmara no dia 14 de maio de 2009, referentes às passagens.

Entretanto isso não foi mais do que sua obrigação, pois melhor seria que não tivesse usado sua cota de passagens aéreas para fins particulares, afinal essa vem de dinheiro público, logo os fins "nobres" jamais vão justificar os meios ilícitos utilizados.

Os gastos indevidos de dinheiro público feito pelo pretenso candidato evangélico à presidencia da república em 2010, não são menos reprováveis do que os gastos dos demais deputados que deram outra destinação aos recursos.

Será que é pra isso que querem eleger um presidente evangélico? Para financiar mega-projetos gospel com dinheiro público?

Oro para que Deus não deixe o Brasil se esqueçer disso na próximas eleições, afinal mesmo que os fins ssejam lícitos, isso não justifica os meios ilícios.

Créditos: Mariel M. Marra



Pastor vende Igreja por não conseguir pagar a luz



Caso foi exposto em audiência pública na Câmara de Vereadores de Caxias. Ampla será convocada para novo encontro com clientes.

Moradores de vários bairros de Duque de Caxias ocuparam ontem a tribuna da Câmara Municipal, durante audiência pública que tratou dos valores cobrados pela distribuidora de energia Ampla. O caso que mais chamou atenção foi o do pastor Mário Rodrigues Lopes, 68 anos, morador de Santa Cruz da Serra. Ele alegou que, para quitar uma dívida de quase R$ 7 mil, teve que vender, semana passada, o prédio onde funcionava a igreja Assembleia de Deus Nova Canaã.
“Depois da implantação do novo sistema de chip, o valor da conta pulou para mais de R$ 600. A única alternativa foi vender o prédio. Recebi um adiantamento, com o qual quitei as contas atrasadas. Agora vou esperar até encontrar outro local para reinstalar a igreja”, reclamou o pastor, que reúne cerca de 40 fiéis.
A audiência colheu informações e documentos que darão embasamento para uma nova audiência pública, que será realizada dia 25, às 9h, com representantes da Ampla.
A Câmara convocou, por ofício, representantes técnicos da distribuidora. Na ocasião será apresentado o relatório final do deputado estadual Paulo Ramos, ex-relator e líder da CPI da Ampla, na Alerj. O presidente da Câmara de Caxias, Dalmar Lírio Mazinho, destacou que os poderes Legislativo e Executivo estão empenhados em resolver o problema.

Fonte: O Dia

Saia da caixa da religiosidade



Diz a Bíblia que logo após ser batizado, Jesus vai para o deserto onde é tentado pelo que todos nós somos tentados na nossa vida. Somos tentados a ser deus.

Voltando da temporada no deserto, Jesus começa seu ministério público nas praias da Galiléia. Começa a buscar seus primeiros discípulos.

Certa vez, quando estava ensinando a seus discípulos, começou a juntar uma multidão e Jesus se dirige a um monte para ensinar.

Lá ele começa a ensinar como deveria ser o coração do homem que desejava caminhar com o Criador. Ensina cada detalhe do coração do homem que deseja ser feliz, ser bem aventurado.

Depois desafia a todos, discípulos e multidão a fazer a diferença nos seus grupos, nos seus contextos de vida. Ele convida a todos a serem sal na terra e luz do mundo, levar luz onde há sombras.

Logo após começa a dizer para todos que não veio acabar com a Lei, que o que ele estava ensinado não tinha como propósito abolir a lei mas trazer um sentido completo, trazer vida para ela.

Interessante é que Jesus era um rabino e os rabinos são caras que interpretam as leis. Um rabino diz o que pode e o que não pode ser feito para que uma lei seja cumprida. Um rabino diz o que pode e não pode para que uma lei seja abolida. O conjunto de permissões e proibições denomina-se jugo do rabino.
Um rabino prega para os seus discípulos sobre o jugo de um rabino que tem autorização para pregar o seu jugo. Essa autorização para pregar seu próprio jugo e ganhada quando o rabino é reconhecido por dois rabinos de autoridade reconhecida entre a comunidade rabínica.

Jesus teve seu reconhecimento quando foi batizado. As duas autoridades que reconheceram Jesus foram o Espírito Santo que desceu em forma de pomba e a voz de Deus que disse “Esse é o meu filho amado de quem me agrado”.
Essas são as duas autoridades que reconhecem o jugo de Jesus, os ensinos de Jesus.

E ai Jesus começa a ensinar no estilo "Vocês ouviram o que foi dito, eu porém vos digo", ou seja, Vocês ouviram o que os rabinos disseram, eu porém digo a vocês que...

Queria convidar você a refletir comigo sobre um desses "Vocês ouviram o que foi dito" de Jesus. Ele fala da necessidade de amarmos nossos inimigos:

"Vocês ouviram o que foi dito: Amem o seu próximo e odeie o seu inimigo. Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem, para que vocês venham a ser filhos de seu Pai que está nos céus. Porque ele faz raiar o seu sol sobre maus e bons e derrama chuva sobre justos e injustos.

Se vocês amarem aqueles que os amam, que recompensa vocês receberão? Até os publicanos fazem isso!

E se saudarem apenas os seus irmãos, o que estarão fazendo de mais?
Até os pagãos fazem isso! Portanto, sejam perfeitos como perfeito é o Pai celestial de vocês.”

Esse versículos estão lá em Mateus 5: 43-48

Todo ser humano é criação de Deus e todo ser humano, mesmo que não saiba, tem a luz de Deus dentro dele porque foi criado a imagem e semelhança do Criador.

Temos a tendência de achar que Deus “joga” só no nosso time e que ele vai nos dar aquela vaga no vestibular no lugar de dar pro outro cara que não é cristão. Temos a tendência de achar que somos filhos privilegiados do Criador porque “fazemos o dever de casa” bem direitinho. Ficamos indignados quando vemos um cara que não é cristão se dar bem na vida enquanto ralamos para viver.

As ondas parecem que sobem somente perto do cara que é todo erradão enquanto eu que sou cristão estou aqui e não estou pegando as boas. Mesmo que a gente não se dê conta achamos que as melhores ondas e os melhores tubos têm que ser da gente porque somos os mocinhos do filme.

Dizemos: Eu sirvo na minha igreja, dou o dízimo e não falto a nenhum culto, logo, nada de mal vai acontecer comigo e tudo vai dar certo na minha vida. Sem perceber lidamos com Deus na forma de barganha, de investimento a longo e curto prazo.

Jesus diz nos versículos que lemos: “Porque ele faz raiar o seu sol sobre maus e bons e derrama chuva sobre justos e injustos.”

Cara, não sou eu que estou dizendo, é Jesus.

Crédito: Carlos Bezerra
Fortaleza - CE

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Profeta Jeremias Hernandes


Durante a ceia de oficiais do mês de maio, realizada no último sábado no Ginásio do Ibirapuera (09/05), o Apóstolo Estevao Hernandes ministrou sobre a “oferta de Jeremias.”

Ele explicou que o profeta Jeremias, mesmo preso, comprou um campo que não tinha valor por orientação do Senhor. Aquele local, no entanto, seria valioso no futuro.

Da mesma forma, explicou o Apóstolo, “temos que entregar uma oferta por aquilo que, aos olhos do mundo, não vale nada”.
Segundo ele, essa é uma oferta profética por aquilo que ainda não aconteceu na vida do povo. “Esta oferta te ensina a tomar posse do seu milagre. Hoje, seus olhos não estão enxergando, mas ainda haverá muita prosperidade em Jerusalém!”, afirmou.

Em seguida, ele ministrou ao povo as 12 bênçãos para o mês de maio. Veja a seguir quais são essas bênçãos:

Bênçãos da oferta de Jeremias:

1º) Haverá nova porção de suprimento, um recurso extra que não estava programado;

2º) Liberação de escrituras, casas próprias;

3º) Haverá quebra de impedimentos pessoais e de situações que bloqueavam a prosperidade. Todos os que se levantaram profissionalmente contra você, Deus vai tirar;

4º) Recebimento de valores impossíveis e perdidos. Tudo aquilo que foi dado como perdido, será restituído;

5º) Renegociações de dívidas, aluguéis, cartões de crédito, empréstimos etc. Quem for atrás de renegociação, será honrado;

6º) O Senhor vai entregar as chaves do Egito, as bênçãos de José. Esta é a bênção que enche os celeiros. Haverá promoções e as pessoas serão colocadas em condição de cabeça;

7º) Liberações sobrenaturais de prêmios. Promessas retidas serão liberadas, liberação de processos judiciais e aumentos salariais serão liberados;

8º) É tempo de portas abertas. Portas que muitos tentavam abrir há anos, serão finalmente abertas;

9º) Respostas de negócios vão chegar, serão propostas de negócios excelentes. Vão surgir propostas de compra por valores altíssimos;

10º) Bênção da gratuidade, muitas coisas serão liberadas de graça;

11º) Muitos farão negócios com carros irrecusáveis;

12º) Há uma porta aberta para a saída das dívidas. Deus quer tirar seu povo do fundo do poço das dívidas. Aqueles que a vida toda foram endividados, viverão restauração!

Após a ministração, muitos desceram à quadra central do ginásio do Ibirapuera para entregar uma oferta especial ao Senhor e receber a unção.

Fonte: Geração Renascer Praise

Eu fico com a pureza da resposta das crianças

domingo, 17 de maio de 2009

Curiosidade - Padre polonês lança "Kama Sutra católico"


Um padre polonês escreveu um guia prático e teológico sugerindo como casais casados podem melhorar sua vida sexual. O objetivo do padre Ksawery Knotz ao escrever o livro Sexo como Você não Conhece - para Casais Casados que Amam Deus foi acabar com as atitudes excessivamente conservadoras de muitos fiéis.

O livro já está sendo chamado no país de "Kama Sutra Católico". O religioso franciscano explica que sexo no casamento não deveria ser enfadonho, e sim "apimentado, surpreendente e cheio de fantasia". O livro, que tem o apoio da Igreja Católica da Polônia, é um sucesso de vendas.

A editora Sw. Pawel está preparando mais cópias depois que 5 mil foram vendidas em poucas semanas.

"Kama Sutra Católico"
"Algumas pessoas, quando escutam falar no caráter sagrado do sexo no casamento, imaginam imediatamente que esse tipo de sexo tem que ser desprovido de alegria, brincadeiras e posições atraentes", escreveu o Knotz no livro.

"Cada ato - um tipo de carícia, uma posição sexual - com o objetivo de excitar é permitido e agrada a Deus. Durante a relação sexual, casais casados podem demonstrar o seu amor de todas as maneiras, (eles) podem fazer um no outro as carícias mais desejadas."

Knotz acredita que o sexo é uma forma importante de marido e mulher expressarem o seu amor e ficarem mais perto de Deus. "Casais casados celebram o seu sacramento, sua vida com Cristo, também durante o sexo", escreveu.

"Chamar o sexo de celebração do sacramento do casamento eleva sua dignidade de uma maneira excepcional. Uma declaração como esta choca pessoas que aprenderam a ver a sexualidade de uma maneira ruim. É difícil para eles entender que Deus também quer que eles tenham uma vida sexual feliz e, por isso, deu a eles este presente."

O padre Knotz ressalta que o livro não diverge da visão da Igreja sobre o sexo. Ele desencoraja o uso de anticoncepcionais, dizendo que "levam um casal casado para fora da cultura católica e a um estilo de vida completamente diferente".

O autor do guia sobre sexo também rejeita o argumento dos que colocam em dúvida a competência de um monge celibatário para escrever sobre sexo. Ele diz que sua experiência vem do aconselhamento a casais casados e da administração de um website que oferece conselhos sexuais há quase um ano.

Fonte: Terra

sábado, 16 de maio de 2009

Polêmica - Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de LGBT

O governo federal lançou ontem o Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). O plano é formado por 51 diretrizes que tem o objetivo de influenciar todos os segmentos da sociedade com a filosofia homossexual. Até 2011, por exemplo, todos os livros didáticos do ensino público deverão incluir apologia a famílias formadas por homossexuais.
.
Uma destas "cartilhas" já está à disposição na internet,em alguns sites, como também já está sendo distribuída em escolas do Rio de Janeiro. Trata-se do livro "Diversidade Sexual na Escola" - livro que faz forte apologia ao homossexualismo, feito pela Universidade Federal do RJ, e com o selo (última capa) do Ministério da Educação e do Governo Federal. Ele pode ser baixado neste endereço: http://www.papocabeca.me.ufrj.br/diversidade/

Fonte: http://www.papocabeca.me.ufrj.br/diversidade/

Vergonha dos evangélicos, não do evangelho



Me lembro que quando era bem mais jovem e costumava frequentar a igreja, tinha um enorme receio de ser chamado pelos outros de "evangélico", ou de ser reconhecido como tal. Às vezes isso me dava medo de ir para o inferno, pois eu achava que estava tendo "vergonha da palavra de Deus", e para esses há um lugar reservado lá embaixo com o capa-preta.

Mas o tempo veio esclarecer que o problema não era com Cristo ou com o evangelho. O problema era com os próprios evangélicos. Eu descobri que eu não gostava de ser chamado de evangélico porque eu não gostava de me sentir em associação com o evangélico típico. Eles me davam vergonha. Enquanto fui membro de igrejas, sempre fui muito ativo. Trabalhava mesmo. Pregava o evangelho pra qualquer pessoa quando tinha oportunidade, e às vezes, mesmo sendo uma pessoa reservada, era eu quem criava situações para trazer a palavra. Observando essas coisas, descobri então que não tinha vergonha nenhuma do evangelho, mas sim dos evangélicos.

Na época, impelido por minha já latejante vocação crítico-filosófica, e talvez por uma influência analítica do zodíaco, comecei a tentar compreender no que consistia essa vergonha. Encontrei pelo menos 8 motivos.

1) O evangélico típico é alienado. Ele vive em um pequeno universo onde todas as coisas são explicadas por sua limitada visão gospel do mundo. Ele não lê o que não é gospel. Ele não ouve música que não seja gospel. Ele tenta fazer eventos ridículos e depressivos como a "Noite Dance" depois do culto de sábado à noite para tentar competir com as danceterias e manter os jovens dentro da igreja.

2) Para o evangélico típico, tudo é batalha espiritual. Em todo canto ele vê uma luta de forças entre o bem e o mal, anjos e demônios. Não há lugar para a natureza, para o natural. Satanás é quem faz tudo de ruim acontecer. Conheci uma evangélica que orava para consertar sua máquina de lavar. Vi uma outra, há poucos dias atrás, que gritava "pra trás de mim, Satanás!", só porque uma criança havia engasgado e estava tossindo.

3) O evangélico típico sofre de um Complexo de Messias. Quando inserido em um contexto não-gospel (trabalho, escola, etc), ele sempre se acha o salvador do grupo. Ele se acha "a" luz que ilumina as trevas. Ele sempre se acha "o agente" do Espírito, aquele que será usado por Deus pra converter todo mundo.

4) O evangélico típico é culturalmente hipócrita e etnocêntrico. Ele finge ter desprezo pelas coisas "do mundo", mas sempre tenta incorporá-las ao seu mundo gospel, se tornando assim umas das coisas mais esquisitas e ridículas do mundo. Não obstante, ele insiste em pensar a cultura e outros grupos a partir de seus próprios valores. Qualquer estilo musical, por exemplo, se torna "gospel". Rock gospel, pagode gospel, mpb gospel, mantra gospel. Danceterias gospel. Existem agora até grifes de roupa gospel. É o gueto gospel. Mas as mesmas coisas, se não forem "gospel", não prestam.

5) O evangélico típico acha que vai dominar o mundo com a "adoração". Eles entoam mantras catárticos, nos quais expressam seus desejos sexuais reprimidos, exaltam a si mesmos e dizem que estão "adorando". Adoram falar sobre si mesmos em supostas músicas de "adoração", algo tipo "eu vou te amar, Senhor" (mas por que não amam agora, no presente, mas sempre prometem que vão fazer as coisas no futuro?). Ficam cantando sobre coisas desconexas, como fogo misturado com chuva, água e rio, e fazendo gestos como se estivessem jogando água sobre si mesmos. Ficam o tempo todo pedindo chuva, chuva, chuva, chuva, chuva, chuva, chuva, chuva, chuva, chuva. Só não me pergunte em que consiste essa chuva. Ninguém deve saber.

6) O evangélico típico sempre acha que tem razão. Isso é uma decorrência do item n° 1, a alienação. Quando não consegue convencer alguém pela via da argumentação, ele tenta explicar pelo inexplicável - diz que "o espírito" vai convencer o outro de que ele, o evangélico, está certo.

7) O evangélico é auto-referencialmente idólatra. Os critérios que eles utilizam para julgar os católicos como idólatras, se aplicados sobre si mesmos, determinam sua sentença. Criticam a infalibilidade papal, mas se alguém criticar os papas evangélicos "ungidos" de Deus, eles lhe rogam uma praga gospel biblicamente (mal) embasada: "Ai de quem tocar no ungido de Deus!".

8) O evangélico típico sofre de um Complexo de Mártir. Ele sempre acha que está sendo perseguido, injustiçado, que está sofrendo ameaças, e que uma grande conspiração mundial está sendo formada para perseguir a igreja verdadeira, que é a dele. Inclusive este texto, para ele, é uma dessas perseguições. Para ele, nada do que está sendo dito aqui é verdade, mas pura perseguição "por causa da justiça".

Foi ao considerar essas coisas que descobri que não estava tendo vergonha nenhuma do evangelho. Eu não queria, na verdade, era ser confundido com pessoas assim. E essas são também algumas das razões pelas quais hoje evito evangélicos típicos. Pois, como afirmava Sêneca, um filósofo estóico do I século, "é preciso frequentemente recolhermos-nos em nós mesmos, pois a relação com pessoas diferentes demais de nós perturba o nosso equílibrio...".

Fonte: Grupo Kerygma

Ainda tem gente de Deus


Compromisso - Grupo Logos Composição: Paulo Cezar

Gente que segue na vida afora
Crente que ignora sua própria fé
Dá um passo mas depois vacila
E já nem consegue mais, saber o que quer ...

Gente que cresceu mas é criança
Crente que a esperança já perdeu
Diz que um dia creu, não sabe quando
Mas vive pecando e diz: A vida é assim!

A vida não é assim, (a vida não é)
Ser crente é ter compromisso!
Se você está brincando com isso
Jamais viu a Deus ...
Precisa aprender então,
Que o laço está posto agora ...
À espera da sua hora
Oh, busque o perdão!

Gente que põe pedra no caminho
Crente joio, espinho pra ferir
Alma tão carente e sem rumo
Vai junto com a multidão ... e ainda sorri ...

Gente que permite o tempo em fuga
Que se enruga e nunca fruto dá.
Crente que o destino é seu remédio
Mas, no tédio, provará o vale sem Deus.

Gente que aparenta ser de dentro
Crente que lá fora é desleal
Que o mau também faz seu amigo
E vive dizendo igual: A vida é assim!

A vida não é assim, (a vida não é)
Ser crente é ter compromisso!
Se você está brincando com isso
Jamais viu a Deus ...

Precisa aprender então, (precisa aprender)
Que o laço está posto agora ...
À espera da sua hora
Oh, busque o perdão!
À espera da sua hora
Oh, busque o perdão!
À espera da sua hora
Oh, busque o perdão!
À espera da sua hora
Oh, busque o perdão!

“Fala que Eu Te Escuto” vence Globo e fica em 1º no ibope



Em resultado comemorado como histórico, o programa “Fala que Eu Te Escuto” (Record) derrotou nesta madrugada a Globo e, pela primeira vez, foi líder de ibope isolado. A vitória ocorreu durante todo o programa, da 1h19 às 2h24. Produzido e apresentado por bispos da Igreja Universal, registrou média de 5 pontos, contra 4 da Globo. Chegou a abrir 7 a 4 sobre a Globo durante a exibição do “Programa do Jô”. O SBT ficou em terceiro, com 3 pontos.


O programa de ontem discutiu o tema “jovens na criminalidade”. O resultado não parece ser uma tendência, uma vez que a média de ibope do “Fala….” está na casa dos dois pontos.

No entanto, conforme Ooops! informou no último dia 5, os programas evangélicos parecem estar ganhando cada vez mais público na TV aberta, embora ele ainda seja pequeno do ponto de vista global.

Outro missionário, Valdemiro Santiago, hoje líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, chega a superar a rival Band no início da manhã, quando faz pregação na Rede TV, em horário comprado. O curioso é que Valdemiro é “sócio” da Band no canal 21.

Já o “Fala que eu Te Escuto” é uma atração polêmica, que já foi ameaçada de processo judicial por pessoas entrevistadas ou filmadas em situação supostamente vexatória.

Fonte: Ooops

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Morro e não vejo tudo - Festa na Igreja

Enquanto isso na sessão do descarrego

Selos - Agradeço as indicações!

1 - Selo do Teóphilo - Melhores Blogs da Cristantade . O primeiro selo foi indicado pelo amigo Teophilo, do Este mundo jaz no maligno. Desde ja fico muito agradecido por ter nos agraciado com mais um selo. Grande abraço!
2 - SELO - Grandes Pensadores da Blogosfera - Aqui foi a indicação do nosso amigo Levi, do Ensaios e Prosas. Confesso que fiquei bastante lisonjeado, afinal uma indicação do Levi ,não é todo dia que acontece.Abraço Levi!



3 - SELO - Somos mais que vencedores. Aqui os nossos sinceros agradecimentos a amiga Lucilene Brito, do blog Jovens em Cristo.
* Não esqueci de fazer as indicações, mas em breve irei fazer. Afinal são quase 21 indicações a serem feitas. Aguardem!

quinta-feira, 14 de maio de 2009

A revelação da Linhagem Real - " o fogo de Deus vai incendiar sua vida"

Mais uma do G12...VENHA E RECEBA SUA HERANÇA

É com imensa alegria que estendemos a você, em nome da equipe G12 Brasil e dos pastores César e Claudia Castellanos, um caloroso convite para ser parte da XI CONVENÇÃO NACIONAL G12. A cada ano somos renovados e motivados a prosseguir com garra, entusiasmo e paixão, rumo à conquista do Brasil para Cristo.

Alguém já lhe disse que você é um príncipe? Jacó descobriu como Deus o via e teve sua história mudada. Os planos de Deus a seu respeito são muito maiores do que você imagina. Jacó se tornou Israel, príncipe com Deus, e, nesta convenção, você também descobrirá o tremendo projeto de Deus para sua vida e ministério.

Este ano o tema da nossa convenção é: LINHAGEM REAL. Como diz a Palavra em I Pedro 2:9 “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para sua maravilhosa luz.”

Dias 16 à 18 de Julho, no Ginásio Ibirapuera em São Paulo, o fogo de Deus vai incendiar sua vida de poder. Esta convenção introduzirá uma nova revolução. Se o seu coração está dizendo que você está pronto para fazer a diferença, para trazer uma transformação, e para revolucionar sua igreja, estamos ansiosos para experimentar a presença de Deus com você! Cada ano, o Espírito Santo faz algo completamente novo e ultrapassa mesmo a maior das expectativas.

Venha com toda sua igreja e experimente o que Deus preparou para sua vida. A revelação da Linhagem Real transformará para sempre a sua identidade. Aqui você será enxertado em uma nova linhagem de realeza e coroado de glória!

Com muito amor, juntos na redenção da Pátria, pela equipe Brasil,

Laudjair Guerra.

Fonte: G12 Brasil


Você acha que o dízimo é um dever?

Participe da nova enquete - Você acha que o dízimo é um dever?


1 - Sim

2 - Não

3 - Não sei

O culto na vida e a vida no culto...

Adore o Senhor, o seu Deus, e só a ele preste culto". Com estas palavras, citando a Torah, Jesus oferece uma ótima base conceitual para a experiência cristã. Adorar é diferente de prestar culto. Culto é a palavra que indica as atividades que materializam a adoração.
O Novo Testamento ensina que devemos fazer tudo, seja comer, seja beber, ou qualquer outra coisa a fazer, para a glória de Deus. Todas as atividades feitas por um adorador devem ser, portanto, atos de culto: comer pizza com os amigos, dar aulas de matemática, lavar a louça do almoço da família e, inclusive, reunir-se com outros cristãos para celebrar a fé. Infelizmente, a maioria dos cristãos ainda tem um conceito muito limitado do que seja prestar culto, reduzindo o culto aos ajuntamentos no templo, especialmente para expressar a adoração a Deus através de músicas e louvores.
É urgente que a chamada igreja evangélica brasileira rompa as fronteiras da experiência religiosa e consiga enxergar a glória, a bondade, a graça e o amor de Deus na cultura brasileira. Deus está também do lado de fora dos portões da igreja evangélica. É igualmente urgente que a chamada igreja evangélica brasileira traga para dentro de seus muros as expressões da glória, da bondade, da graça e do amor de Deus manifestos na cultura brasileira. Parafraseando o profeta brasileiro, é urgente levar o culto para a vida e trazer a vida para o culto.

Credito: Pastor Ed René Kivitz

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Escuridão que afoga...

O texto abaixo é fruto da mais profunda e dolorosa indignação e reflexão de “Prisca”, Eunice Priscila Burgos M. (aluna do CEM), sobre sua própria atitude e sobre a atitude da “igreja” em relação àqueles a quem chamamos de “excluídos”. A reflexão nos leva à refletir sobre nosso papel individual enquanto parte do corpo de Cristo, sobre nossas motivações ao fazermos “caridade” e, por fim, se somos realmente seguidores de Cristo, compartilhando da SUA cruz, levando ao mundo o SEU reino por meio do que somos e de como agimos ante a injustiça social.

ESCURIDÃO QUE AFOGA

Um obscuro sentimento de medo, ansiedade e vazio…
A pobreza, a miséria, a injustiça, e a questão…
Onde você está?
Onde está você quando uns não têm nada…
E outros nadam na abundância de sua arrogância? Por que os corações foram transformados em pedra?

Por que te recusamos, por que nos rebelamos?
Por que mentimos que não temos?
Por que temos medo que nos roubem?
Por que os vemos nos semáforos, sujos,
dormindo no chão frio que nos vê passar…
… e que tem as marcas das nossas solas falsas, por quê? Por que temos receio e medo do diferente?
Por quê? E onde você está quando eu olho para a miséria e ela sorri para mim, deixando-me ainda pior, e sem forças, e me diz com sarcasmo…
E você? O que você pode fazer? O que você pode dar?
… NADA!!!

Mas é aí que a tua cruz reflete luz em meio a uma grande escuridão, tu Jesus , que deste uma coisa e é tudo…
… TUA VIDA!!!

Tu que morrestes por aquelas crianças que gritam injustiça, que mamam crueldade e que sonham pesadelos de violência.
Tu que morreste por pessoas marcadas pela desconfiança e medo, e os fizeste livres de morrer no pecado, para viverem na luz.
Onde estão os homens fiéis à esta fé nessa cruz?
E eu amo essa cruz, porque me deu o maior exemplo de amor, porque a partir desta verdade tenho certeza de que tenho algo para dar…
… MINHA VIDA!!!

E a darei, não importa o quê, por amor a estes meus irmãos no mundo todo, irmãos de sangue inocente com os olhos fechados por falta de luz, com a mente em busca de algo para preencher as suas vidas, alguma coisa que lhes dê paz.

E eu sempre amarei essa cruz, sempre, porque nela está a vitória, e nela a ressurreição e a promessa de algo ainda maior.

Venha teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu, não de lábios, mas sim de coração, para lutar contra a injustiça e a indiferença, pois é para isso que existe o exemplo de JESUS, para ser seguido.


Vejam na integra o vídeo poema:



Fonte: Video e poema

Ah, o passado, esse troço que ninguém apaga!

Primeiro disco da carreira da cantora Cassiane.O disco chama-se "Desafio", lançado pela gravadora Som e Louvores



terça-feira, 12 de maio de 2009

"Ele faz a cobra subir " - A unção da cobra!

Este vídeo me assusta. Trata-se de mais um exemplo da manifestação do que podemos chamar de a “teologia do deus servo”. Sim. Esta mesma! A teologia que apresenta um “deus” aprisionado e escravizado por sua palavra e suas promessas, mesmo quando as referidas promessas não foram feitas aos seus pretensos algozes ou Suas Palavras são interpretadas completamente desvinculadas de seu contexto original e, pior, segundo uma hermenêutica utilitarista e comercial.
Uma teologia prescindindo de misericórdia do Criador. Uma teologia que não pede, exige. Não suplica, demanda. Uma teologia que não exige arrependimento, tão pouco quebrantamento, mas oferece bênçãos.
Uma teologia que condena Deus e exalta homens. Uma teologia que não oferece salvação, pois não conhece pecado. Uma teologia que não liberta, pois não conhece verdade. Uma teologia espúria tentando fazer de Deus servo do homem.
Aqui vemos Marcos 16:18 – “pegarão em serpentes; e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal nenhum; imporão as mãos sobre os doentes, e estes ficarão curados” em rota de colisão com a sensatez. A Palavra de Deus escandalizada em prática circense:


Fonte: Genizah
Via: Bereianos

Os evangélicos distantes da adoração bíblica...



Curiosamente, o substantivo "adoração" não aparece na Bíblia. E o substantivo "adorador" aparece apenas uma vez, em João 4:23.
Nos Estados Unidos surgiu até uma classe clerical para cuidar do assunto: são os chamados "worship leaders" (líderes de adoração) cujos correspondentes no Brasil vêm a ser os "ministros de louvor" (sic), os quais invariavelmente são músicos, ou pretendem ser. Tal classe é um sub-produto das mega-igrejas e da indústria de entretenimento "gospel" americanas, coisa que, infelizmente, se reproduz no Brasil.
aí está o primeiro problema: adoração tornou-se uma especialidade, uma parte do culto, que pode não acontecer se não houver um líder de adoração com seus respectivos colaboradores, também músicos. Portanto, adoração deixou de ser o culto propriamente dito, para ser uma parte dele.

E em relação a essa questão temos outro problema: tais líderes de adoração, ou seus equivalentes, passaram a assumir cada vez mais papeis que não lhes cabem nos cultos. Músicos são músicos, estão ali para executar e liderar a música, e não para fazer longas orações e longos discursos, quase sempre iguais e cansativos. Ou, pior ainda, para à moda de comunicadores de TV em seus programas mundanos, bradar palavras de ordem para o povo fazer isso ou aquilo.
Sei que alguns vão torcer o nariz para o que está dito aqui, talvez nem terminarão a leitura, mas o propósito deste meu humilde escrito é despertar os irmãos para buscarem na Bíblia o verdadeiro significado da adoração e praticá-lo. Pois muitos de nós estamos caindo no mesmo pecado do povo de Israel, que "inventou" uma adoração que Deus repudiou: "Esse povo ora a mim com a boca e me louva com os lábios, mas o seu coração está longe de mim.

Fonte: Pastor Sívio Macri

Enquanto isso na sessão do descarrego

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Para Quem Pensa Estar em Pé (III) – versão para neo-ortodoxos



Eu não poderia deixar de incluir nessa série um post que trabalhasse a relação entre a santidade bíblica e a neo-ortodoxia. Acredito que uma das maiores vulnerabilidades da neo-ortodoxia é exatamente na área de santificação. Com isso não quero generalizar, dizendo que todo neo-ortodoxo inevitavelmente tem problemas sérios para viver uma vida santa. Apenas estou dizendo que os princípios operantes da neo-ortodoxia tendem a relegar a santificação a um papel secundário na vida cristã.

Começo recordando o que já disse aqui sobre a neo-ortodoxia (veja os links para os posts ao final). Ela foi uma tentativa de síntese entre a ortodoxia da Igreja e o liberalismo teológico no século passado, síntese em que não somente o liberalismo perdeu sua força, como também a própria ortodoxia, que já não seria a mesma. Contudo, a neo-ortodoxia continuou a se apresentar usando os termos e o vocabulário da ortodoxia histórica, embora com conteúdo diferente e que pouca coisa tem em comum com a ortodoxia histórica da Igreja. Aos neo-ortodoxos brasileiros eu diria o seguinte quanto à necessidade de santificação.

1. A santidade é visível aos olhos humanos – Ela não acontece nas regiões celestiais apenas, no âmbito das relações invisíveis entre os crentes e Deus. Se por um lado já fomos santificados e glorificados em Cristo nas regiões celestiais – coisa que não podemos sentir nem ver – somos exortados a nos santificar diariamente pela mortificação da natureza pecaminosa e pelo revestimento das virtudes cristãs (cf. Colossenses 3.1-6). A neo-ortodoxia tem a tendência de colocar como transcendentes as manifestações práticas e visíveis da operação da graça de Deus no ser humano, interpretando conversão e santificação em termos psicológicos, apenas. Talvez seja por esse motivo que alguns neo-ortodoxos – note que não estou generalizando – consideram como sem importância fazer sexo antes do casamento, fumar, beber, ir aos bailes e baladas, separar-se e casar de novo mais de uma vez, e usar palavrões e linguagem chula. Eles acabam esvaziando de sentido as declarações bíblicas sobre a necessidade diária e prática de uma vida separada do pecado e apegada aos valores cristãos.

2. A santidade é sinal da eleição – Muitos neo-ortodoxos negam isso, afirmando que os puritanos modificaram a doutrina da segurança da fé ensinada por Calvino. Os puritanos, com seu legalismo, teriam conectado a certeza de salvação à santidade e não á fé salvadora, como Calvino supostamente acreditava. Essa tese falsa já foi convincentemente refutada por muitos autores (recomendo o artigo de Paulo Anglada na revista Fides Reformata). Não precisamos dos puritanos para ver que a Bíblia ensina claramente que fomos eleitos para a santificação, e que sem santificação, ninguém verá ao Senhor (Hb 12.14). A santidade de vida – não estou falando de perfeição – é parte integrante da fé salvadora (Romanos 6). Santidade e fé salvadora são dois lados de uma mesma moeda. Tiago que o diga: “Fé sem obras é morta”. E no contexto, ele não estava falando de dar esmolas, mas de obedecer a Deus mesmo ao custo do que nos é mais precioso, como os exemplos de Abraão e Raabe demonstram (Tiago 2). Deixando de considerar a santificação como sinal da eleição para a vida eterna e adotando a fé como esse sinal, adotam uma base subjetiva para a segurança de salvação e correm o risco de se enganarem quanto à sua experiência religiosa, pois desta forma, podem se considerar salvos mesmo que não haja sinais visíveis da santificação entre eles.

3. A santidade é experimental – com isso quero dizer que podemos experimentá-la. Podemos viver, sentir e experimentar a vitória sobre as tentações interiores e exteriores. Sentimos e experimentamos grande gozo, alegria e deleite nas coisas de Deus. Sei que muitos vão se espantar com isso, mas declaro acreditar que reações físicas como tremer, chorar, emocionar-se, são perfeitamente válidas, se são resultado da pregação da Palavra de Deus na mente e no coração. Neo-ortodoxos tendem a considerar toda manifestação religiosa emocional como pentecostalismo, esquecidos de que a tradição reformada à qual dizem pertencer reconhece que a ação graciosa do Espírito na santificação por vezes produz efeitos profundos em nossa estrutura emocional. Eu sou contra emocionalismo e a manipulação e exploração das emoções. Mas, já chorei de alegria diante de Deus ao meditar na sua graça, já solucei amargamente, prostrado, por causa dos meus pecados, já senti uma paz que ultrapassa qualquer descrição ao enfrentar grandes tentações. O processo de santificação inevitavelmente passa pelas emoções – não é somente uma coisa da mente. E isso não é pietismo e nem pentecostalismo, como geralmente os neo-ortodoxos pensam.

4. A santidade precisa da prática devocional – Eu ainda acredito, depois de todos esses anos de crente, de pastor e professor de interpretação bíblica, que a leitura bíblica diária, junto com meditação e oração a Deus, são meios indispensáveis para nos santificarmos (Salmo 1). Não sei como muitos conseguem passar dias e dias sem ler a Palavra de Deus, sem meditar nela e buscar a Deus em oração. Quando por algum motivo deixo de fazer minhas devoções diárias, sinto o velho Adão crescer dentro em mim. Perco o gozo e o deleite na oração. Meu coração começa a se endurecer, meus sentidos espirituais começam a se embotar. O pecado deixa de ser odioso e começa a ser mais atraente. Eu nunca havia entendido até alguns anos passados porque neo-ortodoxos adotam uma ordem de culto extremamente litúrgica. Hoje, penso que descobri. Se não temos prática devocional e se tiramos o poder prático do Evangelho em nossas vidas, temos de transferir a dinâmica da santificação para outra esfera – e no caso, um culto extremamente formal e litúrgico. Não sou contra um culto litúrgico. Sou contra o “liturgismo” que aparece como substituto de uma vida devocional diária e do processo de santificação.

5. A santificação pressupõe que Deus fez e faz milagres neste mundo – A santificação bíblica pressupõe a realidade de três milagres. Primeiro, a vitória de Jesus sobre o pecado e a morte, por sua ressurreição física, literal e histórica de entre os mortos. É somente mediante nossa união com o Cristo ressurreto e exaltado que temos o poder para vencer o pecado em nós. Segundo, a operação do Espírito regenerando o pecador, dando-lhe uma nova natureza e implantando nele o princípio da nova vida em Cristo. Sem regeneração, não pode haver santificação. A velha natureza pecaminosa não pode santificar-se. É preciso uma nova natureza e somente um ato miraculoso, criador, de Deus a implanta no pecador. Terceiro, a ação da Providência de Deus, que diariamente impede que sejamos tentados mais do que podemos resistir, subjugando Satanás, subjugando nossas paixões e nos mantendo no caminho da santidade. A neo-ortodoxia tende a lançar todos os atos miraculosos de Deus para a heilsgeschichte, um nível de existência que eles inventaram, que é fora desse mundo. Portanto, quem realmente não crê na ação miraculosa de Deus na historie, no mundo real, não conhece o que é a regeneração, a união mística com Cristo e a vitória diária sobre o pecado.

6. A santificação precisa de referenciais morais objetivos e fixos -- Sem eles, a santificação descamba para o misticismo, pragmatismo, e paganismo. O referencial seguro do caminho da santidade é a Palavra de Deus, nossa única regra de fé e prática. Ela é lâmpada para meus pés e luz para meus caminhos (Salmo 119.105). A neo-ortodoxia vê a Bíblia, não como a Palavra de Deus, mas como o testemunho humano escrito e falível a essa revelação. Deus só me fala pela Bíblia num encontro existencial, cujo conteúdo será determinado pela minha necessidade naquele momento. Fica difícil dizer não ao pecado, mortificar as paixões, rejeitar as tentações, buscar a verdade, a pureza e a justiça quando não temos certeza que essas coisas são certas e que são a vontade de Deus para nós a todo momento. Uma Bíblia falível, muda, cheia de erros, é um guia inseguro e não-confiável na senda do Calvário.

“Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hebreus 12.14).

Fonte: O Tempora, O Mores


domingo, 10 de maio de 2009

Pior a cada ano

Impressionante como a MK piora a cada ano ao lançar mais um volume da pré-histórica coletânea Amo Você. Eles têm um ano para elaborar um excelente CD e quando vemos o resultado… É decepcionante!
O CD acaba emplacando, afinal… É MK, e também é o único CD do gênero na música gospel que tenha mais aceitação. Mas isso não é motivo para fazer uma capa ridícula como esta! O que parece? Parece que quem fez (e faz as capas do Amo Você) é infeliz no amor. Não tem outra explicação melhor do que esta.Enquanto o CD ainda não é lançado, se liga no título de algumas canções que compõem o repertório do volume 15 da coletânea Amo Você: Don Juan, de William Nascimento/ Agora é pra casar, de Banda Gion/ Raro Brilhante, de Marina de Oliveira/ Não fuja de mim, de Kleber Lucas/ Feliz Aniversário, de Rayssa e Ravel/ Crime, de Pamela.
Neste CD Free William Nascimento banca o galã. Já imagino a Banda Gion gravando o clipe desta canção num bar com participação de algum pagodeiro. Marketeira de Oliveira não perde a chance de fazer merchandising, vai vender bijuterias em sua canção. Kleber Lucas está com medo de virar chifrudo ou ficar sozinho. Rayssa e Ravel acham que estão no repertório de alguma festa infantil. E Pamela… realmente, ela é um crime aos nossos ouvidos.

Fonte: Crítica Cristã
 
Pesquisa personalizada