terça-feira, 31 de março de 2009

E a páscoa ta chegando !!!


DÚVIDAS PASCAIS

- Papai, o que é Páscoa?

- Ora, Páscoa é... bem... é uma festa religiosa!

- Igual ao Natal?

- É parecido. Só que no Natal comemora-se o nascimento de Jesus, e na Páscoa, se não me engano, comemora-se a sua ressurreição.

- Ressurreição?

- É, ressurreição. Marta, vem cá!

- Sim?

- Explica pra esse garoto o que é ressurreição pra eu poder ler o meu jornal.

- Bom, meu filho, ressurreição é tornar a viver após ter morrido. Foi o que aconteceu com Jesus, três dias depois de ter sido crucificado. Ele ressuscitou e subiu aos céus. Entendeu?

- Mais ou menos... Mamãe, Jesus era um coelho?

- Que é isso menino? Não me fale uma bobagem dessas! Coelho! Jesus Cristo é o Papai do Céu! Nem parece que esse menino foi batizado! Jorge, esse menino não pode crescer desse jeito, sem ir numa missa pelo menos aos domingos. Até parece que não lhe demos uma educação cristã! Já pensou se ele solta uma besteira dessas na escola? Deus me perdoe! Amanhã mesmo vou matricular esse moleque no catecismo!

- Mamãe, mas o Papai do Céu não é Deus?

- É filho, Jesus e Deus são a mesma coisa. Você vai estudar isso no catecismo. É a Trindade. Deus é Pai, Filho e Espírito Santo.


- O Espírito Santo também é Deus?

- É sim.

- E Minas Gerais?

- Sacrilégio!!!

- É por isso que a Ilha da Trindade fica perto do Espírito Santo?

- Não é o Estado do Espírito Santo que compõe a Trindade, meu filho, é o Espírito Santo de Deus. É um negócio meio complicado, nem a mamãe entende direito. Mas se você perguntar no catecismo a professora explica tudinho!

- Bom, se Jesus não é um coelho, quem é o coelho da Páscoa?


- Eu sei lá! É uma tradição. É igual a Papai Noel, só que ao invés de presente ele traz ovinhos.

- Coelho bota ovo?

- Chega! Deixa eu ir fazer o almoço que eu ganho mais!

- Papai, não era melhor que fosse galinha da Páscoa?

- Era... era melhor, sim... ou então urubu.

- Papai, Jesus nasceu no dia 25 de dezembro, né? Que dia que ele morreu?
- Isso eu sei: na Sexta-feira Santa.

- Que dia e que mês?

- (???) Sabe que eu nunca pensei nisso? Eu só aprendi que ele morreu na Sexta-feira Santa e ressuscitou três dias depois, no Sábado de Aleluia.

- Um dia depois!

- Não, três dias depois.

- Então morreu na quarta-feira.

- Não! Morreu na Sexta-feira Santa... ou terá sido na Quarta-feira de Cinzas? Ah, garoto, vê se não me confunde! Morreu na sexta mesmo e ressuscitou no sábado, três dias depois! Como? Pergunte à sua professora de catecismo!


- Papai, por que amarraram um monte de bonecos de pano lá na rua?

- É que hoje é Sábado de Aleluia, e o pessoal vai fazer a malhação do Judas. Judas foi o apóstolo que traiu Jesus.

- O Judas traiu Jesus no sábado?

- Claro que não! Se Jesus morreu na sexta!!!

- Então por que eles não malham o Judas no dia certo?

- Ui...

- Papai, qual era o sobrenome de Jesus?

- Cristo. Jesus Cristo.

- Só?

- Que eu saiba sim, por quê?

- Não sei não, mas tenho um palpite de que o nome dele era Jesus Cristo Coelho. Só assim esse negócio de coelho da Páscoa faz sentido, não acha?

- Ai Coitada!

- Coitada de quem?

- Da sua professora de catecismo!

Luis Fernando Veríssimo

Era uma vez... Um culto tipicamente pentecostal



Atenção: este texto é uma ficção! Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência...

Certa vez, a irmã Mariazinha foi convidada para visitar a igreja de uma amiga. Fora-lhe dito que o culto na Igreja Evangélica Pentecostal começava às 18h no domingo. Por isso, a irmã Mariazinha procurou se arrumar bem rápido para evitar chegar atrasada.

Chegando à igreja, deparou-se com o templo vazio.

-Será que cheguei muito cedo? - pensou consigo.

Olhou em seu relógio: 17h55.

-Não, estou no horário certo. Será que hoje não haverá culto? Mas a irmã Filomena me disse que hoje haveria culto normal...

Um pouco desconfiada, a irmã resolveu entrar no templo e esperar. Afinal, estava 5 minutos adiantada, e talvez os irmãos dessa congregação fossem realmente muito pontuais.

Às 18h15, um senhor de cabeça branca subiu no púlpito e, a julgar pelo fato de ter posto seu paletó na cadeira do meio, a irmã Mariazinha presumiu que ele fosse o pastor.

-Irmãos, a Paz do Senhor! Vamos orar de joelhos por 20 minutos antes de começar o culto. - disse o pastor.

A irmã Mariazinha, então, ajoelhou-se em seu lugar e começou a fazer sua oração. Antes, porém, percebeu que já havia pelo menos uma meia dúzia de pessoas no templo.

Durante sua oração, de repente, a irmã Mariazinha foi interrompida por uma estranha sensação: duas irmãs que chegaram atrasadas quase a atropelaram ao passar por sobre suas pernas para assentar-se no mesmo banco que ela. Ignorando o fato, irmã Mariazinha continuou sua oração, porém um som de vozes que não parecia exatamente uma oração a incomodou. Relutante, ela abriu os olhos e viu que as duas irmãs que chegaram atrasadas e a atropelaram estavam ajoelhadas a seu lado, mas ao invés de orar estavam conversando assuntos não muito espirituais...

-Mas você tem certeza disso?
-Claro que tenho! Eu vi com meus próprios olhos!
-Espera só até o pastor descobrir! O bicho vai pegar!
-Não vejo a hora de ele ficar sabendo! Assim ela vai parar de ficar dando uma de santa! Não te falei que uma hora a máscara cai?

Não acreditando no que via e ouvia e não conseguindo mais se concentrar em sua oração, a irmã Mariazinha resolveu sentar-se no banco. Ficou surpresa ao ver que o templo agora já estava bem mais cheio, mas apenas duas pessoas estavam realmente orando de joelhos. Os demais conversavam, andavam, se cumprimentavam ou simplesmente esperavam o período de oração acabar.

Passados os 20 minutos, o pastor tomou o microfone e deu início ao culto – às 18h35 -, passando a oportunidade para os irmãos do louvor congregacional que seriam acompanhados pela orquestra.

Durante o primeiro hino do Hinário, poucas pessoas cantavam – a maioria conversava e andava pela igreja -.

-Talvez eles não conheçam este hino. - pensou a irmã Mariazinha.

No segundo hino, porém, a situação se repetiu, e da mesma forma no terceiro.

Durante o terceiro e último hino, dois músicos da orquestra chegaram atrasados, mas conseguiram preparar seus instrumentos e arrumar um lugar para sentar a tempo de tocar a última estrofe – ufa! Quando o hino terminou, guardaram seus instrumentos e saíram do templo. Aliás, foram poucos os músicos da orquestra que permaneceram em seus lugares após o período em que eles realmente tinham uma participação efetiva no culto.

Após o louvor congregacional, chegou o momento de fazer a leitura oficial da noite. O pastor pediu que todos abrissem suas bíblias no Salmo 23 a fim de fazerem uma leitura responsiva. Poucos, porém, estavam acompanhando a leitura. Muitos nem sequer tinha levado Bíblia!

Na oração que se seguiu à leitura, o mesmo aconteceu: a maioria permaneceu de olhos abertos, alguns conversando, outros andando... Dava a impressão de que todos estavam alheios ao que acontecia no culto.

O pastor, então, deu oportunidade para que o Grupo de Jovens apresentasse seu louvor. No meio do hino, uma comitiva de irmãos de repente resolveu chegar ao culto – às 19h20! - e, como eram todos muito fraternais, fizeram questão de sair cumprimentando todo mundo, mandando tchauzinho pra um, dando beijinho no outro e perguntando aquelas coisas básicas de se perguntar quando a gente encontra um conhecido, do tipo: “E aí, como vai a família?”, “Seu filho já conseguiu emprego?”, “Quando vai ser o casório da sua filha?”, e coisas do gênero. Tudo bem a gente se preocupar com os irmãos e tal, mas nesse caso específico tinha um pequeno probleminha: o culto estava em pleno andamento!

A irmã Mariazinha surpreendeu-se pelo fato de, além de chegarem todos atrasados, os irmãos ainda estavam atrapalhando os demais que já estavam lá!

-Bem, - pensou a irmã Mariazinha – eu preciso tentar me concentrar no culto.

Mas no fundo, no fundo ela sabia que seria um tanto difícil conseguir se concentrar com aquela diaconisa na porta lateral que ficava mascando chiclete com a boca aberta e encarando todos os irmãos como se estivesse brava com eles...

Além disso, havia um outro fator de distração: um jovem casal, com o intuito de ter um pouco de sossego (pelo menos) na hora do culto, deixava sua adorável filhinha de cerca de 4 anos correndo pelos corredores da igreja. A menina era realmente uma gracinha: chamava a atenção de todos, muito mais do que o coral – que era o grupo que cantava agora – era capaz de fazer com seu belo arranjo vocal.

Enquanto todas essas coisas aconteciam, as adolescentes da igreja ficavam andando pra lá e pra cá o tempo todo, como se estivessem em um desfile de modas.

O irmão da recepção realmente não conseguia ficar parado! Andava o tempo todo, conversava com as pessoas, sempre chamando as atenções para si. Dava a impressão de que ele queria continuar recepcionando todos os que já estavam no templo! Além disso, ao que parece, ele não tinha muita noção de espaço, pois insistia em colocar mais uma pessoa num banco onde já havia pelo menos seis... Todos o olhavam torto, mas ele não se incomodava muito com isso.

No púlpito, os obreiros deviam estar realmente muito atarefados: subiam e desciam de lá toda hora, saíam e entravam da igreja e conversavam uns com os outros sem parar.

Falando em conversa, dava pra perceber que o povo dessa igreja era realmente chegado numa prosa! O tempo todo era possível ouvir o zum-zum-zum de pessoas conversando durante o culto.

Quando o pastor anunciou a oração que antecederia ao momento da pregação da Palavra, a irmã Mariazinha lembrou-se de que tomara muito chá à tarde e concluiu que esse seria o momento ideal para ir rapidamente ao banheiro. Quando chegou lá, surpreendeu-se com o que viu: um monte de irmãs conversando e gargalhando no banheiro, vários jovens conversando (e uns até namorando e se agarrando) no portão da igreja, uma infinidade de irmãos (inclusive alguns obreiros) tomando café e comendo um salgadinho na cantina... parecia uma feira! E tudo isso na hora do culto!

Irmã Mariazinha voltou à nave da igreja e sentou-se em seu lugar, perplexa.

-Bom, pelo menos posso aproveitar o momento da Palavra!

Poderia, se não houvesse tantas pessoas conversando e atrapalhando sua concentração durante todo o período da pregação!

Coitada da irmã Mariazinha! Saiu da igreja de sua amiga naquela noite com uma péssima impressão de que os membros daquela igreja eram todos mal-educados e irreverentes, além de aparentemente desconhecerem o que está escrito em Eclesiastes 5.1:

“Guarda o pé, quando entrares na Casa de Deus; chegar-se para ouvir é melhor do que oferecer sacrifícios de tolos, pois não sabem que fazem mal.”

Ainda bem que essa igreja pentecostal que a irmã Mariazinha visitou é apenas uma exceção...

Ou será que não?

Créditos: Vanessa Dutra

A moda gospel que vem por aí !

Charge do Veshame - Quanta falta de respeito!

A charge abaixo foi publicada no Jornal Le Monde, na França.
Na charge há a inscrição em francês: “Aprés la multiplication des petits pains, la multiplication des préservatifis” (Após a multiplicação dos pãezinhos, a multiplicação dos preservativos”.


Clique sobre a figura para ampliá-la.

segunda-feira, 30 de março de 2009

De veSHAME para veSHAME - Não entendeu?

Parece que o veSHAME não é exclusividade do meio evangélico! Em minhas andanças pela net, vejam o que encontrei: outro veSHAME; é isso mesmo! Não quero dizer que é mais uma vergonha, é outro blog com esse mesmo nome, que dizer, quase o mesmo: “veSHAME Católico.”Ele mesmo afirma no inicio do blog “A idéia não é nada original. Já há um Gospel com mais tempo.”
Apesar de não saber quem é o proprietário do blog (não consegui encontrar), a tônica é a mesma: denunciar os escândalos e as aberrações no meio católico.
Vejam esse vídeo que encontrei por lá. Não é um baile funk, é dentro de uma igreja católica, e o pior: com a conivência do clero, que assiste a esse absurdo “de camarote”.Com vocês a DANÇA DO ESPETINHO DE SÂO SEBASTIÃO.

Declarações de um púlpito de igreja estressado


Por mim muitos sonham
Por mim muitos desejam
Por mim muitos esperam
por mim muitos brigam

Em mim muitos se realizam
Em mim muitos se vangloriam
Em mim muitos se escondem
Em mim muitos esbravejam
Em mim muitos desabafam
Em mim muitos deliram
Em mim muitos enganam

Sem mim muitos se frustram
Sem mim muitos se entristecem
Sem mim muitos se angustiam
Sem mim muitos se deprimem
Sem mim muitos se desesperam
Sem mim muitos se calam

De ouro, prata, bronze, vidro, acrílico, pedra, madeira, não importa. Investiram-me de um valor simbólico poderoso.

Dou prestígio, status, projeção, e até enriqueço alguns.

Sou um púlpito de igreja estressado, cansado da mediocridade de muitos que me usam e abusam.

Créditos:

Enquanto isso na sessão do descarrego !!

Clique na imagem para ampliá-la

domingo, 29 de março de 2009

Jovem quer ficar a cara do Diabo



Um jovem colombiano resolveu querer parecer com o diabo.
Segundo um dos colaboradores do site BMEZine, especializado em modificações corporais, a decisão foi tomada ano passado, quando ele declarou que gostaria de ter um olhar mais assustador, como o próprio diabo para homenagear o seu nome, Caim.
As mudanças começaram com aplicações de chifres de silicone tendo o apoio de um cirurgião plastico, especializado em rinoplastia, e de um modificador profissional. Caim teve as partes das suas narinas retiradas, e foi-lhe dado o tão sonhado aspecto "assustador" que ele buscava.


sábado, 28 de março de 2009

Cuidado com a " Armadilha de Satã !!"

Cordel - O COMERCIO DA FÉ


I

Tem camisa com nome bem escrito
Tem bonezinho pintado e estiloso
Tem disco com cantor ruim, fanhoso
E trancelim com pingente esquisito
Vendem pulseira com o nome Cristo
Também o bom óleo da unção
E os lobos enricando de montão
Té parece que fazem por pirraça
No comércio da fé Jesus não passa
De um produto vendido à prestação


II

O "pastor" faz ginástica e aliena
"Foi Jesus quem mandou tem que pagar
E tá no Inferno aquele que negar
E pague logo porque vale a pena"
Muito triste contemplar a cena
Desses lobos roubando a multidão
Pastoreiam bolso de irmão
Falso profeta em meio da massa
No comércio da fé Jesus não passa
De um produto vendido à prestação


III

Retratinho, santo, escapulário
Livro, reza, receita de oração
Tem de tudo na feira da ilusão
Depenam e lhe levam o salário
Tem a fala mansinha do vigário
Do “pastor” vigarista, espertalhão
Que formou-se no curso de ladrão
Tenho um nojo danado dessa raça
No comércio da fé Jesus não passa
De um produto vendido à prestação


IV

Tem o padre da coreografia
Se rebola para atrair fiéis
Vende broches, pulseiras, e anéis
Caso pudesse vendia a sacristia
Inda chama-se filho de Maria
É mentira não creio nisso não
Maria não foi mãe de ladrão
Ela foi uma mulher Cheia de graça
No comércio da fé Jesus não passa
De um produto vendido à prestação


V

Caso Cristo resolvesse aqui andar
Ensinando, pregando, dando exemplo
Expulsava esses vendilhões do templo
Com chicote no lombo até ralar
E dava um banho de sal pra ajeitar
Esse bando de enganador ladrão
Sou pastor e me sinto na razão
Comem dinheiro parecem uma traça
No comércio da fé Jesus não passa
De um produto vendido à prestação


* Esse cordel foi enviado pelo nosso irmão Joelson do blog Graça Plena.Eu como um nordestino nato, não poderia deixar de publicar essa maravilha de Cordel. Obrigado irmão, que Deus te ilumine, continue conosco.

Ainda tem gente de Deus


TUDO É VAIDADE

João Alexandre

Vaidade no comprimento da saia, no cumprimento da lei
Vaidade exigindo prosperidade por ser o filho do Rei
Vaidade se achando a igreja da história
Vaidade pentecostal
Vivendo e correndo atrás do vento, tudo é vaidade
Vaidade juntando a fé e a vergonha Chamando todos de irmãos
Vaidade de quem esconde a verdade Por ter o povo nas mãos
Vaidade buscando Deus em si mesmo Querendo fugir da cruz
Não crendo e sofrendo, perdendo tempo Tudo é vaidade
Falsos chamados apostulados do lado oposto da fé
Dinheiro, saúde, felicidade aquele que tem contra aquele que é
Rádios, tvs, auditórios lotados ouvindo o evangelho da marcha ré
A morte se esconde atrás dos templos Tudo é vaidade
AONDE ESTÁ A HONRA DOS ORGULHOSOS A SABEDORIA MORA COM GENTE HUMILDE
LIBERDADE LIBERDADE

sexta-feira, 27 de março de 2009

Morro e não vejo tudo - Curso na Itália ensina padres a fazer exorcismo



Escritor americano acompanhou aulas de técnicas para expulsar entidades demoníacas de pessoas, com cerimônias impressionantes


Rio - Numa época em que cada vez mais profissionais procuram pós-graduações, um jornalista americano descreveu um tipo de ‘especialização’ que provocaria arrepios na maioria das pessoas: literalmente, fazer o diabo correr da cruz. Matt Baglio acaba de lançar em seu país o livro ‘The rite’ (O Rito), sobre sua experiência acompanhando um curso em Roma que forma exorcistas.

Em entrevista a O DIA ele falou sobre as cerimônias que acompanhou e disse que, definitivamente, “alguma coisa” fora do normal acontece durante os ritos. Matt descobriu o curso ‘Exorcismo e orações’, em 2005. As aulas aconteciam no Ateneo Pontoficio Regina Apostolarum, uma universidade filiada ao Vaticano. O escritor conheceu, então, o padre americano Gary Thomas, que nunca tinha sequer assistido a um exorcismo, e acompanhou seu treinamento nas aulas e com um exorcista veterano.

Durante o período em que preparou o livro, Baglio conseguiu presenciar 20 cerimônias. “Tive a oportunidade de ver vários exorcismos violentos, mas, durante minha pesquisa, eu já tinha lido e ouvido o bastante para saber o que esperar. Acho que tive mais medo antes de escrever o livro do que depois”, conta.

“Vi uma mulher cuja voz mudou dramaticamente, ficando muito grossa e gutural, o que não soou humano para mim. Também vi casos em que as pessoas reagiram muito violentamente, empurrando e até vomitando”, relata.

Após conversar com vários exorcistas e vítimas, Baglio tem uma certeza: é prematuro descartar a veracidade das possessões. “Mesmo que você não acredite no diabo, como explicar o paranormal? Muitas pessoas racionais e inteligentes, incluíndo médicos e cientistas, tiveram experiências estranhas que simplesmente não puderam explicar pelos meios prosaicos. Talvez em 50 anos a ciência possa explicar o que acontece, mas, até lá, acho que é prematuro eliminar essa hipótese”, afirma.


Parceria com psiquiatras é fundamental para a Igreja

Durante quatro meses, os exorcistas tiveram, entre outras, aulas de história, criminologia, cultos satânico e psiquiatria. Perceber se a pessoa afetada tem problemas psiquiátricos é uma das principais preocupações: a maioria dos que procuram o exorcismo, segundo Baglio, não precisam dele. “A Igreja Católica é muito clara de que o exorcista deve ser o maior cético e eliminar todos os casos de doenças mentais, trabalhando com um psiquiatra ou psicólogo antes do rito”, conta.

Ele diz que conversou com psiquiatras que recomendaram o exorcismo depois de presenciarem fenômenos estranhos. Nem todos os alunos do curso tinham permissão para realizar exorcismos, como Gary.

Fonte: O Dia

Aviso aos navegantes do veSHAME Gospel

1 - Pessoal vamos CLASSIFICAR AS MATÉRIAS. Preciso saber a opinião de vocês sobre as postagens. Não custa nada e leva menos de três segundos para clicar nas estrelinhas.

2 – Tenho recebido e-mail de pessoas perguntando sobre o porque de não está conseguindo escutar a rádio do veSHAME. Vou elencar alguns prováveis motivos:

* Primeiramente é preciso clicar no símbolo do “player” que fica no meio do dispositivo (fita cassete).

* Se mesmo clicando no “player” continuar sem reproduzir o som, pode ser por falta de algum plugin requerido. Sugiro que atualize ou baixe os codecs necessários.

3 - Não deixem recados no meu orkut, além de ser antiético, os comentários (até mesmo comentários anônimos) podem ser feitos livremente aqui no blog.

Abraço a todos! Continuem conosco

Entrem em contato conosco. veshame@yahoo.com.br

Projeto britânico quer autorizar propagandas de aborto


Um projeto britânico pretende autorizar propagandas de clínicas de aborto na TV, além de flexibilizar as regras para comerciais de camisinhas. A medida, parte dos esforços do governo para combater aos altos índices de gravidez na adolescência, já está sendo criticada pela Igreja a por grupos antiaborto.

Anúncios sobre conselhos e dicas para gestantes poderão ser veiculados no horário nobre da televisão ou em intervalos de programas de rádio, exceto durante programações voltadas a crianças com menos de dez anos de idade.

Também será a primeira vez que emissoras diferentes da Canal 4 poderão exibir anúncios de preservativos antes das 21h.

Segundo o jornal The Daily Telegraph, a Agência de Padrões de Publicidade britânica lançou uma consulta pública de 12 semanas para sondar a reação à proposta.

O prazo se encerra no dia 19 de junho, com a implantação das novas regras prevista para 2010.

Fonte: Veja

Quanta extravagância!


Clique na imagem para ampliá-la · ►

quinta-feira, 26 de março de 2009

Ellen White - RACISTA ?

Seria isso Racismo ?Para os Adventistas os livros e escritos da Sra. White são sagrados e por isso os adeptos desse movimento são incentivados à leitura desses sacros escritos. Ellen G. White é venerada pelos adventistas!Parece-me que a maioria dos membros da Igreja Adventista não conhece certas citações um tanto desconcertantes ensinadas pela Sra. White e pretendemos explicitar nesse pequeno escopo.Vejamos:"Mas há uma objeção ao casamento da raça branca com a preta. Todos devem considerar que não têm o direito de trazer à sua prole aquilo que a coloca em desvantagem; não têm o direito de lhe dar como patrimônio hereditário uma condição que os sujeitariam a uma vida de humilhação. Os filhos desses casamentos mistos têm um sentimento de amargura para com os pais que lhes deram essa herança para toda a vida". (Veja o Livro - "Mensagens Escolhidas - vol.2" CPB, Sto. André, SP - 1985 nas páginas 343 e 344).E ainda:"Todas as espécies de animais que Deus havia criado foram preservadas na arca de Noé. As espécies mescladas que Deus não criou, e que foram o resultado de amalgamas (mistura de raças), foram destruídas pelo dilúvio. Desde o dilúvio, tem havido amalgama (mistura de raças) entre seres humanos e bestas , como pode-se ver ... em certas raças de homens" (Ellen G White em Spiritual Gifts, Edição de 1864 e tornou a ser publicado em Spirit of Prophecy na Edição de 1870).Neste segundo texto, Ellen G White diz que há mistura de raças entre seres humanos e BESTAS.Eu pergunto:O QUE SERIAM ESTAS "BESTAS" que 'cruzam' com SERES HUMANOS? Será que ao declarar BESTAS Ellen G. White se referia a animais irracionais?Se for este o caso, a Sra. White fez uma grave confusão, pois até hoje nunca se viu cruzamento de seres humanos com aves, répteis, felinos, eqüinos... Ou seja, animais. PELO MENOS A CIÊNCIA AINDA NÃO IDENTIFICOU TAL CRUZAMENTO!Quem ou o quê seriam estas bestas com quem os seres humanos cruzaram? Será que seriam os negros? Ou haveria alguma "raça" nova entre seres humanos e os animais? Isso é muito estranho e sério! Essas afirmativas deveriam ser revistas, pois são descontextualizadas e cheias de ranço e preconceito!A Igreja Adventista precisaria se posicionar diante desse quadro e assumir, se esse for o caso, que foi racista ou que a sua profetisa falhou e foi infeliz em seus comentários. O fato que uma coisa ou outra aconteceu e não dá pra negar as evidências.É preciso lembrar que pela Constituição Brasileira - Artigo 3 - IV, racismo é um grave crime. Entendo que ao sustentar esse tipo de postura medieval a referida igreja fere os direitos humanos e a constituição brasileira.Será que não seria o caso dos adventistas virem em público para se desculparem junto à comunidade negra? Afinal de contas, se o Papa João Paulo II pode se humilhar e pedir desculpas pelos erros dos Papas do passado, os adventistas deveriam ter a mesma humildade e reconhecer os erros da sua papisa. Ou será que os Adventistas concordam com E. G. White e acham que os negros são inferiores?A grande incógnita nisso tudo é: A Sra. White conhecia o teor bíblico de amor, tolerância e misericórdia pregado por Jesus Cristo? Pois na Bíblia está escrito que: "Na verdade reconheço que Deus não faz acepção de pessoas" (Atos 10:34). Como encarar essas declarações arrepiantes e desprovidas de verdade como sendo inspiradas pelo Espírito de Deus? Como encarar isso como ensinamentos teológicos?Será que já não basta o que a história nos registra de preconceitos e crimes contra os negros? Como pode a Igreja Adventista do Sétimo Dia, sendo uma igreja moderna, trazer em seu bojo doutrinário esse conceito estranho e tacanho?Para mim o preconceito racial é inaceitável! Como arrazoar que o branco, ao casar-se com o negro, traria uma carga hereditária desfavorável aos seus filhos? Isso é um impropério sem fundamento científico e muito menos teológico.Fico feliz que na Bíblia o negro sempre foi respeitado e amado por Deus. Até na hora da crucificação o escolhido para ajudar o Senhor com a sua cruz foi um negro (Mc. 15:21); quando o profeta Jeremias agonizava em um poço (Jr. 38), Deus usou um negro para ajudá-lo; Salomão recebeu a Rainha de Sabá, que era negra, e Jesus Cristo elogiou a sua sabedoria (I Rs. 10; Mt.12:42)... Assim vemos como o negro é importante para o nosso Cristo. Sem contar que o salvador da humanidade tinha em sua genealogia pessoas negras (Mt. 1).O Senhor ama a todos, pois assim nos diz a palavra: Pois em um só Espírito fomos todos nós batizados em um só corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos quer livres (quer negros); e a todos nós foi dado beber de um só Espírito (I Co 12.13 - parêntese do autor).Não importa a cor da pele, somos um em Cristo Jesus, mas jamais poderíamos ser um em concordância com os Adventistas do Sétimo Dia.

Prof. João Flavio Martinez

Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino dos céus pertence aos que são semelhantes a elas”

quarta-feira, 25 de março de 2009

Telenganadores e telenganados


O triunfalismo e a teologia da prosperidade continuam sendo usados para enriquecer telemissionários, teleapóstolos, telebispos e telepastores (que não pregam o evangelho de Cristo, poder de Deus para salvar os pecadores), os quais (aqui e na outra América) estão na mídia 24 horas por dia enganando os teleincautos.

Sabe qual é a telenovidade? Os telenganadores estão cobrando por mensagens enviadas ao celular dos telenganados! A moda agora é vender “palavras de vitória” por R$ 0,10. Parece pouco, mas imagine milhões de pessoas recebendo pelo menos cinco mensagens por dia!

O problema é que os teleagraciados, quando se cansam das mensagens triunfalistas — do tipo auto-ajuda barata —, encontram grande dificuldade para se livrarem da assinatura... Realmente, os telenganadores sabem explorar muito bem o lado interesseiro do ser humano (Jo 6.60-69) e sua ingenuidade.

Por que a maioria dos telepregadores não pregam o verdadeiro evangelho de salvação? Porque não querem perder a sua fonte de lucro. Eles têm como motivação o dinheiro e a fama; e por isso fazem qualquer negócio (2 Co 2.17). Valendo-se de palavras fingidas, como diz a Palavra de Deus, são capazes até de negar aquEle que os resgatou (2 Pe 2.1-3; Ef 5.5; 1 Tm 6.8-10).

Infelizmente, como disse o Senhor, nos tempos do Antigo Testamento, “... andam enganando o meu povo, dizendo: Paz, não havendo paz... Vós me profanastes entre o meu povo... mentindo, assim, ao meu povo que escuta a mentira” (Ez 13.10-19). Enfim, só há telenganadores por que existem muitos teledesconhecedores da Palavra de Deus.

Na defesa do evangelho (de acordo com Filpenses 1.16 e Tito 1.10,11, etc.),

Créditos: Ciro Sanches Zibordi

Qual a sua atitude em relação ao termo evangélico? E sua denominação?


Participe da nova enquete - Qual a sua atitude em relação ao termo evangélico? E sua denominação?

É fato notório que o termo "evangélico", devido ao desgaste com que é usado, já se tornou praticamente indefinível e indelimitável. Pessoas das mais variadas crenças, algumas até mesmo anticristãs, têm-se valido dessa denominação para definir a si mesmas.

1 - Eu sinto vergonha de usar esse termo para mim.

2 - Eu não acho apropriado usar este termo para mim.

3 - Às vezes me intitulo evangélico.

4 - Definitivamente sou evangélico.

5 - Não sou cristão tampouco evangélico.

Espera só o Silas Malafaia ler isso!



A BÍBLIA DE JUDAS ISCARIOTES

Todo mundo conhece de cor e salteado a história de Judas Iscariotes ─ personagem marcante, que fazia parte do grupo seleto dos doze que Cristo escolhera para o seu ministério aqui na terra. Judas estava no meio dos discípulos, mas o seu projeto visava mais o reino daqui de baixo, cujo deus se chama “Mamon”. Foi ele o articulador do mais audacioso plano religioso-comercial daquela época ─ o da venda de Cristo por trinta valiosas moedas de prata”.

Jesus escolheu Judas, para ser o contraponto da mensagem de um Reino que não era desse mundo, justamente por saber que o seu futuro traidor, era por demais, ligado a área monetária, e porque não dizer: a área do enriquecimento ilícito. Judas, o discípulo da prosperidade terrena, deve ter considerado Simão Pedro um otário ou imbecil, pois, realizara a tolice de deixar a sua empresa de pesca para seguir o Mestre dos mestres.

Judas, ao vender o seu Mestre, naturalmente deve ter imaginado: “Puxa, fiz um grande negócio ao trocar Jesus por estas trinta moedas. Ele não é bobo, quando estiver às vésperas da condenação, como Filho de Deus, fará o maior milagre de todos os tempos: fulminará todos os seus algozes instantaneamente ─ e assim, eu terei unido o útil ao agradável ─ além de rico, participarei como mentor maior de um futuro reino, em Jerusalém”.

Raffaele Mertes, diretor do filme lançado em 1999, sobre a história do traidor, mostra um Judas frustrado e visivelmente abalado, ao constatar que Jesus, em seus últimos momentos de vida, não usara os seus poderes Divinos para libertar-se dos seus algozes. Judas ao ver seu sonho terreno cair por terra, desesperançado, toma a decisão trágica de se enforcar.

Hoje, num momento conturbado de nossa história, alguns discípulos interesseiros estão resgatando a mensagem e o projeto de Judas, ao expor nas prateleiras das livrarias gospel do nosso país, bíblias de preços exorbitantes, com títulos reluzentes, como algodão-doce-colorido que faz a festa da criançada, para enganar as incautas ovelhas que não examinam as Escrituras Sagradas. Estão usando o mesmo método de Judas: vendendo o produto “cristo”, para engordar os seus paraísos terrenos.

Comentários, que são verdadeiros atos de profanação, estão sendo acrescentados nos rodapés das páginas do Livro Sagrado, com o mesmo propósito espúrio de que foi movido Judas: fazer de Cristo um produto para uso e abuso dos marajás de um reino terreno e fugaz.

Essa bíblia de cunho financeiro, que muito bem poderia ser denominada “Bíblia de Judas Iscariotes”, tem elementos e caracteres básicos para ser diferenciada das demais. Senão vejamos:


............─ Ela não estimula pregar a Palavra, e sim vendê-La.

─ Ela não estimula a ser mais crente, e sim a ter mais crentes.

─ Ela não estimula a ser mais prudente, e sim mais astuto.

─ Ela não estimula o crescimento interior, e sim o exterior.

─ Ela não estimula a pacificação, e sim a competição.

─ Ela não preconiza o sofrer por amor da justiça, e sim a gozar com o fruto da injustiça.

─ Ela não preconiza a transparência, e sim a aparência.

─ Ela não oferece jugo suave, e sim juros pesados.

─ Ela não promete aflição, e sim comissão.
.......

É preciso que fiquemos de prontidão, pois, o anticristo sutil que deturpa a Palavra para fins mundanos, já está entre nós, como foi predito lá em I João 4 , 3: “[...] Este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e agora já está no mundo”.

Créditos: Levi B. Santos

Aconteceu - Assassinato em templo da igreja Renascer em Cristo


RECIFE - Um integrante da igreja Renascer em Cristo no bairro de Ibura de Baixo, na zona sul do Recife, matou com uma facada, o músico Denis Alberto da Silva Campos, 28 anos, também integrante da mesma igreja. O crime aconteceu ontem de madrugada dentro do templo. O agressor, Carlos Roberto Fernandes dos Santos, 44 anos, confessou o crime e está preso.

Segundo o delegado Humberto Ramos, da Força Tarefa de Homicídios da Capital, Carlos Roberto teria tido uma briga familiar e bebido na noite da sexta-feira. Foi acolhido no templo, onde tomou banho e dormiu em um colchonete no salão. Algumas horas depois, Denis e um grupo chegou ao local para os preparativos do culto que se realizaria pela manhã. O agressor teria ficado irritado com o barulho e discutiu com Denis, que o teria acusado de conduta irregular. Carlos Roberto foi até à cozinha, pegou uma faca e golpeou o músico no lado esquerdo do tórax, atingindo o coração. Ele foi socorrido em um hospital particular no bairro de Boa Viagem, mas não resistiu.

A polícia encontrou o cabo da faca dentro da igreja e a lâmina, que havia sido jogada no prédio vizinho, foi entregue aos policiais por moradores que a encontraram. Depois de ter fugido do local, Carlos Roberto retornou à igreja e confessou o crime ao delegado. Ele foi autuado em flagrante e levado ao presídio do Cotel, no município metropolitano de Abreu e Lima. A Igreja, de acordo com o delegado, não quis comentar o fato.

Fonte: O Estadão

terça-feira, 24 de março de 2009

2ª rodada de nomes esquisitos de Igrejas


Igrejas de Curitiba

1-IGREJA DA ÁGUA ABENÇOADA
2-IGREJA ADVENTISTA DA SÉTIMA REFORMA DIVINA
3-IGREJA DA BÊNÇÃO MUNDIAL FOGO DE PODER
4-CONGREGAÇÃO ANTI-BLASFÊMIAS
5-IGREJA CHAVE DO ÉDEN
6-IGREJA EVANGÉLICA ABOMINAÇÃO À VIDA TORTA
7-IGREJA BATISTA INCÊNDIO DE BÊNÇÃOS
8-IGREJA BATISTA Ô GLÓRIA!
9-CONGREGAÇÃO PASSO PARA O FUTURO
10-IGREJA EXPLOSÃO DA FÉ
11-IGREJA PEDRA VIVA
12-COMUNIDADE DO CORAÇÃO RECICLADO
13-IGREJA EVANGÉLICA MISSÃO CELESTIAL PENTECOSTAL
14-CRUZADA DE EMOÇÕES
15-IGREJA C.R.B. (Cortina Repleta de Bênçãos)
16-CONGREGAÇÃO PLENA PAZ AMANDO A TODOS
17-IGREJA A FÉ DE GIDEÃO
18-IGREJA ACEITA A JESUS
19-IGREJA PENTECOSTAL JESUS NASCEU EM BELÉM
20-IGREJA EVANGÉLICA PENTECOSTAL LABAREDA DE FOGO
21-CONGREGAÇÃO J.A.T. (Jesus Ama a Todos)
22-IGREJA BARCO DA SALVAÇÃO
23-IGREJA EVANGÉLICA PENTECOSTAL A ÚLTIMA EMBARCAÇÃO PARA CRISTO
24-IGREJA PENTECOSTAL UMA PORTA PARA A SALVAÇÃO
25-COMUNIDADE ARQUEIROS DE CRISTO
26-IGREJA AUTOMOTIVA DO FOGO SAGRADO
27-IGREJA BATISTA A PAZ DO SENHOR E ANTI-GLOBO
28-ASSEMBLÉIA DE DEUS DO PAI, DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO
29-IGREJA PALMA DA MÃO DE CRISTO
30-IGREJA MENINA DOS OLHOS DE DEUS
31-IGREJA PENTECOSTAL VALE DE BÊNÇÃOS
32-ASSOCIAÇÃO EVANGÉLICA FIEL ATÉ DEBAIXO D'ÁGUA
33-IGREJA BATISTA PONTE PARA O CÉU
34-IGREJA PENTECOSTAL DO FOGO AZUL
35-COMUNIDADE EVANGÉLICA SHALOM ADONAI, CRISTO!
36-IGREJA DA CRUZ ERGUIDA PARA O BEM DAS ALMAS
37-CRUZADA EVANGÉLICA DO PASTOR WALDEVINO COELHO, A SUMIDADE
38-IGREJA FILHO DO VARÃO
39-IGREJA DA ORAÇÃO EFICIENTE
40-IGREJA DA POMBA BRANCA
41-IGREJA SOCORRISTA EVANGÉLICA
42-IGREJA "A" DE AMOR
43-CRUZADA DO PODER PLENO E MISTERIOSO
44-IGREJA DO AMOR MAIOR QUE OUTRA FORÇA
45-IGREJA DEKANTHALABASSI
46-IGREJA DOS BONS ARTIFÍCIOS
47-IGREJA CRISTO É SHOW
48-IGREJA DOS HABITANTES DE DABIR
49-IGREJA "EU SOU A PORTA"
50-CRUZADA EVANGÉLICA DO MINISTÉRIO DE JEOVÁ, DEUS DO FOGO
51-IGREJA DA BÊNÇÃO MUNDIAL
52-IGREJA DAS SETE TROMBETAS DO APOCALIPSE
53-IGREJA PENTECOSTAL DO PASTOR SASSÁ
54-IGREJA SINAIS E PRO


Fonte: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=4249&tid=5316400039450021225&start=1

O que estará acontecendo no "Reino"?



A Igreja Universal do Reino de Deus está dividida. No momento, atravessa uma crise de comando. Há cerca de três meses, seu chefe máximo, Edir Macedo, nomeou o bispo Romualdo Panceiro, o então líder no Brasil, como o seu sucessor mundial.

Panceiro mudou-se para a Califórnia, onde vive Macedo, de onde passaria a comandar a igreja, mas mantendo-se próximo ao fundador da instituição. Surpreendentemente, o novo comandante retornou ao Brasil. Com uma procuração nas mãos passada por Macedo, Panceiro obteve o controle de vários dos mais importantes e valiosos bens da igreja, tornou-se o homem forte e deixou de ouvir o antigo guru, revelam fontes próximas à cúpula da Universal.

O bispo Macedo sentiu-se traído pelo ex-líder no Brasil. No entanto, não teria agora como reverter o poder outorgado a Panceiro. Uma importante funcionária da área administrativa da igreja confirmou que o novo dirigente está fortalecido e “com amplos poderes”. Procurada para falar sobre a crise, a direção da igreja disse que a informação “não procede” e “é infundada”. “A Universal do Reino de Deus tem em seu corpo a liderança do bispo Edir Macedo”, informou em nota.

Criada em 1977 no Rio de Janeiro, na sede de uma antiga funerária, a Igreja Universal cresceu e passou a controlar a Rede Record de Televisão, além de emissoras de rádio, gráficas, jornais, gravadora e instituições financeiras.

Macedo decidiu nomear Panceiro como sucessor depois de ser submetido a uma cirurgia no pâncreas, nos Estados Unidos, há cerca de nove meses. Seu estado de saúde não é bom, garantem religiosos próximos. Ele também sofre de diabetes. Fotografias recentes ao lado de familiares mostradas em seu site pessoal na internet exibem sua fragilidade física. O bispo está muito magro, em comparação com fotografias de um ou dois anos atrás. Depois do “entrevero” com Panceiro, Macedo passou a ter bem mais próximo de si o ex-líder da Igreja Universal no México, Paulo Roberto Guimarães.

O bispo Panceiro comandava a igreja no Brasil há doze anos. Já há algum tempo era o nome preferido de Macedo para a sucessão. Antes imaginava-se que o eleito seria o seu sobrinho, o bispo Marcelo Crivella (PRB-RJ), senador e candidato derrotado a prefeito no Rio de Janeiro.
Na biografia autorizada, O Bispo – A história revelada de Edir Macedo, de Douglas Tavolaro e Christina Lemos (Editora Larousse), lançada em 2007, foi revelada essa preferência. “Se eu morrer hoje, o Romualdo assume tudo. E tenho certeza de que os demais bispos irão respeitá-lo como me respeitam hoje. A Igreja Universal não é um trabalho pessoal, mas uma obra espiritual”, disse Macedo, no livro.

Ao saber dessas palavras, Panceiro respondeu que não tinha condições de assumir o cargo. Na própria biografia de Macedo, afirma-se que ele é temido por outros pastores da igreja, apesar de demonstrar “gentileza e bom humor”, depois de horas de convívio.

Ex-cortador de cana, 49 anos, Panceiro é também um ex-viciado em drogas, como vários bispos e pastores da igreja. “Eu passava os finais de semana me drogando. Meu pai era louco. Eu não tinha o que comer. Não havia futuro para mim”, contou, no mesmo livro. “Ele é o maior milagre da Igreja Universal”, acrescentou Macedo na biografia, ao analisar sua reintegração e capacidade de comando.

Com a ajuda de outros bispos – como Guimarães –, Macedo pode retomar o poder. Mas há um problema político criado na sucessão, além do seu delicado estado de saúde.

Poderosa, a Universal está espalhada hoje pelos cinco continentes. A igreja diz ter se instalado em 172 países. Seu site oficial fornece o endereço de 72. Segundo números oficiais do IBGE, conta com 2 milhões de fiéis no Brasil. Na biografia de Macedo, fala-se em 4.748 templos e 9.660 pastores somente no País. A briga promete não ser fácil. Há muita coisa em disputa.

A crise universal: por Gilberto Nascimento

Fonte: Carta Capital

No serviço do meu Rei eu sou feliz



“No serviço do meu Rei minha vida empregarei, gozo, paz, felicidade tem quem serve a meu bom Rei.”

É lindo ouvir as igrejas cantarem o hino 410 do Cantor Cristão e comprometerem-se com o serviço de Deus através das estrofes fervorosamente entoadas!
Em um dos salmos mais recitados e cantados lemos: “Servi ao Senhor com alegria...” (VR, IBB) Na tradução da Ed. Mundo Cristão: “Obedeçam a Ele de coração alegre”. Servir é obedecer.

Servir é trabalhar como servo; ser útil, exercer as funções de criado. Obedecer, sujeitar-se. Só serve quem é obediente. O servo não tem vontade própria. Não escolhe a tarefa ou o lugar onde vai trabalhar, e sim o seu senhor.

Alegria – contentamento, satisfação.

Nossa satisfação em servir a Deus, deve estar no seu amor imutável, incondicional e perfeito para com a humanidade. Esse amor nos eleva a uma condição de sujeição à sua vontade com sincera gratidão pela salvação eterna, concedida a nós de graça, porém, paga caro por Jesus Cristo na cruz do calvário.

Servi-Lo é um privilégio, pois estamos servindo ao Rei dos reis, ao Deus único e poderoso, aquele que sustenta os planetas no universo. Não importa o lugar ou tipo de serviço e sim para quem estamos trabalhando. Muito tempo se perde com disputas de títulos porque os egos estão comandando e não Deus. O serviço divino transforma vidas, ambientes e converge para a visão celestial. Servimos para salvar pessoas e edificar salvos. Jesus deixou-nos o exemplo de verdadeiro servo. Anulou-se e entregou sua vida em prol da salvação de pecadores. Deixou-se sacrificar e morrer. Como líderes e liderados que somos, precisamos estar dispostos ao sacrifício em favor da obra de Deus. O sacrifício mais difícil é a renúncia do ego, que é a principal característica daquele que toma a decisão de seguir a Cristo, como está narrado no Evangelho de Marcos: “E, chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me. Porque qualquer que quiser salvar a sua vida perdê-la-á, mas qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, esse a salvará” (Mc 8.34, 35).

Paulo escreveu aos romanos que o culto racional é o corpo em sacrifício vivo apresentado a Deus; significa que não devemos somente cantar as verdades, mas principalmente viver essas verdades. Servir a Deus é sacrificar a nossa vontade e permitir que seus propósitos sejam cumpridos em nossas vidas.

“Jesus humilhou-se à missão recebida de Deus e foi até a cruz. Quando Jesus morreu, ele começou a multiplicar os resultados da sua vida e ministério. A multiplicação de resultados foi conseqüência da sua missão de servir e da sua visão de morrer para dar uma vida abundante para aqueles que o seguissem. Ele foi um líder-servo que transformou as pessoas e essas pessoas continuam transformando o mundo até hoje” (Josué Campanhã).

“E tudo quanto fizerdes, fazei-o de coração, como ao Senhor, e não aos homens, sabendo que do Senhor recebereis como recompensa a herança. Servi a Cristo, o Senhor” (Cl 3.23, 24).

Sirvamos a Deus com alegria, dedicação e humildade, sabendo que na Sua obra nosso trabalho nunca é vão.

Irenir M.F. Jorge

Fonte: OJB

Resultado da enquete - Você e o serviço cristão: o que você faz?"

Nossa enquete da semana passada perguntamos:" Você e o serviço cristão: o que você faz?" O resultado foi o seguinte:


Clique na imagem para ampliá-la · ►

segunda-feira, 23 de março de 2009

BIBLIA VERDE!!!


Depois da bíblia em papel higiênico, a Bíblia verde!

Uma versão ecológica para as Sagradas Escrituras cristãs foi lançada recentemente. A edição “verde” da Bíblia é feita com papel reciclado, tinta a base de soja e leva o prefácio do arcebispo Desmond Tutu. Também tem comentários de São Francisco de Assis, João Paulo II, Ellen Davi, Brian McLaren, Cal DeWit, Ellen Bernstein, Mateus Sleeth, James Jones, e Gordon Aeschliman, entre outros.
Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Biblia Online

O projeto “Bíblia Verde” pretende estimular uma atitude mais responsável com a terra e o planeta e neste sentido, acentua a referência à palavra “terra” - com mil citações no texto “verde” - enquanto as palavras “céu” contam com 490 referências e a palavra “céu” com 530 citações. Por enquanto, versão só em inglês.

A editora HarperCollins lançou a primeira edição com de 37 mil exemplares e 25 mil foram vendidos em poucas semanas.

Será que eles ficaram felizes com esse batismo por aspersão?

Filme Anjos e Demônios pode enfrentar boicote do Vaticano


O Vaticano pode estar se preparando para promover um boicote em grande escala ao filme Anjos e Demônios, continuação do controverso O Código da Vinci, informou o site The Hollywood Reporter.

O Avvenire, jornal oficial do Vaticano, publicou uma matéria na sua edição da última sexta-feira (20) posicionando-se contra a produção e afirmando que a Igreja “não pode aprovar” um filme tão “problemático”.

Outra publicação, o The Turin Daily La Stampa, confirmou que o Vaticano planeja fazer um anúncio oficial em breve para incentivar os seus fiéis a boicotarem o longa-metragem, embora o arcebispo Velasio De Paolis já tenha alertado sobre as consequências negativas do manifesto, que pode acarretar no chamado “efeito bumerangue”. Ou seja, o boicote deve acabar atraindo ainda mais atenção para o filme e, eventualmente, torná-lo mais popular.

O Gabinete de Imprensa do Vaticano declinou fazer comentários sobre ambas as reportagens.

Essa “guerra” da Instituição contra Anjos e Demônios não é de hoje. Durante gravações do longa, produtores pediram permissão à oficiais da Igreja para filmar algumas cenas no Vaticano, que logo foi recusada.

Em 2006, na época do seu lançamento, O Código Da Vinci também sofreu tentativas de boicote, mas os apelos da Igreja tiveram pouco efeito sobre a popularidade do thriller, que arrecadou US$ 760 milhões mundialmente.

Fonte:RLS News

domingo, 22 de março de 2009

A Prefeitura vai liberar quase R$ 1 milhão para a Parada Gay deste ano

A Coordenadoria de Assuntos da Diversidade Sexual (Cads), órgão da Secretaria Municipal de Participação e Parceria de São Paulo, deve receber em 2009 quase R$ 1 milhão para colocar em prática seus projetos, incluída aí a verba para a realização dos eventos da Parada de São Paulo (14 de junho). A confirmação do dinheiro foi publicada no Diário Oficial do Município de São Paulo no último sábado, 7, mas ainda não é hora de comemorar porque todo o orçamento da prefeitura paulistana está congelado devido à crise mundial.

No total, serão destinados à Coordenadoria R$ 936.202. R$ 350 mil são provenientes de uma emenda parlamentar ao orçamento deste ano feita em 2008 pela então vereadora Soninha Francine (PPS), conquistada depois de conversas entre os vereadores paulistanos e o ex-coordenador do órgão, Cássio Rodrigo. Com a emenda, o recurso deixa de sair dos caixas da Cads, deixando seu orçamento mais aliviado – antiga reivindicação dela.

Uma dúvida, pertinente, de muita gente é como serão gastos esses R$ 350 mil. Coordenador da Cads, Franco Reinaudo explica que o dinheiro é repassado para a Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (APOGLBT), responsável por realizar os eventos, em forma de infra-estrutura, ou seja, a entidade lista suas demandas para a Cads, que, por sua vez, proporciona a infra-estrutura.

Entram aí gastos com a instalação de banheiros químicos, palco, som, cones de trânsito, grades de proteção, material de divulgação, alimentação de policiais e guardas municipais e mais uma infinidade de coisas necessárias para que a caminhada e os eventos que a circundam corram bem. “Assim fica claro que não tem como a Associação colocar a mão no dinheiro público, como dizem, só se colocarem um banheiro químico na bolsa, eles não recebem dinheiro vivo”, esclareceu Franco ao Mix.

Os R$ 586.202 restantes serão aplicados na execução dos projetos desenvolvidos pela Cads. “Dá para fazer muita coisa, para quem não tinha nada antes é bastante”, considera Franco. Esses projetos são divididos em duas linhas de prioridade, sendo que a primeira diz respeito à capacitação, educação e sensibilização dentro da própria prefeitura e de seus alcances como nas escolas municipais e no preparo dos aparelhos turísticos da SP Tur, órgão oficial de turismo paulistano.

A segunda linha de prioridade, não menos importante, é a rede de proteção dos atendidos pela Cads, que envolve as ações do Centro de Combate à Homofobia e do Centro de Referência da Diversidade, ligado à Secretaria de Assistência Social, e realizações como o POT especialmente voltado para LGBT. Tudo isso, é bom deixar claro, ainda depende do descongelamento do orçamento municipal. Franco esclarece que a falta do repasse das verbas afeta atualmente todas as secretarias municipais. Os recursos estão sendo liberados aos poucos, conforme a necessidade de cada um.

O que vem por aí…

Para este ano, a Praça Benedito Calixto, point gay aos sábados no bairro de Pinheiros, vai contar com um espaço especialmente reservado para que travestis exponham seus produtos para serem comercializados - e não precisem mais serem elas mesmas a mercadoria à venda. Os produtos serão produzidos sempre tendo algo que os identifique como frutos desse projeto “para agregar mais valor à mercadoria”.

Além disso, o coordenador revelou que a Cads está em conversação com a Universidade de São Paulo (USP) para juntas criarem um espaço que deve abrigar publicações, trabalhos, fotos e demais materiais documentais sobre LGBT. Um domínio virtual também está sendo estudado. “A ideia é criar uma memória mesmo, ter um banco de dados que possa ser pesquisado”, explica.

Fonte: UOL

sábado, 21 de março de 2009

Enquanto isso na sessão do descarrego !!


Clique na imagem para ampliá-la · ►

Ganhamos mais um Selo! - "O milagre que Jesus fez!"


Olá recebemos mais um Selo e quero compartilha-lo com cada um de vocês. Fomos selados pelo irmão Everson, do blog Deus é fiel.
Á seguir 5 indicados:


1 - Mauro Meister, Augustus Nicodemus, Lopes Solano Portela, do O Tempora, O Mores.
2 - Enézio Almeida, do Nomeclatura Cintífica
3 - Jasiel Fausto Botelho, do Porque Deus é humor
4 - Renato, do Música na Igreja
5 - Enézio Almeida, do Nomeclatura Cintífica

Regras:

1. Não precisa esperar o convite para participar,passou por aqui, fique a vontade,testemunhe!
2. Postar o selo da campanha ,juntamente com as regras Ou se preferir, indique este blog onde elas estão bem explicadas, para que não haja dúvidas. Não esqueça de ditar a regra mais importante "MILAGRE ATRIBUÍDO SOMENTE A JESUS"
3. Você deverá postar em seu blog ou site, um milagre que JESUS tenha realizado em sua vida ou de outra pessoa.
4. Este milagre deverá ser atribuído a JESUS somente, não sendo permitido atribuí-lo a outros deuses.
5. Deverá escolher 5 blogueiros ou sites e convidá-los a participar.
6. Você deverá postar em seu blog o link do blog ou site de quem te convidou . Esta próxima regra é muito importante,e eu gostaria muito que ela fosse respeitada.
7. Você deverá visitar os blogs que indicou e ler todos os testemunhos. E ainda, comentar em uma nova postagem, no seu blog, sobre o testemunho de milagre, de um de seus indicados, que mais tocou seu coração
8. Esta campanha não é só para cristão, ela é para todos, sem distinção. Pois Jesus veio para todos nós.
Nosso "MILAGRE ATRIBUÍDO SOMENTE A JESUS": É com certeza poder anunciar as boas novas da salvação através da internet, e se chegamos até aqui é porque este projeto não é do homem e sim do Senhor!

Deu é Fiel!!!



Fora da igreja não há salvação?


Esta frase foi dita por Cipriano de Cartago no terceiro século de nossa era e acabou se tornando dogma na Igreja Católica Romana, mas creio que tem sido adotada por muitas igrejas e denominações evangélicas. Neste caso, o sentido da frase até pode ser ampliado para “Fora da igreja não há Cristianismo!” implicando, entre outras coisas, em que Cristianismo e igreja sejam a mesma coisa.

Em primeiro lugar é preciso deixar claro que a existência da igreja não pode ser colocada em dúvida, mas isso não significa que ela deva ser um fim em si mesma e, creio, que é isso que tem acontecido em alguns casos. Pois quando entendemos que textos como “buscai em primeiro lugar o reino de Deus e sua justiça (Mt.6:33) são interpretados como “buscar em primeiro lugar as atividades e ocupações na igreja” estamos reduzindo o reino de Deus e o Cristianismo às atividades eclesiásticas em vez de considerarmos a igreja como um meio que Deus instituiu para ser um ambiente fértil para o desenvolvimento da vida cristã, da piedade, da capacitação do crente para ser cristão no mundo e desenvolver os seus dons de serviço. Também um meio para ser uma comunidade terapêutica, de capacitação na compreensão da vida, das doutrinas, da Bíblia, uma comunidade – a família de Deus, etc.

Transformamos a igreja num fim em si mesma quando entendemos que a vida cristã se resume em atividades e mais atividades freneticamente desenvolvidas no domingo, que deveria ser um dia de celebração, descanso e passa a ser “dia do cansaço” e da agitação, como se o Cristianismo de sete dias pudesse ser vivido apenas em um dia. Mesmo porque igreja passou a ser um lugar, um estatuto, um organograma, em vez de pessoas pelas quais Cristo morreu na cruz. Sem dúvida o estatuto, o organograma são necessários, mas também são meios e não fins.

A igreja de Jesus Cristo é um meio, um instrumento para levar o evangelho ao mundo, para capacitar os salvos à vida em comunhão e lealdade ao Senhor. A igreja não pode ser confundida com o reino de Deus, mas deve ser considerada um instrumento de Deus para seu reino, dando ao crente condições para viver o reino no mundo, no seu dia-a-dia, como cristão. E ser cristão não é só pregar que Cristo salva, mas viver a salvação que Cristo nos dá.

Quando a igreja se considera um fim em si mesma acaba nutrindo a entropia, fechando-se em torno de sua própria existência. Não sendo sinérgica, deixa de cumprir a sua missão integral que tem como ponto de partida levar cada pessoa a viver para a glória de Deus.

Lourenço Stelio Rega - é teologo, educador e escritor.

O passado e o presente de Amy Winehouse!


EIS AS CONSEQUENCIAS DAS FARRAS, ÁLCOOL, PROMISCUIDADE, E MUITAS DROGAS...
VEJA-SE NAS FOTOS O PASSADO E O PRESENTE DUMA DAS CANTORAS MAIS BADALADAS DA ACTUAL GERAÇÃO DE JOVENS CANTORES.

Que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?" Mateus, 16:22

E assim caminha a humanidade ...

Clique na imagem para ampliá-la · ►

sexta-feira, 20 de março de 2009

Moda, modelos e moldados


As mulheres já estão antenadas à próxima estação. Desfiles, modelitos, glamour, tendências de cor, novos conceitos, tudo para atrair os olhares femininos e masculinos.

Quando algo é inovador e ousado dizemos logo que “essa moda pega”. E pega mesmo. Muitos vibram com a moda e se modelam as suas formas, enquanto outros poucos criticam. Alguns criticam por que realmente não aprovam os novos visuais, por conceito, tradição, estilo, design etc. Há ainda os que criticam por que não poderiam se modelar aos modelitos das modelos magérrimas. A verdade é que todos criticam com um motivo que julgam coerente. Mas a moda sempre passa, e por incrível que pareça ressurge como uma fênix, das cinzas vibrante e quente como antes. Para quem guardou as peças agora fará uma boa economia, resta apenas retirar o cheiro de naftalina das roupas.

A moda é comércio, e as pessoas compram o que são ou gostariam de ser. Nós somos assim em tudo que é comercial. Compramos o que gostamos e nos identificamos, ou aquilo que seria interessante no momento. Poucos compram apenas o que precisam.

O evangelho também está na moda, não a palavra da cruz, que é a que realmente precisamos, mas o evangelho daquilo que desejamos, do que ele pode nos proporcionar. O evangelho da cruz ficou démodé, a moda agora é apresentar um evangelho que as pessoas realmente comprariam. Queremos um evangelho que nos mostre um estilo de vida light, com um som envolvente, que levante nossa auto-estima, que defenda causas sociais importantes, que se relacione bem com o sistema político, mas sem a cruz. A cruz faz sofrer e nos ensina a sermos firmes e constantes mesmo em meio às tribulações. Não queremos isso, não compramos isso. Onde está o SAC ou o PROCOM? Queremos a felicidade a qualquer preço. Vamos à igreja esperando encontra-la a preço de banana. Tem alguma promoção aí? Nem desfile de moda isso parece, longe do glamour de Milão e Paris. Parece mais o brechó da esquina, ou o camelô de Madureira e do Saara. Quem sabe encontre algo na 24 de Março!

Alguém aí tem um evangelho xadrez? Esse de cruz que eu tenho não vende mais.

Sabe de uma coisa? É melhor não se desfazer dele, nada como uma noiva a moda antiga. Use naftalina, vai ser melhor que perfume de griffe.

Fonte: estação66

É preciso saber ouvir


É importante ouvir as pessoas. Por mais que odiemos as suas concepções, um diálogo se faz a partir de interlocutores, de outra forma, seria um monólogo (óbvio, não?).

Se desejamos conversar com alguém a respeito da fé cristã (ou qualquer outro assunto), estejamos pronto a ouvir. De outra forma, apenas seremos mal-educados intolerantes. Não me preocupo que sejamos intolerantes, mas que sejamos mal-educados.

Não é porque não toleramos pensamentos errados sobre Deus que não podemos ouvir as pessoas que pensam desta forma. É ouvindo-as que poderemos conhecê-las e compreendê-las, estabelecendo um ponto de contato que permite a apresentação da fé. Ouvi-las possibilita contemplarmos a inconsistência daqueles que não possuem a cosmovisão cristã, e respondermos às questões honestas e reais de quem está perto de nós.

Ouvir o outro permite que conheçamos os seus problemas, suas lutas, suas certezas e suas dúvidas.
Permite e possibilita a contextualização da apresentação bíblica, demonstrando a relevância do evangelho para a vida humana em sua totalidade.

A indisposição para ouvir também pode revelar insegurança de nossa parte. Nesse sentido, é melhor descarregarmos tudo o que temos para que não sejamos confrontados com alguma pergunta ou argumentação inesperada. Falamos o nosso "texto", e saímos com a sensação de "dever cumprido", mesmo que isso não tenha feito sentido para o outro. (o mais puro egoísmo)

Agir exageradamente, metralhando mil palavras sem deixar o outro falar, revela que não estamos realmente interessados na pessoa, mas apenas queremos provar o nosso ponto. Para lembrar: Não estamos simplesmente em uma "guerra argumentativa". Estamos a serviço de Deus, proclamando a verdade, para a salvação de vidas. Argumentar faz parte do processo, mas não é tudo.

Créditos:

Charge do Veshame - O Avarento

quinta-feira, 19 de março de 2009

Mais do mesmo - A IRA DOS “CRIACIONISTAS”!


A IRA DOS “CRIACIONISTAS”! - Caio Fábio


O rasgo que a Teologia causou entre a Natureza, de um lado, e a Graça, de outro lado, é uma das coisas mais diabólicas desta vida.

O resultado é que a Natureza somente é estudada por quem não crê na Criação de Deus; afinal, os crentes acham que a Bíblia seja um livro de ciências também, quando, de fato, ela não é e nunca desejou ser assim vista.

Entre os cristãos os que estudam ou dedicam-se às áreas do saber que lidam com a biologia, a paleontologia, e todas as chamadas ciências naturais, quase sempre o fazem para defenderem Deus como Criador, salvando-O dos ataques dos “evolucionistas ateus”, ou até mesmo dos que, aceitando a idéia teórica da evolução, sejam crentes em Jesus.

Postei um texto sobre CRIAÇÃO POR EVOLUÇÃO E POR REDENÇÃO! , e, o resultado foi o seguinte:

Centenas me escreveram agradecendo, especialmente os crentes que assim pensam, mas que se sentem oprimidos pelos demais, POSTO QUE se tão somente expressarem tal idéia, ainda que declarando que o debate não é essencial à fé de ninguém, mesmo assim são taxados de descrentes e traidores.

De outro lado, recebi também algumas cartas, não mais do que cinco, de gente revoltada e agredida pela minha Opinião; a qual, para deixar claro sua não-fundamentalidade, colei no site justamente no link Opinião.

Faço distinção clara entre o que seja Palavra e o que seja minha Opinião. Aleluia! Rsrsrs.

Assim, no link Opinião digo o que penso, ainda que nada do que ali esteja carregue importâncias essenciais à fé, ou até mesmo qualquer coisa que não seja apenas o meu modo de ver. Afinal, tenho também o direito de pensar o que penso quando não haja na Escritura nada explicito sobre o tema, ou, ainda, quando o tema seja obscuro, mas não desnecessário a alguma forma de reflexão; e mais: quando o tema não seja essencial à fé já revelada; pois, para mim, o que está dito vale e não há reflexões secundarias a serem feitas.

Nem sempre pensei como penso hoje sobre o tema. De fato, faz uns 25 anos que meu pensamento sobre o assunto foi mudando...

A Ed. Mundo Cristão deve ter um livro meu, da seria “Os Pensadores”, intitulado “Viver: Desespero ou Esperança”, no qual, em um dos capitulos, advoguei apaixonadamente a criação literal, com sete dias de 24 horas cada um, etc.

Entretanto, logo depois da publicação do livro, que foi por mim escrito quando eu ainda tinha 21 anos e foi publicado quando eu tinha 26 anos, outro processo iniciou-se em mim.

Primeiro por verificar a não-importância do tema no que tangia à edificação da fé que salva o homem para o amor a Deus no mundo.

Depois, porque, logo depois, comecei a ver o quão ideológica era a tal defesa, além de ser totalmente arbitraria, posto que se servisse dos achados dos que de fato estudam o assunto e o pesquisam a fundo, mas cujos achados são usados a fim de se criar uma ideologia criacionista, que é tanto religiosa e obscurantista, quanto também politicamente fundamentalista.

O Evolucionismo é ideológico, tanto quanto o Criacionismo. Não quero nada com nenhuma das duas ideologias.

Creio que o Senhor, o Criador de todas as coisas visíveis e invisíveis, criou como bem entendeu criar; e mais: que não me parece fazer sentido ter-se a criação para estudar, e, mediante tais estudos, ficar-se chocado com os achados que digam apenas o modo como as coisas foram criadas, embora não advoguem uma causa criadora.

Dois professores de Biologia me escreveram cartas hostis dizendo que eu estava destruindo a fé dos crentes.

Já pensou a fraqueza da fé desses crentes supostamente cientistas?!

Exemplo de uma das correspondências:

To: contato@caiofabio.com
Sent: Friday, February 27, 2009 8:55 AM
Subject: CRIAÇÃO POR EVOLUÇÃO E POR REDENÇÃO!

Prezado Caio

Li suas colocações sobre a questão. Sou evangélico, Batista, e Criacionista.Acredito ser um homem de fé, mas sou sobretudo um ser racional.Sou um cientista, um químico. E nestes mais de 30 anos estudando Ciência me aprofundei no estudo das teorias sobre nossas origens.
Como cientista e pesquisador, posso te disser racionalmente que os dados que tenho não vem de observações que fiz no quintal de minha casa... mas vem da Ciência., da racionalidade, da analise fria e imparcial de dados. Dos avanços científicos mais recentes, dos dados de genoma, da bioquímica, da química, dados científicos de fronteira.Estes dados mostram, agora de uma forma extremamente clara e inconfundível, COMO Deus criou.E hoje não sabemos exatamente todos os mecanismos, mas uma coisa sabemos com certeza: Ele não usou a Evolução! Pois a Evolução se mostra hoje uma teoria falida, totalmente descartada pela Ciência Moderna, que se sustenta apenas pela força da propaganda, pelas muletas e escoras do naturalismo filosófico.
Sua nota nos mostra, infelizmente, que as muletas e ancoras não são só colocadas pelos naturalistas filosóficos, mas que o obscurantismo infelizmente se alastrou e se instalou também entre nós.
Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem, e o que dizem, e o que escrevem.....

A esta carta apenas disse:

From: CAIO
To:
Sent: Friday, February 27, 2009 11:17 AM
Subject: Re: CRIAÇÃO POR EVOLUÇÃO E POR REDENÇÃO!

Meu irmão,
Não quis ofendê-lo.
Deus o guarde.
Nele,Caio.

Ele prosseguiu:

----- Original Message -----
From:
To: 'CAIO'
Sent: Friday, February 27, 2009 11:54 AM
Subject: CRIAÇÃO POR EVOLUÇÃO E POR REDENÇÃO!

Caio
Você não quis, talvez não, mas ofendeu duramente gente de bem, gente que está em busca da verdade. Gente que tem apanhado muito já dos meninos e meninas de Darwin e agora se vê alvo de “fogo amigo”. Qual foi sua intenção? Não quis ofender, então quis o que?
Você chamou todos eles, que apanham “de graça” todo dia por ousarem se levantar contra uma grande mentira, de radicais, fanáticos, obscurantistas, desinformados... Não quis matar, mas atirou, não quis machucar, mas deu a tapa...Você precisa tomar cuidado com o que diz, lembre-se do conselho bíblico:
Qualquer, porém, que fizer tropeçar a um destes pequeninos que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma grande pedra de moinho, e fosse afogado na profundeza do mar. (Mat. 18:5-6).
Nunca vi um texto tão herege, tão insano, tão ofensivo aos que lutam contra a insanidade da evolução, uma teoria completamente falida, nunca vi alguém tão desinformado falando tanta besteira (desculpe, irmão, não quis ofendê-lo, apenas adverti-lo, sinceramente).
Você precisa se informar, ler sobre a questão, e não entrar na onda do beija-mão de Darwin, se curvar ao ídolo...
Alguém que é reconhecido como um líder cristão que pode influenciar tanta gente não pode se aventurar em escrever sobre o que não sabe, o que não entende, ....
Quem te revelou que todos aqueles foram salvos? Que onisciência é esta que tu tens?
Entre, por exemplo, no blog Desafiando a nomenklatura cientifica. Não são só os “Cristãos que odeiam Darwin” que estão descarregando seu ódio sob o manto do obscurantismo religioso. É gente esclarecida, conhecedora do assunto, estudiosos da questão, gente racional, muito bem iluminados pela razão e conhecimento.
Olhe ao seu redor e veja o estrago que o naturalismo filosófico falso e falido tem causado, veja quantos gregos ao nosso redor, ....
Meu desejo sincero é que Deus tenha misericórdia de ti, e te esclareça. E de mim, para que me ire, mas não peque.
Um grande abraço fraterno em Cristo Jesus. Que bom que a sua misericórdia se renova sobre nos todos os dias....

A tal resposta, sem muita paciência para discutir [não me resta nenhuma], apenas disse:

“Olhe ao seu redor e veja o estrago que o cristianismo estúpido causou ao mundo!Alguma dúvida de que ele foi feito por gente com o seu espírito persecutório como o seu?”
Um abraço.
Caio

Continuando:

Foi um cristão inglês, Dr. Prance, que foi pesquisador do INPA [Intituto Nacional de Pesquisas da Amazônia], em Manaus, na década de 70 ainda, que, convidado por mim como cientista piedoso, veio até a uma reunião de jovens, e disse que era um crente que cria que Deus criara usando os caminhos lentos da evolução. Fiquei chocado. O homem é, ainda hoje, um dos gurus da Botânica na Terra.
Depois do choque, ajudado por ele, passei a pesquisar e a conferir as coisas com ele.Foram anos lendo e meditando...
Portanto, o que eles não sabem é que sei o que eles pensam e também que já me alimentei das mesmas idéias, as quais são velhas e sem amparo na base empírica do estudo cientifico.Mas, para eles, tudo é culpa da propaganda...
Interessante, mas, fora tais cientistas de Escola Dominical, o resto do mundo cientifico precisa ser informado que as ultimas descobertas da Ciência Moderna mudaram radicalmente, talvez no Governo Bush. Rsrsrs.
E mais:Prefiro quem diz que crê porque crê, do que quem diz que é racional, que sua posição é lógica e não de fé, pois, a usarmos tais critérios, o que posso dizer senão: “Meu irmão, então, use a cabeça; pois, do contrário, apenas diga que é assim que você crê; e pronto!”
O que me choca é a ira, no entanto!Sim! Escandalizo-me [rsrsrs] com o ódio e falta de controle de tais pessoas.Creio que sejam “missionários” da igreja dentro dos centros de ciência advogando o que pela ciência não podem advogar.Ora, não defendo teoria nenhuma [para mim Deus criou e pronto!], mas apenas a abertura para se buscar entender o que não é principio de fé.
De fato, quem tem Jesus e o Evangelho não tem tempo para o que não salva a vida e não eleva o homem ao amor de Deus.Mas, tenho direito a ter minha própria opinião!Ninguém que não seja assim, tão medroso e desesperado pelo fanatismo obscurantista, fica escandalizado com nada, especialmente porque todos sabem qual é a minha fé.
Gostaria muito de ter um exemplar digitalizado do meu livro “Viver: Desespero ou Esperança”, a fim de que se veja o quão ardoroso já fui da tese “criacionista”, a qual não passa de um arremedo de ciência, pois visa apenas provar a literalidade da narração bíblica. Ou seja: é uma ciência que já chega pronta.
Assim, respeito todo aquele que diz que é porque é, e que diz que crê assim porque assim crê; mas não agüento isto sendo feito em nome do que, em tese, demanda mente aberta e não irada nunca.
Afinal, quem se ira fazendo ciência ainda não aprendeu como a ciência deve ser feita.
Entretanto, não tenho tempo para isso.
O mundo está acabando, e, por isto, toda a minha energia está canalizada para o que edifica a fé dos homens no simples amor de Deus em Jesus.A ira é a viseira que impede todo e qualquer debate ou conhecimento limpo e isento.Um cientista irado é um obscurantista vestido de jaleco branco em laboratório; e nada além disso.

Eles zangam-se comigo, mas os filhos deles me agradecem.
Um beijo em todos os irados!
Irem-se bem..., mas não pequem; está bom?
Que a Graça seja sobre todos!
Nele, que apenas disse: Amem como ama o vosso Pai celeste,
Caio
27 de fevereiro de 2009
Lago Norte - Brasília - DF

Ps: Alguém precisa dizer a esse pessoal que até há três anos me chamava de ex-tudo, que continuo “ex” para eles, posto que eu nada tenha a ver com a defesa do que Jesus não chamou de Vida.

Ora, tal advocacia feita em nome da razão é burra; posto que os tais advogados nunca tenham entrando em um laboratório real, mas apenas sirvam-se de livros a fim de buscar embasamento para os seus Dogmas de Suposta Racionalidade. Sim! Não passam de sistematizadores de informações cientificas a fim de criarem a sua própria ciência, à reboque das pesquisas de outros. Não passam de escritores de doutrinas. Daí a sinceridade: Sou Batista e Criacionista; que são coisas bem parecidas nas manifestações ideológicas.


Fonte: http://www.caiofabio.com
 
Pesquisa personalizada