sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Alexandre Fernandes responde aos comentários - O Cristão pode ir ao motel ou não?




Devido a repercussão que o artigo intitulado "O Cristão pode ir no motel ou não? (Clique aqui) ", a equipe do Veshame entrou em contato com o autor do texto, o Alexandre Fernandes, que gentilmente nos atendeu e respondeu enviando-nos o seguinte texto:

"Bom dia a todos. Um prazer comentar nesse blog. Fui que escreveu o artigo no Gospel Prime.

Sou evangélico, convertido há 19 anos. Sou casado, tenho 1 filha, estou com minha esposa desde os 17. Minha especialidade é estudo sobre Relacionamento de Casais Cristãos ou apenas um Cristão do Casal.

O que me admira no meio evangélico é que tudo as pessoas querem ter base bíblica. Não desmereço a Palavra de Deus em nada, mas também o texto da bíblia onde Paulo Diz: Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém... mostra que muitas situações, atitudes entre outras não estariam escritas na Bíblia e teríamos que colocar na balança se devemos ou não.

Existem situações na vida que é lógico o Cristão dizer Não! Mas outros, acontece a dúvida. Então voltamos na palavra, vou afimar o que Cristo disse: Seja a palavra do Crente, sim sim, não não. Então, o Cristão pode ir ao Motel? NÃO! eu digo SIM. SIM pra mim. O texto fala de mim e um atendimento.

Eu escrevo apenas o que vivo, não escrevo situações e nem se eu estivesse em casa conseguiria viver a luz da Bíblia ao pé da letra, já que o mais justo, dos justos peca 7 vezes.

Então, passo horas ouvindo pessoas com problemas no casamento, onde é muito fácil dizer (tenha fé, confie em Deus, ore Jejue), aconselhar é fácil, escrever num blog mais fácil ainda, mas no dia a dia, convivência palavras de ânimo de nada ajudam. Além da fé, a pessoa também precisa de Obras, ou seja, atitude.

Vejo casamentos acabarem por causa de filho. Vejo casais na igreja que a esposa deixa o filho pra morar com a avó, por quê o marido do segundo casamento (casamento na igreja) não gosta do menino, ou aqueles casais onde um dos parceiros não queria um filho e agora um deles tem que ficar em casa, cuidando de criança o dia todo por não tem condições de cuidar de uma babá, problemas financeiros, querem voltar a sair para os lugares que gostariam mas não podem, pq não tem carro pra levar toda a tralha de roupa e comida de viagem para viajar e nem todas as pessoas tem essa coragem de se sacrificar hoje.
 

Sabe onde fica o relacionamento, carinho, sexo, desaparece. Tudo isso dá lugar aos problemas. E quando o casal mora em casa ou apartamento de apenas 1 ou 2 cômodos e o filho tem que dormir na mesma cama? Aí que o relacionamento acaba mesmo quando a criança vai crescendo.

Então é muito fácil, chegar na internet e dizer o que acha, ou afirmar (não dá certo, se separa, cada um vai pra um canto) quando não está em suas mãos em Terapia, um casal cristão, com anos de convertidos querendo se separar, mesmo a gente recomendando a luz da bíblia. Fácil, todo mundo só olha pro seu humbigo (eu não, não é, esse cara não é crente, ridículo) vem pro meu lugar. Tenha vidas em suas mãos e pregue a palavra... ou afirme a palavra de Deus cura, faz e acontece! claro que faz! Mas os problemas afogam.

Por isso em diversas ocasiões eu recomendo: Se você é casado, faz anos que não tem um bom relacionamento com a esposa, por falta de tempo por causa de filhos pequenos, por que moram na casa da sogra, por causa de problemas financeiros (casado sabe que falta de dinheiro gera inúmeras discussões), deixar a casa e ir pra um lugar onde não tem barulho, que você possa se desligar dos problemas, possa conversar, se relacionar, lembrar, fazer sexo com prazer, sem preocupações, aproveitar o que a estadia te oferece, coisas que não faz a muito tempo, por que não fazer num motel?

Ou aos puritanos, façam na praça, ou fiquem reclamando que seu marido ou esposo já não fazem nada, por causa das inúmeras coisas que citei aqui e outras mais, por que casamento sem sexo, não é casamento, é amizade. O crente ainda vê sexo como algo que deve ser feito em uma cama com pano branco quando na verdade entre quadro parades não interessa a ninguém.

Dos casais que atendi até hoje, apenas 2 se separam e se casaram novamente com pessoas da mesma igreja (talvez você acha isso correto) mas a maioria hoje vive bem, separa seu tempo pra passear (não necessariamente ir ao motel, já passaram dessa fase) mas separar um tempo só para o casal, restaurante (sempre acaba na cama) esse tipo de coisas que na frente do pastor queremos mostrar que tudo é perfeito, quando não é.

Bom... escrevam o que quiserem. Cada um tem que agir conforme a sua fé. Se você tem fé pra se desligar e ir, vá, se não, não vá. Faça em casa com tranquilidade de quem pode, ou se reprima, se negue, afinal de contas a vida é sua.

Fique com Deus. Se precisarem de exclarecimentos sobre o assunto. Podem me procurar."

                                                                                                                   Alexandre Fernandes





9 comentários:

Neto disse...

Alexandre,

Não em importa o que você faz, nem "o que dá certo", segundo a sua visão. Não importa "o que dá certo", mas sim "o que É certo".

A pergunta certa não é "O Cristão pode ir ao motel ou não?", mas "O Cristão DEVE ir ao motel ou não?".

O Motel, no nosso país, assim como vc mesmo disse, possui já esse ar de "bordel". Uma ida a um lugar desses pode muito bem escandalizar algum novo convertido, ou alguem que você está evangelizando. E "ai daquele por quem vem o escandalo". Lembra-se?

Além disso, se há realmente a necessidade, como o senhor disse (e eu concordo), do casal muitissimas vezes ter a sua intimidade sossegada, pois está impedida por algum motivo (como um filho), oras, vá a um Hotel bom e tranquilo! Ou deixe seu filho com um amigo, parente, babá, mande ele dar um passeio!!

O que você postou parece mais uma justificativa para se fazer o que é errado, ou o que VOCÊ gosta (ou "se amarra"), do que uma BUSCA por uma saída cristã e bíblica para um problema do casal!


E outra: Alguem que usa o termo "puritano" em tom pejorativo, com certeza já perdeu totalmente o crédito comigo.


Grande abraço, que Deus te abençoe.

amanda disse...

Excelente comentário Ir. Neto!

joel disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Concordo com o coment. anterior quanto ao uso do termo puritano.
Não sei se o autor já leu algo sobre os puritanos,
mas se leu, esqueceu de mencionar que jamais um puritano tomaria a atitude que ele disse que um puritano tomaria.

Uma vez eu vi o nome de um Motel assim "MOTEL EL SHADAI".
O que será que o autor da postagem diria desse nome.
E se o autor fosse pastor e se convertesse em sua igreja um dono de um motel, o que ele faria?

espero que responda

ASS: ANTONIO NETO, CRATO, CE

Ednelson Rodrigo Sales Coelho disse...

É mano, a crentaiada ainda com essa babozeiras de "não pode isso, não toques naquilo, não manuseis aquilo outro,etc". O legalismo ainda impera nos dias de hj, em pleno o século XXI.Meu Deus!O bom é que alguns já se libertaram dessas babozeiras.Tenho minha consciência em Cristo e faço o que minha consciência não me acusa diante Dele.Me preocupa claro com os pequeninos, mais não deixarei de viver por causa de alguns.
"A fé que tens, tem-na para ti mesmo diante de Deus".Não condeno quem tem(eu tbm tenho essa fé de ir ao motel e não me sentir "sujo,imundo")e não condeno quem não tem,pois cada um com sua consciência em Cristo.Agora condenar quem vai e quem não vai também ai já é ultrapassar o limite.Que cada um viva com a fé que o Senhor nos deu.Um respeitando a fé do outro.
Deus abençoe vcs!

José Hamilton disse...

Sinceramente, não vejo diferença entre Hotel e Motel. Dizem que Motel é sujo porque a maioria das pessoas que vão são ímpias, etc, etc... vale também pra Hotel, Flat, Chalé... ou qualquer outro lugar onde pessoas possam se relacionar sexualmente.

Mas como o irmão falou, vale o respeito de quem vai não sente que não desagrada Deus e também de quem pensa o contrário.

amanda disse...

Se sua consciência não te acusa Ednelson, também não é CAUSA para que considere os que não adotam tal prática como "menos libertos que você". Não é porque Sansão deveria podia e devia manter os cabelos longos que todos também o possam, consoante o que o próprio Paulo nos ensina em Coríntios: "nos ensina a própria natureza, ser desonroso ao homem manter cabelo comprido". Vejo a sua atitude sim, como legalista, ao considerar-se certo, e os demais errados. Cuidado com termos como "crentaiada" e "babozeira", porque são ofensivos para aqueles a quem você os dirige. Decerto que tem sua liberdade de expressão, mas vamos manter um mínimo de cordialidade aqui, ok?

Felipe disse...

Continuo com o mesmo discurso de antes,
quem ama de verdade não perde para a rotina, o amor é sempre novo e você não precisa se fantasiar de bombeiro e ficar soltando o mangueirão pra fora pra que haja algo novo.. ou colocar uma sinta liga que dê a seu marido mais prazer, não, nada disso..
isso são coisas que o mundo busca por que falta amor.. eles tentam preencher seus relacionamentos vazios com esses fetiches idiotas e vão em quarto decorado de Roma, do Egito, da Patagônia ou até do Jardim do Édem simplesmente para preencher essa lacuna vazia que tem o tamanho certo do AMOR..
amor, nisso se resume o relacionamento e você Alexandre como graaaaaaaaaaaaaande expert em relacionamentos deveria basear suas terapias na sabedoria divina e não mais na sabedoria humana que propõe todas essas coisas...
que que vou fazer num motel?
me contaa?
ficar INOVANDO ou transando em silêncio?
ahhh! conta outra né ALEXANDRE... compre uns tampões ou encha seu orifício auricular de algodão, ou experimente rolhas para não ouvir nada..
aii aii, cada coisa que me aparece!

Rafael disse...

eu ia comentar mais o Felipe ai de cima disse tudo.

imagine a cena, voce com sua mulher acertando a conta do motel e chega junto no balcão um velho com uma menininha de 16 ou menos, ou um casal mais seu amigo intimo ou dois velhos barrigudos e barbudos com um rapaizinho.

sai fora...prefiro mil vezes meu quarto.

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada