segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Ainda sobre o caso do SÊMENarista(continuação) - A Carta da Mãe do agressor...


Para que o leitor posso entender o caso completo, sugiro que leia a primeira carta enviada. Clique aqui

From: SOU A MÃE DO “SÊMENARISTA” QUE ESTUPROU A MENINA...
To: contato@caiofabio.com Sent: Friday, September 18, 2009 6:55 AM Subject: Caso do meu filho... - Cheguei ao meu limite! Bom dia Pastor Caio, Peço um pouco de seu tempo... Sou a mãe do rapaz que estuprou a menina mencionada em sua carta...

Deixe-me contar um pouco do que tenho vivido.
Nasci e cresci em uma família evangélica. Na igreja conheci um rapaz e casamos...

Hoje ele é pastor de uma denominação que esta espalhada em todo país.
Casei, sim, por amor; mas depois de alguns anos vi que esse amor não foi recíproco.
Inúmeras vezes as mocinhas da igreja vinham entre lágrimas me contar de cantadas do meu marido. Brigamos várias vezes, quando eu falava em separação ele ficava furioso, pois isso acabaria com a carreira dele dentro do ministério.
Carreira sim...; pois depois de algum tempo vi que nessas denominações o serviço do Senhor que deveria ser feito por amor e gratidão a Graça imerecida que recebemos, é feito por vaidade, soberba, cobiça.

Essa nova visão da Igreja..., devo ao senhor pastor Caio. Agradeço as inúmeras pregações suas, livros, seu site a VEM & VÊ TV que tanto me faz bem e é meu único refugio e conforto diário.
Voltando a minha vida, quando eu estava decidida a deixar meu marido, me vi grávida e desisti...

Ele depois que meu filho nasceu, melhorou um pouco, pensei até que poderíamos ter um casamento abençoado. Mas foi ilusão!
Tudo voltou... As cantadas, a falta de respeito, as ameaças caso eu o deixasse.
Desisti de tentar "salvar" meu casamento e me dediquei a meu filho.
Quando meu filho estava ainda adolescente, o pai o puxou para participar ativamente das atividades da igreja. Começou um verdadeiro inferno em minha vida.
Já não era um que me desrespeitava, mas dois...
Meu filho começou a agir como o pai, brincava com as mulheres. Todo dia estava com uma. Era uma vida desregrada, promiscua.
Minhas reclamações, conselhos, de nada valiam. O pai era omisso e sempre dizia que era uma fase, que ele era homem.

Em 2005 meu filho engravidou uma moça de uma outra denominação. O pai o aconselhou a convencê-la a abortar... Quando eu soube..., corri até a moça para dar meu apoio e faze-la não cometer esse absurdo..., mas era tarde.
Meu marido enviou meu filho para os Estados Unidos, pois a noticia se espalhou no meio evangélico.

Fim de 2006 meu filho regressa e tudo parecia normal.
Quando ele começou a namorar a nossa querida..., eu quis conhecê-la. Trouxe-a em minha casa, conversamos , vi que era uma moça doce e sofrida. Gostei muito da menina e pensei que ela poderia ajudar meu filho a sair desse caminho de prostituição.

Com tristeza soube do fim do namoro, mas nada me foi explicado do porquê disso.
Ontem meu mundo caiu. É verdade que eu li em seu site sobre o estupro do seminarista, contudo JAMAIS pensava que tal abominação tinha sido cometida pelo meu próprio filho!
Uma moça amiga dela me procurou ontem e me contou tudo com detalhes. Fui com ela até a menina... que me afirmou toda historia e me contou de todo o apoio que o senhor esta dando a ela.

Quero agradecer seu amor por essa menina e seu apoio ao que ela esta passando por culpa exclusiva de meu marido e filho.
Pastor, tomei o caso dela para mim!...

Já estou providenciando uma casa para ela morar. Ela morava em um corredor de quartos em um bairro muito pobre e por medo de meu marido e filho, tinha abandonado tudo para ir à casa de uma amiga.

Fique tranquilo que ela tem e terá todo meu apoio. Além de uma casa onde ela possa criar meu neto, ela terá toda assistência médica e todo o enxoval eu darei também. Enquanto eu viver suprirei todas as necessidades de meu neto.
Agora é minha vez de agir... Não vou mais permitir que meu marido e filho matem mais um inocente e destrua a vida de outra jovem.
Hoje vou dizer ao meu marido que quero a separação. Cheguei ao meu limite. Ele foi longe demais. Não vejo nele nada do Evangelho de Jesus.

Há um tempo que tento traze-lo a luz, falando do verdadeiro Evangelho baseado no amor e graça, sem barganhas, sem medos, sem doutrinas humanas. Infelizmente ele resiste e diz que estou louca influenciada pelo senhor. Diz que o senhor é revoltado com as igrejas evangélicas e que eu estou dando ouvidos a um ateu.

Ontem vi que ateu é ele e meu filho, ambos NUNCA conheceram o JESUS que vive em mim. Que opera por amor, que salva por sua graça, que socorre a todos sem necessidade de barganhas.

Minha única duvida e dor é: devo denunciar meu filho?
Ela o perdoou e diz que não é necessário, que só vai pedir investigação de paternidade para ele assumir a responsabilidade de pai.

Eu já não sei se devo ficar calada sobre essa abominação. Será que meu silencio não dará ensejo para que ele faça isso novamente?
Pastor, por favor, me aconselhe a cerca dessa duvida.

Agradeço toda sua atenção.
Que Nosso Senhor Jesus sempre abençoe a ti e todos os teus
Fique no Amor que excede todo o entendimento.


Resposta:

Minha querida amiga e companheira na missão de criar filhos na verdade: Graça e Paz!
Somente o Evangelho faz uma mãe se tornar mais humana do que mãe!...

Sim, pois jamais haverá uma “mãe” mesmo... se antes não houver um ser humano com amor e senso de justiça maiores do que os instintos maternos...

Pela Graça do nosso Pai você é assim!...

Sei o peso e o significado de alguém tomar as decisões que você está tomando, acerca de um filho e de seu pai [seu ex-marido], na cidade na qual vocês estão, e com tal situação pendurada ao pescoço...; e pior: como uma faca no meio do peito...

Se a implicada, a nossa querida..., não apenas já o perdoou [ela o denunciaria não por vingança ou falta de perdão, mas apenas como medida de saúde e vida em favor dele...], mas aceitou estar com você, a mãe do rapaz e avó do filhinho dela... — então, eu creio que a prudência manda, para o bem da criança..., que se desista da ação criminal e se concentre exclusivamente no reconhecimento da paternidade...

No entanto, creio que a mesma prudência manda que a guarda da criança seja entregue exclusivamente à mãe, tendo você como a segunda responsável, no caso de falecimento eventual da mãe...

Outra coisa:...

É fundamental que seu filho saiba que não terá acesso à “nossa querida”..., pois, temo que ele se sinta autorizado pela nova circunstância [“ex-namorada” e “filho” morando com a mãe dele...] a se tornar, devagar..., muito mais perturbador do que agora se apresenta...

Ou seja: seja qual for o cenário..., seu filho deve ficar longe dela...; e dela somente deve se aproximar com autorização, vez a vez, caso a caso...

Sei que os anjos nos céus fizeram festa por você, pelo seu coração, pela sua decisão justa e amorosa, pela sua isenção na verdade, pela sua coragem, pela sua paixão pelo Evangelho, maior do que qualquer outra coisa...

Sinto muito pelos encaminhamentos da vida do seu filho até aqui... Entretanto, como dizia meu velho pai, “é paulada grande que mata cobra grande”...
Além disso, sua decisão de não mais proteger seu ex-marido..., também destruirá a fortaleza espiritual sobre a qual toda essa loucura encontra seu apoio...

“NADA PODEMOS CONTRA A VERDADE, SENÃO EM FAVOR DA VERDADE!”

Gostaria de ser informado de tudo...

Por favor, mantenha-me sabendo das coisas...

Por último, digo a você que é preciso ser mãe de verdade e mulher de verdade, a fim de fazer o que você está fazendo...

Estou feliz por ter conhecido uma mãe e futura vovó com sua valentia e coragem em fé!

Conte comigo...

Você também não estará só na viagem...

Receba meu amor e minha gratidão a Deus por ter sido abençoado [eu e muitos...] pela existência de uma mulher com sua coragem e ousadia na vida...

Nele, com o amor que nos adotou a todos, e, em nome de Quem digo a você e à sua “filha no amor”...: “Eis a tua filha!...”; e ala: “Eis a tua mãe!...” — e que você seja uma Maria, uma Noemi, uma santa para ela...; e que ela seja mais do que muitos filhos para você...,

Caio, 18 de setembro de 2009
Lago Norte
Brasília-DF

Fonte: Site do Caio Fábio

13 comentários:

Cidinha disse...

E todos vão viver felizes para sempre certo?
Não me convenceu,uma história muito estranha,uma mãe e esposa que sofreu todos esses anos com um marido mau carater,sem reagir ?
A vitima muito poprezinha morando mal ,orfanzinha ,ganhando um salário de fome ,sei não esse povo anda vendo muito novela mexicana,e lendo Danielle Steel.

Pastor Ranieri disse...

Dez anos atrás, Caio publicou sua biografia, e a propaganda desse livro prometia que Caio se “desnudaria”, e o público acreditou, pensando que finalmente conheceria os maiores segredos do homem que era tratado sagradamente como um “papa” evangélico.

Desnudar significa revelar tudo. Mas tudo começou a ser desnudado só em 1998, depois da publicação da biografia dele, com os escândalos financeiros e sexuais que o tragaram.

Hoje, ele se gaba de que, com um estalar de dedos, poderia facilmente envergonhar famosos pastores e derrubar ministérios inteiros se ele abrisse a boca para revelar tudo o que sabe acerca deles. Mas quando chega a vez dele, ele se retrai e nega.

Caio escreveu-me, em resposta ao meu texto “Filho de Caio Fábio ajuda igreja gay”, que desnuda a triste situação em que se acha um de seus filhos, que é prisioneiro do homossexualismo. A resposta dele é, no mínimo, chocante. Guardei-a e esperei, para ver se ele acabaria refletindo em suas próprias palavras. Se ele as escreveu num momento de descontrole emocional, mais tarde ele poderia simplesmente me mandar uma notinha se desculpando pela evidente atitude mal-educada, e eu entenderia sem nenhuma dificuldade. Todos erram e têm o direito de pedir perdão. Mas não foi o que aconteceu.

Mesmo conhecendo muito bem a Bíblia e mesmo pastoreando uma igreja em Brasília e ensinando suas ovelhas inocentes a perdoar e pedir perdão, ele próprio jamais se desculpou. Ele é, ao contrário de sua propaganda, um homem que não gosta de se desnudar nem de ser desnudado.

Portanto, desnudarei a resposta dele, com o único objetivo de que você que está lendo saiba que hoje Caio não é um homem que precisa de seguidores, fãs e idólatras, mas unicamente de oração, para que Deus o livre do estado de estranha graça (ou desgraça) em que se encontra.

Julio Severo

juliosevero@hotmail.com

Pastor Ranieri disse...

Esse é a verdadeira cara de caio fabio
De: contato@caiofabio.com
Data: 16/03/2006 14:04
Assunto: Re: Filho de Caio Fábio ajuda igreja gay do Brasil


PARA O SEVERO FROUXO!

Seu Severo palhaço!

Meu filho não é líder de nada, não frequenta igreja alguma, e apenas me ouve quando prego no Rio, na Catedral; ou na rádio do site.

Ele é contra igrejas gays!

Mas voce, Severo, é tão doente de alma... pitbul de alma... que dá vontade de encontrar você, seu frouxo, e dessossar você.

Mas você é Frouxo!

Profetinha de internet. Ponha as caras para fora; adoraria encontrar você; e olhar nos seus olhos, seu projeto de homem; seu menino doente; seu tarado sexual!

Vou procurar saber onde encontro você pessoalmente!

E mais: publique esta carta em seu site!

Com grandes letras,

CAIO

Susy disse...

Também acho muito "novela mexicana", embora existam mulheres em todo o mundo com história similar: reprimidas, submissas a tal ponto de se entregarem à tristeza profunda, achando que é simplesmente assim que Deus quer, não são submissas por amor, mas pelo chicote, totalmente contraditória à submissão revelada na palavra de Deus. A novela da vida real é assim mesmo!

João Paulo Fernandes disse...

Pastor Ranieri
O senhor como pastor deveria acreditar na mudança das pessoas. Nós andávamos nas trevas, até que o senhor transformou nossas vidas. Mesmo salvos do pecado, muitas vezes comentemos erros, e erros tem consequências, que muitas vezes deixam marcas eternas. Mas o Senhor Jesus que é nosso advogado junto ao pai, está sempre pronto para nos perdoar e nos purificar de qualquer injustiça,com tanto que que haja arrependimento.Queremos exemplo maior do que o de Davi? E que por coincidência é o mesmo pecado que Caio carrega na suas costas. Mesmo sendo pastor, o senhor sabe bem disso, ele é falho, assim como eu, assim como senhor. Apontar o dedo e chamálo de " O CAIDÃO", creio que não seja uma conduta cristã das mais sensatas,usando suas proprias palavras " será se Jesus usaria um linguagem assim!?
Não quero dizer com isso que o Caio é " pastor intocável, o papa gospel como o senhor afirmou. Ao contrário, quero dizer que vejo nele uma homem falho como qualquer outro e que acredito piamente na graça e no perdão de Deus que excede qualquer entendimento.

Apresentareu uma carta dele enviada aenviada a um homossexual que desesperadamente implora por ajuda.

João Paulo Fernandes disse...

ANTES EU DAVA DERRAPADAS GAY. AGORA ESTOU EM QUEDA LIVRE!

----- Original Message -----
From: ANTES EU DAVA DERRAPADAS GAYS. AGORA ESTOU EM QUEDA LIVRE!
To: contato@caiofabio.com
Sent: Thursday, October 07, 2004 1:59 PM
Subject: PELO AMOR DE DEUS ME AJUDE!


Mensagem:

Caio, sou aquele cara da carta que você intitulou, “Dei uma derrapada gay”. Como era previsível, não segurei a onda, mergulhei no parque de diversões da net, e minha vida parece estar descendo ladeira abaixo rumo ao nada, ou coisa pior...

Vivo numa expectativa terrível de que a qualquer momento vou começar a pagar um preço bem caro, por tudo que estou fazendo, pela irresponsabilidade de minhas decisões, pelo meu pecado.

Confessei tudo ao meu pastor, todo o meu drama,e não surtiu efeito nenhum. Acabei me afastando da igreja, estou sem rumo, infeliz, pois apesar de fazer tudo que minha carne/alma/vontade/sei lá/ quer, nunca me sacio; não me preencho. Meu casamento virou piada, minha esposa vive viajando com os parentes dela, meus filhos ficam com meus sogros, e eu agora não perco nenhuma oportunidade de me encontrar com qualquer um que esteja “a fim”.

O que me espanta é que tenho conhecido muitos “desviados evangélicos”, gente com dons, talentos, decepcionados com a igreja, querendo o prazer pelo prazer, alguns nem gays são, mas apenas curiosos, querendo experimentar sexo com outro homem.

Nunca pensei que fosse chegar a esse ponto, eu era tão moralista, abominava a promiscuidade... e agora sou isso.

Como faço para buscar arrependimento? Será que já não estou enquadrado naquela passagem que diz que aqueles que experimentaram o dom perfeito de Deus e retrocederam, é impossível renová-los para arrependimento?

Apesar dos filhos lindos que tenho, perdi a alegria de viver, e tenho medo que no futuro eles venham a se envergonhar do pai.

Caio você me disse que poderia voltar a te procurar quando desejasse, estou gritando por socorro, me ajude meu irmão, não quero continuar como estou. Já visitei algumas igrejas, já li livros, já chorei muito na presença de Deus, me sinto fracassado, sujo, indigno.

Meu pastor, aquele que já sabe de tudo, nem sequer me procurou para saber o motivo de minha ausência; é completa indiferença; acho que desistiu de me ajudar; até eu tenho tido dúvidas se existe um caminho de volta; pois foram tantos altos e baixos, reconciliações, quedas...

Sei que Jesus me ama, e mesmo como estou Ele tem sido Fiel, me guardando de coisa pior; mas quando tudo isso vai terminar?

Vai fazer quase um ano que te escrevi, passo por períodos nos quais penso que fui renovado; ai vem esse desejo infernal; e faço o que quero, sem pensar em nada ou ninguém.

Estou te escrevendo como amigo, irmão em Cristo, que gostaria de ter você por perto, quando sinto esse vulcão prestes a explodir.

Caio, me ajude, por favor. Tenho pedido oração para algumas pessoas; ou via net, me ajude...

João Paulo Fernandes disse...

Resposta

Meu querido irmão: Graça e Paz!

O mundo gay está repleto de evangélicos. E a razão é simples: há milhares de evangélicos gays. Ora, como é abominável a um gay ser admitido na luz na vida da igreja, então, os milhares de gays evangélicos tentam se segurar e se esconder. Alguns até vivem de dizer que foram e não são mais... Outros casam e têm filhos, lutando para se esconder. Outros ficam solteiros para sempre, em constantes lutas e aflições. E, a grande maioria, acaba vivendo entre as angústias dos desejos e suas culpas, passando por "derrapadas", ou por surtos anuais, ou, entregando-se à promiscuidade. Ora, a promiscuidade, além de dissolver o indivíduo como o veneno de uma caranguejeira, também põe a pessoa na zona de risco das "coisas piores", que são a AIDS e outras doenças graves. E o pior: as coisas são mais assim entre evangélicos do que entre os gays de um modo geral. E por que? Porque quanto mais abominação, mais a natureza negada se internaliza como sombra. E essa sombra cresce e se torna densa, e espera para se derramar como num dilúvio.

O que eu estou dizendo—e digo a todos—é que gostaria que todos os homens gostassem de mulher, e que todas as mulheres gostassem de homens. No entanto, por razões que a mim não me concernem ter sequer a presunção de explicar—embora "abundem" as teorias—, existem gays no mundo. E a maioria deles não pode ser acusada de pederastia ou desejos tarados que sejam ameaça social, mas têm seus desejos apenas direcionados para o semelhante no gênero, e de modo consensual. Além disso, tais inclinações não se manifestam apenas como desejo sexual, mas, sobretudo, como única capacidade de experimentar o amor romântico a não ser com outro homem—ou mulher, no caso de mulheres gays. E é aí que está o nó da questão.

Continua...

João Paulo Fernandes disse...

Gays evangélicos ficam mais promíscuos porque se sentem infinitamente mais culpados. É pela força dessa culpa que mais promíscuos ainda se tornam. A culpa põe o indivíduo exatamente em seu próprio caminho: o caminho da culpa. E como ele se sente uma abominação, julga a si mesmo abominável, o que lhe faz achatar terrivelmente a auto-imagem, e, conseqüentemente, o torna um carente que expressa sua carência como promiscuidade; até porque tudo isto tem de ser “rápido”, na sombra, no oculto, sem identidade, e sem promessas de continuidade. Então surge o vício no rodízio e no tremor do desejo absurdo e absolutamente abominável, e que invade a alma como um demônio, com as fribilações de excitamentos incontroláveis. E a pior sedução é a sedução do abominável.

Assim vive o gay evangélico! Vitimado pela sua própria culpa, e culpando-se cada vez mais, até entrar na tara ou no cinismo. E isto tudo porque a igreja se nega a admitir que existem gays nascidos dentro dela, em seu útero; e também que eles precisam apenas ser tratados como todos os demais seres humanos, e deixados livres para tentarem conseguir o melhor que puderem da vida, também, como qualquer outro ser humano.

Estranhamente, é somente quando o indivíduo se assume e traz tudo para a luz, é que as sombras—e que carregam todas as características de uma sombra; ou seja: projeção e ampliação de uma realidade-objeto muito menor do que a projeção—dão lugar à realidade; e esta, uma vez redimensionada, pode ser enfrentada com propriedade, e sem as covardias do monstro que emerge do mar do inconsciente como sombra apavorante.

Assim, o que você tem que fazer é difícil, mas é o único caminho de saúde e paz. Você precisa se assumir, e tratar a tudo isto na luz. Paulo disse que tudo o que se manifesta é luz. E tirar isto da sombra, saiba, por mais doloroso que seja, ainda será a sua salvação-saúde.

Isto implicará em tratar do assunto com sua esposa, e fazê-lo, de preferência, com ajuda psico-terapêutica. O impacto será enorme, mas sua alma estará muito mais protegida para poder ser trabalhada na Graça e na luz da verdade. Do contrário, você irá mergulhar cada vez mais profundamente nesse abismo de culpa, e o resultado será isto aí multiplicado por muitas vezes isto ai. O que é, na maioria das vezes, insuportável.

É melhor você ser quem você é do que ser quem você não é. Você é melhor do que qualquer não-você em seu lugar, por mais que a igreja se agrade mais do seu “eu-fantasia”, e que é seu disfarce de clone da igreja.

Continua

João Paulo Fernandes disse...

E uma vez que você venha e traga tudo para a luz, estranhamente, esses desejos compulsivos vão desaparecer; e, também estranhamente, você se perguntará: “Onde estava aquele monstro que me perseguia?” Então, você descobrirá que não quer promiscuidade, mas apenas afetividade.

No entanto, trate disso com a seriedade de quem não quer fazer muito mal à alminha dos filhos. E caso sua esposa não tenha estrutura para lidar com o fato, então, apenas proponha separação; e seja o mais responsável possível com ela e com os filhos. Mas não faça nada sem conselho e ajuda.

Quanto a se você está perdido, saiba, você nunca estará. O que está acontecendo é que você está no inferno, embora não esteja perdido. É que a culpa e o estado de promiscuidade geram esse sentir de juízo e fogo vingador, produzindo essa horrível expectação que você está experimentando. Mas saiba que o Deus de toda Graça pode acalmar sua alma, e dar a você a paz para esperar e buscar, sem aflição, a pacificação de seu ser. Quem confia, experimenta.

Quais os contornos que isto terá, sinceramente, eu não sei. E nem você. Sei, todavia, que mesmo não sendo o ideal, será, com certeza, bem melhor do que o inferno que hoje sopra angústia de morte sobre a sua alma.

E tratar disso não significa confessar culposamente a um pastor que se escandaliza com a situação. Quem se escandaliza jamais poderá ajudar. Somente os serenos podem trazer alguma contribuição.

Você é capaz de crer que o amor e a graça de Deus cobrem o seu pecado, sombra, culpa, e contradição? Se você crê, então, creia e descanse. Tal descanso começará a desativar esse mecanismo de compulsão.

E, por favor, não fique pedindo oração pelo assunto. Pois poucos orarão com verdade e discernimento, e a maioria apenas espalhará a fofoca como doença contagiosa.

Procure um profissional e abra a sua alma toda. É urgente. Se você morasse aqui perto eu pediria que me procurasse.


Receba meu carinho e minhas orações.


Nele, que é cheio de misericórdia,



Caio

Anônimo disse...

COMPLICADO, NÉ!?

Eliézer disse...

Não sei o porquê de tanta discussão sobre Caio Fábio no meio evangélico... ele mesmo afirma não ser mais evangélico, sequer querer ser pastor de igreja... então, porquê tanta celeuma?

Se o que ele afirma do ponto de vista evangélico não procede e não se dá por convencido frente as argumentações em contrário, então tratem-no como apóstata e falso profeta.

Afinal de contas, o que ele prega e suas posições publicas são mais perniciosas que a mercantilização da fé, o reducionismo da salvação à uma "reza" recitada, a uma vida cristã "de igreja" e as inúmeras promessas feitas em nome de Deus e que Ele nunca as fez, por isso freqüentemente não se cumprem...

Façam um favor à vocês mesmos: esqueçam-no. Caso contrário deixarão patente o temor que possuem da mensagem desse herege seja pela fragilidade de seus posicionamentos como opositores ou pela pertinência das argumentações dele. Mesmo que ocasionalmente Caio Fábio chame alguém para resolver alguma questão no braço ou dê guarida a um "gay cristão".

Anônimo disse...

isso é totalmente demoníaco,resista o diabo e ele fugirá de vós.Deus vai te ajudar porque Ele é a favor da família,peça ajuda a verdadeiros cristãos,que possam te ajudar em oração,e pare de brincar com o diabo,isso realmente é muito perigoso...

Anônimo disse...

I Coríntios c6 vv 9 a 11
9- Não sabeis que os INJUSTOS não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os DEVASSOS, nem os IDÓLATRAS, nem os ADÚLTEROS, nem os EFEMINADOS, nem os SODOMITAS,
10- nem os LADRÕES, nem os AVARENTOS, nem os BÊBEDOS, nem os MALDIZENTES, nem os ROUBADORES herdarão o reino de Deus.
11- E TAIS FOSTES ALGUNS DE VÓS; mas FOSTES LAVADOS, mas fostes SANTIFICADOS, mas fostes JUSTIFICADOS em NOME DO SENHOR JESUS CRISTO e NO ESPÍRITO do nosso DEUS.

Se entendi direito, o Pr Caio não está dizendo que Deus aceita o homossexualismo. Ele fala de confissão - admitir que é pecador - para libertação do pecado pelo raiar da luz do Evangelho de Cristo.
Não podemos condenar quem busca ajuda. A Palavra de Deus coloca INJUSTOS, DEVASSOS, IDÓLATRAS, ADÚLTEROS, EFEMINADOS, SODOMITAS, LADRÕES, AVARENTOS, BÊBEDOS, MALDIZENTES e ROUBADORES, todos no mesmo patamar. E quem ousaria dizer que não existem "evangélicos" praticando todos estes pecados, dentro de nossas igrejas?
E muitos deles até estão em busca de libertação, mas a prática de rituais não não liberta ninguém de pecado algum. O que liberta é a exposição da Palavra da Verdade e esta está deixando de ser pregada em muito púlpitos para dar lugar a falsas "palavras proféticas" de bonança, de prosperidade e heresias semelhantes.
O texto de I Coríntios 6, diz: E TAIS FOSTES ALGUNS DE VÓS; mas FOSTES LAVADOS, mas fostes SANTIFICADOS, mas fostes JUSTIFICADOS em NOME DO SENHOR JESUS CRISTO e NO ESPÍRITO do nosso DEUS.
Jesus não veio para os bons e santos, Ele veio para os que se reconhecem enfermos, pecadores, indignos, miseráveis, perdidos.
Amemos ao Senhor Jesus e aos perdidos pecadores, pois o amor que nos alcançou é suficientemente poderoso para alcançar toda sorte de pecadores.
A graça de Deus é suficiente para perdoar todo aquele que se confessa pecador e busca o perdão e a libertação.
Não sou da igreja do Pr Caio, não o conheço, apenas li poucos livros de sua autoria e oro para que a graça, misericórdia de amor de Deus seja manifestada ao Brasil através de sua vida. Os seus erros e fracassos não constam diante de Deus, assim como não constam os meus nem os seus, pois Cristo os apagou no momento que confessamos a Ele
No amor de Jesus - Elizelda

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada