quarta-feira, 8 de julho de 2009

Não ligue em 220

Vivemos na sociedade do “não dá para esperar”. Comida rápida, entrega urgente, fui. Esse conceito já alcançou nossa vida emocional, relacional. Os relacionamentos interpessoais estão fora de moda.

Hoje, jovens e adultos têm relacionamentos passageiros e sem compromisso. Somos incapazes de nos preocupar com o que nosso parceiro sente, ou pior, o que ele sofrerá caso haja um rompimento. A sociedade nos impulsiona cada vez mais a só buscarmos nossos próprios interesses sem enxergar o outro. Muitos jovens vivem o mundo do “ficar”: Quanto mais eu fico, mais aceito pelo grupo eu sou. Os números mostram que cada vez mais jovens são influenciados pela turma a fazerem coisas que não gostariam só para não serem rotulados de “manés”. Com relação ao sexo, muitos já ouviram aquela velha conversa: “Cara, tá na dúvida? É claro que você tem que transar com sua namorada! Todo mundo transa! Por que ser diferente?”

Muitos jovens cristãos, por causa de tanta pressão, começam a achar que os amigos é que estão com a razão.

Um conselho -- Não ligue em tomada 220 volts, pois este aparelho é de 110 volts.

O escritor Terry Hershey, em seu livro “Escolhas Sóbrias num Mundo de Sexualidade Confusa”, escreve: “Os jovens de hoje têm mais problemas nos relacionamentos do que em outra área da vida. Têm medo de assumir compromissos e estão confusos diante da quantidade de opção”.

Ouça as palavras daquele que verdadeiramente é nosso amigo. O mundo diz que o sexo é sedutor; Deus afirma que o sexo é doce e suave. O mundo diz que o sexo tem apenas finalidade sensual; a Bíblia diz que o sexo é para expressar vínculos de amor profundo. Pense em como têm sido seus relacionamentos e não esqueça que as etapas estão aí para serem vencidas, e não puladas. Adiantar ou aceitar a cultura vigente pode lhe trazer sofrimentos que deixarão marcas difíceis de superar.

• Jeverton Magrão Ledo é autor de “Minha Escolha Profissional -- o que Deus tem a ver com isso?” (Editora Vida).
Fonte: Ultimato

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada