terça-feira, 28 de julho de 2009

Enganando com Propósito – Alimentar Ovelhas ou Divertir Cabritos!



“Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. E muitos seguirão as suas práticas libertinas, e, por causa deles, será infamado o caminho da verdade; Também, movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias; para eles o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme”

II Pedro 3:1 a 3

Há uma verdade que precisa ser dita, hoje em dia, a grande maioria dos “Pastores” em particular e dos crentes em geral, não são mais seguidores de Jesus, mas sim seguidores de homens que com um poder de manipulação de massas tentam e estão conseguindo “IMPOR” as suas idéias. Mas quem são estes homens? São “Pastores(?) estrangeiros” que disputam o coração e as mentes dos “Pastores brasileiros” e, por extensão de seus rebanhos. O cortejo festeiro de seguidores destes “INTERNACIONALISTAS” não para de crescer o que é mais uma prova da falência quase absoluta do cristianismo no Brasil. Como evangélicos tornamo-nos dependentes diretos de “IDÉIAS” não muito claras dos “Cientistas Internacionais da Fé”, que lá nos seus terreiros, fazem o que bem entendem em nome de Deus.

Como falei acima, estes homens disputam com suas “criações”, seja o esquema “com propósitos” ou então o esquema da “igreja em células segundo o modelo dos 12”, as mentes e os corações dos Pastores brasileiros. E como tem gente indo atrás destes conceitos por pura falta de habilidade em lidar com as crises na igreja. Estes senhores além de manterem a “COLONIZAÇÃO” acrescentam um elemento de perversidade ímpar que é atribuir às suas “criações” a condição de “revelação divina.

Dizem estes senhores: “… a igreja celular é o paradigma da congregação mais poderosa do mundo. Pode-se dizer que um “Pastor” que não entra nesta dimensão está matando o progresso do Evangelho em sua área”.

Dizem mais: “Igrejas com propósitos serão as mais bem EQUIPADAS(?) para o ministério durante todas as mudanças que enfrentaremos no Século XXI”.

Outra afirmativa deles: “A frutificação neste milênio será tão “incalculável”, que a colheita só poderá ser alcançada por aquelas igrejas que tenham entrado na “visão celular”. Alardeiam estes que não há alternativa, a igreja celular é a igreja do Século XXI”.

A história da igreja desde os seus primórdios está repleta de homens e mulheres que tentaram usar a Bíblia para justificar suas “tolices” e as suas “pretensões pessoais”. Lamentavelmente a Palavra de Deus é a mais “INVOCADA” quando alguém quer levar adiante as suas idéias não convencionais que não são respaldadas pelo Livro Sagrado.

O que se observa nestes comentários é que estes senhores são muito “PRETENSIOSOS”. De acordo com eles, se um Pastor tem uma “igreja com propósitos”, ele tem uma igreja que está “mais bem equipada para o ministério”, mas estará ao mesmo tempo, de acordo com eles “matando” o progresso do Evangelho em sua área. Por outro lado, se um Pastor não adota o sistema, ele estará adotando “o paradigma da congregação mais poderosa do mundo”, não sendo uma igreja com propósitos. Ora, alegam que seus sistemas são derivados diretamente da Bíblia e por revelação direta de Deus. Ao que parece o “DEUS” destes senhores está meio confuso, pois revela e ensina coisas que são mutuamente excludentes.

A Bíblia ensina claramente que: “como está escrito, não há justo, nem um sequer, não há quem entenda, não há quem busque a Deus; todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer” – Romanos 3:10 a 12. Agora, estes senhores aparecem com este papo furado de que “muita gente parece estar aberta para as Boas Novas de Cristo e, temos recebido a Palavra no sentido de que nos anos vindouros haverá gente faminta por conhecer a mensagem da salvação; milhões e milhões correrão pelas ruas demonstrando seu desejo de saber de Cristo”.
A palavra de Deus é “bem clara” quanto ao fato dos homens caídos e sem Deus serem descrito pelas Escrituras com afirmações incisivas tais como: desviados, perdidos, fracos, ímpios, extraviados, inúteis, pecadores, incapazes de fazer o bem, mortos em delitos e pecados, transgressores, homens naturais incapazes de aceitar e de entender a revelação de Deus, néscios, desobedientes, desgarrados, escravos de toda sorte de paixões e prazeres, vivendo em malícia e inveja; odiosos e odiando-se uns aos outros. As Escrituras Sagradas não descreve ninguém naturalmente aberto para as “BOAS NOVAS” e muito menos pessoas “correndo pelas ruas” aos milhões demonstrando seu desejo de saber de Jesus. Pelo contrário… O mandamento do Senhor deve nos mover hoje, pois Jesus disse: Ide! Apenas isto. Por este motivo não devemos esperar por milhões de pessoas correndo pelas ruas querendo saber acerca de Jesus como pretendem estes senhores e certamente o Deus verdadeiro não está no negócio do “SURF”, criando ondas de incrédulos sedentos pela salvação como pretendem.

Acerca das igrejas conservadoras estarem perdendo as “OPORTUNIDADES(?)” que Deus está criando os pretensos líderes afirmam que as suas igrejas estão isentas deste infortúnio assim como todas as que estejam usando seus métodos. Alardeiam que: “…nossas igrejas estão perdendo as “ondas espirituais” que podem trazer reavivamento, saúde espiritual e crescimento explosivo, devido à falta de ensinamento das “habilidades básicas” para compreender o movimento que elas têm”. A pregação deles é: ”Definitivamente temos que ser criativos; o mundo é daqueles que inovam”.

Com esta declaração absurda eles indicam claramente que é apenas um Evangelho centrado no homem e não em Deus que eles defendem. Crêem que somente a visão celular pode satisfazer a demanda da “Grande Comissão” nos nossos dias. Estes senhores pensam que podem ensinar a qualquer igreja as “habilidades básicas” para satisfazer a grande comissão. Mais uma vez fica claro que cada um deles pretende ser o autor com “A SOLUÇÃO” definitiva para a Igreja do século XXI.

O que podemos fazer? Um diz que falou com milhares de Pastores, Professores e Líderes, visitou e estudou centenas de igrejas, leu quase tudo sobre o assunto e analisou o Novo Testamento exaustivamente. O outro mais agraciado “descobre” nas suas muitas e muitas horas num “LUGAR SECRETO” que Deus lhe revela coisas diretamente. Estas pessoas parecem que são imbatíveis. A pesquisa de um e as revelações do outro são a garantia definitiva de que eles estão certos e não podem, em nenhuma hipótese, estar errados.

Se tem alguma coisa difícil para eles é esta acerca da “chamada” e das “revelações diretas”. É aqui que a porca torce o rabo! Segundo afirma um destes líderes, Castellanos: “A Missão Carismática Internacional é uma igreja eminentemente profética… seu início foi determinado por uma Palavra profética dada diretamente por Deus a este seu servo”. Obviamente a ele, Castellanos. E mais: “Em mais de uma oportunidade tenho escutado claramente o Senhor, dizendo-me: Tu és o canal através do qual flui meu espírito”. E continua: “Senti que Deus estava me guiando para que investisse o resto de minha vida descobrindo os princípios Bíblicos, culturais e de liderança, que produzam igrejas crescentes e saudáveis”.

Nota-se a afirmação clara de eles terem ouvido Deus falar “claramente”. Eles usam esta mesma expressão, “CLARAMENTE” várias vezes. Para dar mais ênfase a este aspecto, de que Deus teria falado com nitidez com eles, note o que dizem: “algo inesperado aconteceu e sucedeu”. Atribuir a Deus a origem dos seus métodos é um argumento bem conhecido entre aqueles que não suportam a sã doutrina e precisam alimentar suas “fantasias” e “fábulas”. Paulo, genuinamente inspirado por Deus, já advertia: “Conjuro-te, perante Deus e Cristo Jesus, que há de julgar vivos e mortos, pela sua manifestação e pelo seu reino: prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina. Pois, haverá um tempo em que não suportarão a sã doutrina; Pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; E se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas” – II Timóteo 4:1 a 4. Lembro apenas que faremos também muito bem se voltarmos nossas costas para estes mentirosos que usam Deus como desculpa para semear suas astuciosas mentiras.

A arrogância é tamanha que eles insinuam: “Não podemos fazer nada sem Deus, mas Ele não faz nada sem nós. Igrejas crescem pela atuação do poder de Deus, por meio do esforço de pessoas habilidosas”.
Com certeza absoluta eles nunca ouviram nem leram, apesar de dizer categoricamente que investiram muito tempo estudando o Novo Testamento, as palavras de Jesus quando disse, referindo-se àqueles que o aclamavam como filho de Davi enquanto os fariseus protestavam para que o Senhor os fizesse calar: “Asseguro-vos que, se eles se calarem, as próprias pedras clamarão” – Lucas 19:40.

A pobreza destes é muito grande ao imaginarem que o Deus glorioso precise de algum homem por mais importante que este seja! Quanta petulância na afirmação de que “o Deus verdadeiro não faz nada sem nós”. Estas idéias só podem ser fruto da imaginação de homens que não conhecem o Deus verdadeiro. Estes senhores chegaram ao cúmulo de afirmarem: “Nunca devemos criticar o que Deus está abençoando, mesmo que seja um estilo de ministério que faça com que alguns de nós não nos sintamos muito à vontade”.

A questão central e básica não é a forma como você “COMUNICA” a Palavra de Deus e sim o “CONTEÚDO”. Como afirmou alguém, este grupo pretende “jantar com o Diabo” e “almoçar com Satanás”. Este grupo procura utilizar o que há de mais moderno na sociologia, na psicologia e no marketing para acertar em cheio no alvo e “VENDER” Jesus da melhor maneira possível. “NÃO! DEUS NOS CHAMOU PARA SERMOS FIÉIS. DEUS NÃO NOS CHAMOU PARA SERMOS EFICIENTES.

Agora, a afronta continua com estes senhoresque, falando em nome de Deus, propõem uma nova doutrina da igreja para o século XXI. Na falta de “TESTEMUNHO” autêntico e verdadeiro qualquer coisa serve para engabelar a boa fé do povo.

Na Verdade e isto já está claro, o que os “Pastores Internacionais” querem é implantar com suas idéias inovadoras e criativas, mas nem um pouco fiéis à Palavra de Deus, um “esquema” para “DIVERTIR CABRITOS” que invadiram o redil do Senhor, mas que não tem nada a ver com “EDIFICAR AS OVELHAS” que compõe o rebanho de Deus.

Carlos Roberto Martins de Souza Articulista do Portal Gospel Prime


0 comentários:

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada