terça-feira, 26 de maio de 2009

Elvis não morreu...

Que Elvis não morreu você já sabia, mas que ele está no Brasil e ainda por cima cantando em “igreja”, ah isso você não sabia. Mas... ele está. E mais precisamente nas “igrejas” Renascer de Limeira, Cangaíba e Alphaville! Não acredita? Confira as fotos:

Tenho dito sempre, quando falta a Biblia e a pregação expostiva séria da mesma, tem que se inventar de tudo. O que me dói é ver tantos jovens desencaminhados, achando que isso é ser evangélico e servir a Jesus Cristo. Olhem só as fotos aqui. Oremos por reforma e avivamento hoje e que Deus denuncie as casas que se chamam igrejas e passam a idéia de que este é o evangélho biblico.

Fonte: Graça Plena

3 comentários:

NilmaBostonRio disse...

Era só o que faltava!

by NilmaBostonRio

João Paulo Fernandes disse...

“Entretanto, não habita o Altíssimo em casas feitas por mãos humanas; como diz o profeta: O céu é o meu trono, e a terra o estrado dos meus pés; que casa me edificareis, diz o Senhor, ou qual é o lugar do meu repouso? Não foi, porventura, a minha mão que fez todas estas coisas?” (Actos 7.48-50).

Como se pode ver, o conceito cristão de Igreja não limita-se a quatro paredes, não são ogivas e vitrais. Segundo a Palavra de Deus a Igreja são as pessoas. Quando o próprio Cristo morreu por nós, toda a figura do santuário e do lugar Santo (Santos dos Santos), foi anulado quando o véu do santuário se partiu:

“Depois de ter bradado novamente em alta voz, Jesus entregou o espírito. Naquele momento, o véu do santuário rasgou-se em duas partes, de alto a baixo. A terra tremeu, e as rochas se partiram”. (Mateus 27, 50-51)

Acredito que como Igreja, nós congregamos para falar com Deus, para adorá-lo, engrandecê-lo. Deve ser esse o sentido da existência, adora o criador. Embora a adoração, a comunhão, não se restrinja como já falei acima, a um prédio. Agora se esse lugar que escolhemos para prestá-lo culto, seja em qualquer lugar, seja com respeito, com sinceridade, com decência. Mas o que vejo nessas Igrejas são espetáculos, tudo em prol do humanismo. E sinto muito em dizer, muitos ali não escutam o cover do Elvis porque “ exalta as inúmeras maravilhas de Deus”, mas pra se satisfazerem nos prazeres da carne."
Tem que ter sim entretenimentos, mas com limites. Já pensou uma banda de forro eletronico dentro do local que escolhemos para glorificar a Deus? Já pensou um show de humor através piadas sujas dentro de uma ambiente que escolhemos para adorar a Deus! Nada contra a realizar entretenimentos, mas que não se utilize desses entretenimentos para dar ocasiao a carne.
Assim como diz o poeta João Alexandre:

"Sejamos coerentes, transparentes, reluzentes,
Conscientes, todos crentes que somos os filhos seus
Na rua, no trabalho, na escola, na loja, na padaria,
No posto, na rodovia, na congregação'!

Avelar Jr. disse...

Certas igrejas conseguem mesmo se destacar como circo.

www.nao-obrigado.blogspot.com

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada