quarta-feira, 18 de março de 2009

Ação apura dano em sessão de descarrego


Está em tramitação na comarca de Piracanjuba ação de indenização por danos morais ajuizada pela aposentada Ana Jorge Siqueira contra a Igreja Universal do Reino de Deus. Ela alega que, acreditando estar “possuída por demônios”, procurou a igreja com a esperança de que as sessões de descarrego a ajudassem a se livrar deles.

Contudo, durante o procedimento, realizado durante um culto de domingo, o pastor da igreja, identificado como Rone, a agrediu, causando-lhe lesões e hematomas. Ana garante que ele a teria jogado no chão, mas a instituição nega o fato. Em contestação, a Igreja Universal afirmou que Ana estava fraca e debilitada na ocasião, pois havia saído do hospital no dia anterior aos fatos.

Argumenta, ainda, que a aposentada não teve cautela com seu estado físico, pois já chegou ao culto passando mal tendo, durante a oração, desmaiado. Alegando também que suas práticas são amparada constitucionalmente, enquanto procedimento realizado no exercício de crença, a Igreja lembrou que foi Ana quem pediu a oração. A instrução do processo está a cargo do juiz Eduardo Walmory Sanches, titular da comarca.

Fonte: TJDG


0 comentários:

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada