quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Crucificação distorcida



A descoberta de um esqueleto, em Jerusalém, em 1968, de um homem crucificado na época de Jesus é tese dum docudrama da BBC, The Passion, que a televisão pública britânica está nesta altura a exibir, noticia o DN de 18 de Março.
A nova versão da crucificação sugere que a posição a que Jesus foi sujeito na crucificação é a de joelhos flectidos e os cravos cravados nos antebraços, e não nas mãos.
Este foi, até hoje, o único esqueleto encontrado duma pessoa crucificada naquela época, que sustenta esta tese. Mark Goodacre, professor de religião na universidade britânica de Duke e assessor científico da série, adiantou, em declarações ao El País, que "os romanos crucificavam as pessoas de várias formas e este método era um dos mais utilizados", porque era também "um dos mais eficazes".

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe um comentário

 
Pesquisa personalizada